‘O pneu furou’ voltará à orla em março

foto escultura ciclovia praia

Até o final do mês a escultura O pneu furou, que fica na ciclovia da orla, próximo ao canal 6, deverá retornar ao lugar. Ela foi retirada para restauração feita pelo próprio artista, o designer santista Rica (Ricardo Campos Mota), e será recolocada, de acordo com a Secult (Secretaria de Cultura), assim que forem concluídos reparos no piso e no poste de iluminação onde a peça fica recostada.

A obra, que retrata com humor o problema vivido pelos ciclistas, é feita em aço pintado de amarelo, tem 1,30 metro de altura por 2,05 metros de largura. Foi adquirida pela prefeitura com auxílio da Lei Rouanet e instalada em 20 de janeiro de 2006, como parte das comemorações pelos 460 anos da cidade.

Bicicletas públicas registram recorde de viagens

bicicleta

O sistema de bicicletas públicas Bike Santos registrou recorde de movimentação no feriado de 1º de janeiro. Nada menos que 2.020 viagens foram realizadas nessa data, sendo a estação localizada junto ao Aquário Municipal a mais procurada, com 286 bikes retiradas. Há 20 estações fixas.

Quem deseja passear pela cidade sobre duas rodas, dispõe de uma rede integrada de ciclovias, com 30,9 km de extensão, utilizada não apenas para o lazer, como também por trabalhadores e estudantes.

As bicicletas públicas estão disponíveis das 6h às 22h (com devolução até meia-noite). O primeiro passo para utilizar o sistema é fazer o cadastro no site www.movesamba.com/bikesantos, onde constam as regras de funcionamento. O uso do veículo é gratuito por 30 minutos contínuos, e a devolução poderá ser feita em qualquer estação. Após 15 minutos, o usuário poderá retirar outra bicicleta.

No ato da adesão, o ciclista autoriza o débito de R$ 10,00 no seu cartão de crédito a título da caução, valor a ser utilizado caso o tempo de uso da bike ultrapasse os 30 minutos iniciais. Cada período de meia hora excedente implica na cobrança de R$ 5,00. Se o usuário retirar a bicicleta antes de cumpridos os 15 minutos de intervalo, ele pagará R$ 5,00. Esse valor é descontado dos R$ 10,00 da caução.

Desde a implantação, há 35 dias, o Bike Santos soma 15.679 cadastros e 28.667 viagens. Sem custos para o município, o sistema é operado por empresa privada, após chamamento público realizado pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

Enhanced by Zemanta

Ciclistas de Santos aprovam a nova ciclovia da cidade

ciclovia

A nova ciclovia que liga as cidades de Santos e São Vicente, no litoral de São Paulo, foi inaugurada no último sábado (22). Quem passou nesta quarta-feira (26) para chegar ao trabalho aprovou o novo trecho que fica no bairro José Menino.

As obras duraram cinco meses. A pista de 580 metros de extensão tem quase dois metros de largura. O principal objetivo da nova ciclovia é oferecer mais segurança ao ciclista que agora não precisa mais dividir espaço com os carros na avenida da praia. Agora, eles passam junto a calçada na faixa de areia. “O que a gente tinha aqui era uma faixa de 2 mil pessoas em um horário de pico entre 7h30 e 9h, com o pessoal que vem de São Vicente. Com isso criou mais fluidez e tiramos o pessoal da rua”, explica o secretário de infraestrutura de Santos Nílson Barreiro.

A ciclovia está aberta desde o último sábado. Quem a utiliza diariamente para chegar ao trabalho aprovou o novo trecho. “Foi muito bom, muito mais fácil, muito mais prático da gente estar trabalhando, sem o perigo do trânsito, do carro bater atravessando a pista”, diz a dona de casa Kátia Braga. “Antigamente era muito cheio de gente, não dava para passar direto. Tinha acidente, e agora ficou muito bom”, completa a babá Iara Carmo dos Santos.

O medo dos ciclistas é quanto a iluminação da nova pista, para ajudar a evitar assaltos no trecho que passa atrás dos prédios na faixa de areia. “Foi garantido a colocação de 32 postes do mesmo padrão que a gente tem na ciclovia, que é um padrão que dá uma iluminação boa tanto para a areia, como para calçada”, diz o secretário.

