Santos oferece roteiro de lazer, cultura e esporte

 

Tirar a garotada da frente do computador e da tevê nas férias não é tarefa fácil, mas Santos oferece ampla programação, que mescla lazer, cultura e esporte, tanto para crianças quanto para adultos. 
  
 
O Aquário por si só vale uma visita. É o ponto turístico mais concorrido da cidade, com exposição de animais de espécies raras de água doce e salgada. Entre os destaques, pinguins, leão-marinho e tanque oceânico, onde vivem peixes de grande porte.
 
Outras atividades de lazer, e ao mesmo tempo educativas e culturais, também são encontradas na cidade por preços baixos ou gratuitos. Nas proximidades do Aquário estão localizados três museus que costumam atrair as crianças. O Museu de Pesca é mais conhecido pelo esqueleto de uma baleia da espécie Fin, a segunda de maior porte entre os cetáceos, com 23 metros de comprimento. 
 
No Museu do Mar fica o maior acervo de conchas do país, algumas gigantes, com mais de um metro, e vários tipos de tubarão, entre eles os xifópagos (um corpo e duas cabeças). O Museu Marítimo expõe réplicas de navios e peças curiosas recolhidas no fundo do mar, maquetes de caravelas e até do Titanic. 
 
Para os adeptos do esporte, há o Museu de Vaney, onde estão mais de 500 troféus obtidos por atletas da cidade, e o Memorial das Conquistas do Santos Futebol Clube, com troféus, uniformes, recurso multimídia, além da possibilidade de visita monitorada pelo gramado da Vila Belmiro, vestiário, centro de imprensa e arquibancadas.
 
Para gastar energia da garotada, nada melhor do que um passeio pela ciclovia da orla, que se estende do José Menino até a Ponta da Praia. Quem quiser pode fazer uma parada no posto 5 (praia do Boqueirão) e visitar a Gibiteca Marcel Rodrigues Paes. Ali, há um acervo de 20 mil gibis para leitura, entre eles publicações de super-heróis, Turma da Mônica, Globo Juvenil e Tico-Tico, além das reproduções de