Além de garantir a segurança dos ciclistas, a área também ganhou uma novidade para quem anda de ônibus, uma baia de embarque e desembarque de passageiros, no sentido São Vicente/Santos.

 

G1

Enhanced by Zemanta

Após 19 dias, Projeto Bike Santos já fez mais de quatro mil viagens

N_163609758841

Mais de quatro mil viagens e 19 dias depois de implantado, o sistema de bicicleta pública – Bike Santos – já faz parte do visual urbano da Cidade. Haja vista que, não apenas na ciclovia à beira-mar, mas em vários bairros, as coralzinhas passaram a colorir as ruas de forma sistemática. O projeto de sustentabilidade tem parceria com a Prefeitura e a empresa Serttel.

Desde sua implantação no dia 29 de novembro e até o balanço feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), foi contabilizada, somente até o dia 6 deste mês, média de 586 locações diárias.

Nessa fase inicial do projeto, o sistema oferece dez bicicletas em cada uma das 14 estações já em funcionamento. Mas, a Avenida Ana Costa receberá uma nova estação, assim que chegarem ao fim as obras de reurbanização no trecho entre a praia e a Praça da Independência, fechando essa primeira etapa.

É intenção da CET disponibilizar até o final do ano outras seis estações: nas praças Nossa Senhora Aparecida, Fernandes Prestes (diante da Rua Rodrigo Silva); Rua Alfaia Rodrigues com Benjamin Constant e Rua Barão de Paranapiacaba com Avenida Conselheiro Nébias. Ainda outras no Canal 2 (próximo à Rua Carvalho de Mendonça), e Rua Júlio Conceição com Avenida Conselheiro Nébias.

Por outro lado, até o final de janeiro outras 15 estações com mais de 150 bikes serão entregues na segunda etapa da implantação do sistema.

O Bike Santos possibilita compartilhar o uso de bicicletas sem qualquer custo, mas é necessário que o interessado esteja previamente cadastrado no site www.movesamba.com.br/bikesantos. No ato da adesão, é preciso autorizar o débito de R$ 10,00 no cartão de crédito como forma de caução.

A utilização da bike tem gratuidade de 30 minutos e o usuário tem a possibilidade de devolvê-la em qualquer estação. Após 15 minutos, ele pode novamente retirar outra bicicleta. Se os 30 minutos forem ultrapassados, automaticamente começa a contagem de débito sobre o valor da caução.

Vale lembrar que as bicicletas estão liberadas para usuários com altura de até 2 metros e que tenham até 100 quilos. O cestinho comporta no máximo 5 quilos. Outras  informações podem ser obtidas na Central de Atendimento ao cliente, telefone (13) 4062-1699.

 

A Tribuna

 

Obras da ciclovia da divisa entram na fase final

ROGERIO_BOMFIM_7699

Reivindicação antiga dos moradores da região, a ciclovia da divisa Santos-São Vicente, na faixa de areia junto à calçada, está em fase final de obras. Nesta etapa, os trabalhos se concentram na aplicação de paisagismo, pintura da sinalização da pista de 508 metros de extensão, asfaltamento da baia de estacionamento de ônibus e término do guarda-corpo que separa a ciclovia da calçada.

A interligação da nova pista com as ciclovias da orla nas duas cidades será a última parte do empreendimento executado pela prefeitura. A expectativa é de que as obras terminem no final desta semana. Conforme projeto, a nova ciclovia tem pista com 580 metros de extensão e largura de 1,80 m a 2 m, além de sinalização horizontal e vertical, iluminação com 32 postes, piso em mosaico português recolocado nas áreas de intervenção e serviço de paisagismo separando a calçada e a área dos ciclistas.

Outra melhoria é a nova baia de embarque e desembarque de ônibus sentido São Vicente – Santos, com 4 metros de largura. Paralelo à baia, foi construído um calçadão de oito metros. “O grande impacto desta obra incide na questão da segurança das pessoas e em mais fluidez no trânsito”, explica o chefe do Departamento de Obras da Siedi, Glaucus Farinello.

No próximo ano, a prefeitura iniciará a retirada da ciclovia do canteiro central. Isso propiciará a melhora do tráfego na av. Presidente Wilson devido ao aumento da largura da pista de 10,9 m para 12,2 metros e à eliminação do semáforo para travessia dos ciclistas.

O projeto tem parceria da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), aval do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), da SPU (Secretaria do Patrimônio da União) e da Semam (Secretaria Municipal de Meio Ambiente). O custo é de R$ 538.448,18, provenientes do Fundo das Estâncias.

Recomendação

A CET aconselha o ciclista a não utilizar a nova ciclovia enquanto não estiver concluída totalmente. A recomendação é o uso da pista no canteiro central da av. Presidente Wilson.

Sistema de empréstimo de bicicletas começa na quinta-feira

bicicletas públicas

A Prefeitura de Santos inicia na próxima quinta-feira o sistema de bicicleta pública intitulado Bike Santos. O serviço começa a funcionar no Canal 2 com a orla, onde fica uma das 15 estações. A iniciativa consiste em compartilhar a utilização de bicicletas sem qualquer custo, desde que o usuário esteja previamente cadastrado no site e obedeça às regras de utilização. As inscrições para o serviço já estão abertas.

Nesta primeira etapa, serão 150 bicicletas (10 por estação). Os locais inicialmente contemplados são: Emissário Submarino, Canal 2, Canal 3/Concha Acústica, Aquário, Ferry-boat (duas estações), Orla x Canal 4/Praça Santo Antônio do Embaré, Rua Francisco Hayden (próximo ao Clube Internacional de Regatas), Av. Pinheiro Machado x Rua Moura Ribeiro, Av. Francisco Glicério x Canal 2, Av. Ana Costa x av. Francisco Glicério, Sesc/rua Vergueiro Steidel, Rua Lobo Viana (em frente à Universidade Santa Cecília) e Praça Rebouças.

Ainda nessa fase, a Av. Ana Costa receberá uma estação com a conclusão das obras de reurbanização do trecho da via entre a praia e a Praça da Independência. Outras 15 estações, com mais 150 bikes, serão disponibilizadas até o final de janeiro.

O Bike Santos é composto de estações inteligentes, conectadas a uma central de operações via wireless, alimentadas por energia solar. O funcionamento será diário, das 6h às 22h, para a retirada da bicicleta, e até as 24h, para devolução. O uso da bicicleta será gratuito pelo tempo máximo contínuo de 30 minutos e sua devolução poderá ser feita em qualquer uma das estações. Após 15 minutos, o usuário poderá novamente retirar outra bicicleta, seguindo as mesmas normas. Se a utilização ultrapassar 30 minutos, a pessoa estará sujeita a taxas adicionais, cujos valores serão descontados no cartão de crédito vinculado ao cadastro do usuário.

Como utilizar

Habilitação

Para ter acesso ao sistema, basta ser cadastrado por meio do site:www.movesamba.com/bikesantos. No portal, o usuário terá as informações para inserir seus dados no sistema (ainda não disponível).

Utilização

A primeira meia hora, não será cobrado nenhum centavo. Após esse período, o usuário pagará uma taxa a cada 30 minutos de utilização. Não há limites para o uso dos equipamentos, desde que sejam respeitados 15 minutos de intervalo a cada operação.

Retirada 

A retirada será feita por meio de celular ou aplicativo para smartphones (que poderá ser baixado no site da empresa). Depois, deverá informar o número da estação que deseja retirar o equipamento e o número da posição da bicicleta escolhida. Confirme a operação e puxe a bike quando a luz verde estiver acesa.

Devolução

A devolução da bicicleta pode ser realizada em qualquer estação disponível. Para isso, escolha uma posição livre e encaixe o equipamento (verifique se ele está devidamente travado). Caso o local não tenha espaço livre, o usuário poderá acionar a Central de Atendimento ao Cliente (13 4062-1699), para saber o ponto mais próximo a fim de realizar a devolução. O serviço telefônico ainda não está disponível.

Cada bicicleta tem um chip(tag), que é utilizado para identificar o ciclista, controlar o tempo de uso e o local onde está estacionada. A liberação do equipamento depende de comando prévio de quem for usar o sistema, feito por meio de celulares ou aplicativos instalados em celular. O projeto Bike Santos é inspirado nas iniciativas já desenvolvidas nas cidades do Rio de Janeiro e em São Paulo.

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

Estações de bicicletas públicas começam a ser instaladas

As estruturas para a implantação do sistema de locação gratuita de bicicletas em Santos, conhecido como ‘bicicleta pública’, começaram a ser instaladas no último final de semana. A cidade contará com 300 bikes, a serem disponibilizadas gratuitamente à população em 30 estações. A medida integra um conjunto de ações da prefeitura com o objetivo de incentivar o uso de bicicletas no município, entre as quais a construção de uma rede de ciclovias interligadas.

A empresa Serttel Ltda, vencedora do chamamento público realizado pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), está instalando as estações em cinco pontos da orla que receberão o sistema: emissário submarino, canal 2, canal 3/Concha Acústica, Aquário e Ferry-boat.

O projeto, denominado ‘Bike Santos’, terá um número de bicicletas e estações maior que o projetado. Ao invés de 100 bicicletas, agora serão 300; e as dez estações para retirada ou devolução dos veículos foram aumentadas para 30. A ampliação representa grande benefício para o usuário do sistema, que poderá utilizar a bicicleta para um deslocamento maior. Isso porque os locais onde as estações serão implantadas não se limitarão à orla e aos centros comerciais do Gonzaga e Aparecida, como previsto anteriormente.

Até o próximo dia 25, já estarão instaladas 15 estações e 150 bicicletas serão oferecidas para uso comunitário. Os outros locais contemplados: orla x canal 4/praça Santo Antônio do Embaré, rua Francisco Hayden (próximo ao Clube Internacional de Regatas), av. Pinheiro Machado x rua Moura Ribeiro, av. Francisco Glicério x canal 2, av. Ana Costa x av. Francisco Glicério (Estação da Cidadania), Sesc/rua Vergueiro Steidel, rua Lobo Viana (em frente à Universidade Santa Cecília), praça Rebouças e rua Othon Feliciano. Outras 15 estações serão disponibilizadas após dois meses. O cadastramento dos interessados será iniciado com alguns dias de antecedência.

Funcionamento
O projeto consiste em compartilhar o uso de bicicletas de forma gratuita, desde que o usuário esteja previamente cadastrado através de um site. A operação do sistema será diária, das 6h às 22h, para retirada da bicicleta, e até as 24h, para devolução. A utilização da bike será permitida pelo tempo máximo contínuo de 30 minutos e sua devolução poderá ser feita em qualquer uma das estações. Após 15 minutos, o usuário poderá novamente retirar outra bicicleta, seguindo as mesmas normas. Não haverá custos para a prefeitura e CET, assim como para os usuários que respeitarem as regras.

Malha cicloviária
Santos tem condições de adotar a novidade, pois a administração municipal vem investindo na ampliação da malha cicloviária. Hoje, a cidade conta com 30,4 km de pistas exclusivas para ciclistas, que interligam as zonas leste e noroeste, chegando em breve a 35 quilômetros. No momento, está em obras a ciclovia da av. Nossa Senhora de Fátima, que fará a conexão entre a av. Martins Fontes até a divisa com São Vicente, e a do novo trajeto da orla, entre a divisa com São Vicente e o emissário submarino. A pista da rua João Pessoa está em licitação.

Benefícios
A prefeitura incentiva a utilização das bicicletas por serem veículos econômicos, não poluentes, que propiciam ao condutor exercício físico, além de apresentar baixo custo de manutenção. A bicicleta possibilita a redução do uso do automóvel nos deslocamentos de curta distância, ocupando pouco espaço no sistema viário. Algumas cidades, como Paris, Barcelona e Toronto, possuem há algum tempo sistemas de bicicletas públicas. No Brasil, Rio de Janeiro, Sorocaba, São Paulo e Porto Alegre implantaram com êxito sistemas semelhantes, sendo que a empresa que gerencia os projetos nestes municípios é a mesma que administrará o sistema em Santos.

Ciclovia da divisa começa a modificar paisagem do José Menino

A construção da ciclovia pela prefeitura na divisa São Vicente-Santos, na faixa de areia junto à calçada, contornando os prédios na orla do José Menino, está avançando. O traçado estruturado na areia a partir do jardim do município vizinho até a rua João Antunes, com 285 m de extensão já está concretado. No momento, o serviço segue até a alameda Rivaldo Justo, ao lado do Posto 1, com aplicação da bica corrida, compactação e colocação da tela soldada para garantir resistência.

De acordo com a Siedi (Secretaria de Infraestrutura e Edificações), responsável pela supervisão das obras, a próxima etapa será a construção do último trecho, entre a alameda e a pista junto ao jardim da orla.

Conforme o projeto do departamento de arquitetura da Prodesan, a nova obra consiste em pista com 580 metros de extensão e largura de 1,80 m a 2 m. E mais: sinalização horizontal e vertical, iluminação reforçada com 32 postes, piso em mosaico português recolocado nas áreas de intervenção e serviço de paisagismo separando a calçada e a área dos ciclistas.

Nova baia

Em paralelo, outra frente de trabalho faz a demolição da mureta que separa a praia da avenida, para construir nova baia de embarque e desembarque de ônibus sentido São Vicente – Santos, com 3,5 m de largura. Ali, no trecho de areia, foi erguido muro de arrimo para separar a ciclovia da nova baia, que avançará oito metros em direção à praia.

“Com essa mudança a pista de rolamento será ampliada e o fluxo de veículos vai melhorar”, explica o chefe do Departamento de Obras da Siedi, Glaucus Farinello.

O projeto tem parceria da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), aval do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), da SPU (Secretaria do Patrimônio da União) e da Semam (Secretaria Municipal de Meio Ambiente). O custo é estimado em R$ 538.448,18, provenientes do Fundo das Estâncias.

Alargamento

Após a conclusão dessa obra, a prefeitura iniciará a retirada da ciclovia do canteiro central. Isso propiciará fluidez do trânsito da av. Presidente Wilson devido ao aumento da largura da pista de 10,9 m para 12,2 m e à eliminação do semáforo para travessia dos ciclistas.

João Pessoa e sua nova ‘cara’

O nome será o mesmo, mas o visual… Quanta diferença. O projeto de reurbanização da Rua João Pessoa, no Centro de Santos, promete cara nova e mais fluidez à principal via do Centro da Cidade. O pontapé inicial para a mudança foi dado ontem com a publicação do edital de aviso, com o objetivo de contratar a empresa que realizará as obras.

Os saltos altos presos no mosaico português da calçada estão com os dias contados, assim como a fila na esquerda formada atrás do carro embicando para estacionar na vaga de 45 graus. Da mesma forma como está sendo adotado em outras vias, a calçada da João Pessoa será de concreto liso e o estacionamento, ao longo da guia.

E as mudanças não param por aí. A ciclovia que, a princípio, havia sido descartada, agora é a principal confirmação no projeto de reurbanização da João Pessoa.

A estimativa é que em 45 dias o contrato seja firmado e a imagem da rua comece a se modificar a partir de janeiro. A previsão é que as obras tenham início no cais.

Esta primeira etapa do projeto, que envolve as obras da ciclovia, pavimentação e drenagem, está estimada em R$ 2,5 milhões e deverá durar, após o início, oito meses.

Ciclovia

A principal mudança na Rua João Pessoa estará no lado esquerdo da via e terá 1,9 metros de largura e quase dois quilômetros de extensão. A nova ciclovia começará na Praça dos Andradas e servirá de ligação com a ciclovia da Avenida São Leopoldo com a Perimetral. “Inicialmente, o anel seria fechado na Praça José Bonifácio, mas esse não era o caminho natural”, explica o presidente da Companhia de Engenharia e Tráfego de Santos (CET), Rogério Crantschaninov, justificando a opção pela João Pessoa.

A ciclovia traz, também, a oportunidade de fazer a rua ganhar mais vida. “Hoje a João Pessoa é árida. O projeto prevê mais árvores. A separação da calçada e da ciclovia será feita com buxinhos (arbustos) e, inicialmente, serão plantadas resedás”, afirma o secretário de Infraestrutura e Edificações, Nilson Barreiro. Lembrando, porém, que os ipês roxos também podem ser uma opção.

Estacionamento e fluidez

O estacionamento em 45 graus dará lugar ao estacionamento ao longo da via. “Hoje, o estacionamento da forma que está provoca muita lentidão nas faixas mais velozes. Vamos ganhar em fluidez”, garante Rogério. No entanto, a mudança acarretará redução no número de vagas.

“O Centro é realmente carente de estacionamento. Temos que buscar alternativas. Existe um plano de mobilidade urbana que aponta a viabilidade de um estacionamento subterrâneo. Seguir um caminho como este é inevitável”, avalia o presidente da CET.

A opinião do secretário de Infraestrutura é que não há perdas. “Não podemos considerar uma perda perto do benefício da ciclovia”.

Entre perdas e ganhos, perde também a calçada, passando de 3,70 metros para 2,40. “Mas, com isso, ganhamos, além da ciclovia, uma área de desembarque ao lado do estacionamento de 1,2 metro, que permite tranquilamente a acessibilidade para cadeirante”, explica Barreiro.
Corredor de ônibus

Os ônibus das 40 linhas municipais e as três intermunicipais que circulam na Rua João Pessoa terão um corredor exclusivo. Conforme Crantschaninov, ao contrário do que acontece em outros corredores na Cidade, este será de 24 horas.

 

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

Ciclovia na orla da praia de Santos ganhará nova iluminação

A ciclovia na orla da praia em Santos promete ficar mais iluminada. De acordo com a Prefeitura, ao longo dos 4.703 metros da faixa, que vai do Posto 1 ao canal 6, serão colocados 274 novos conjuntos de postes e luminárias com lâmpadas de vapor metálico de 150 W, posicionadas diretamente para a ciclovia. O início da troca dos equipamentos ainda não foi divulgado.

Segundo o chefe do Departamento de Serviços Públicos (Deserp), Paulo Aguina, o sistema que está sendo trocado data de 2003 e utiliza ‘rebatedores’ para difundir a luminosidade. “Com quase dez anos de uso, esses elementos reflexíveis estão desgastados, perderam a eficácia e exigem maior manutenção”.

A mudança do sistema está a cargo da empresa Engeluz, cuja equipe de eletricistas concluiu mais da metade do percurso. Hoje, o serviço é realizado na altura da avenida Conselheiro Nébias, com substituição dos postes, em direção ao canal 4.

Calçada

A calçada que margeia a faixa de areia, que também é dotada de iluminação semelhante, sofrerá intervenção idêntica. De menor extensão, o serviço envolverá a substituição de 127 luminárias com o reaproveitamento dos postes e acréscimo de 97 conjuntos, totalizando 224 pontos de luz revitalizados.

 

A Tribuna

3º Passeio Cicloturístico em Santos

 O 3º Passeio Cicloturístico Rota Márcia Prado, que irá acontecer no dia 10 de dezembro próximo terá seu ponto de chegada em Santos A saída está prevista para às 7 horas, da ciclovia da Marginal Pinheiros, junto a Estação Vila Olímpia, da CPTM, em São Paulo, passando pela área de proteção ambiental Bororé, Colônia, São Bernardo do Campo, Parque da Serra do Mar, Cubatão e chegada em Santos.
Segundo os organizadores, o percurso é de aproximadamente 100 quilômetros. Os ciclistas participantes encontrarão a maior parte do trajeto em ruas asfaltadas, mas há cerca de 20 quilômetros em ruas de terra.

A última etapa do trajeto consiste da saída do Parque em Cubatão até a cidade de Santos, um trecho de 21 km. Mesmo o trajeto de litoral foi pensado em evitar com que o ciclista pedale em rodovias, portanto o trajeto será feito por ciclovias e vias de apoio a Anchieta até a cidade de Santos.
A partir de Cubatão o trajeto é totalmente plano, com subidas apenas nas travessias de pontes e viadutos.
A chegada em Santos será no Emissário que fica ao lado direto dos quiosques do canal 1.
É fácil de chegar !!
No canal 1, entrando na ciclovia a direita, pedalando por mais 1 minuto, o ciclista avista o Emissário do lado esquerdo. E a grande surpresa do final , é que quem fizer a rota e chegar até o Emissário ganhará um certificado de conclusão da Rota Márcia Prado.

O evento é promovido pelo Instituto Ciclobr de Fomento e Mobilidade Sustentável, que criou o trajeto inspirado no trajeto da última viagem realizada pela ciclista Márcia Prado. O objetivo é sensibilizar autoridades para a criação de um meio atraente e seguro para o ciclista de outras regiões chegar ao Litoral Paulista.

Fonte: Ciclobr
Enhanced by Zemanta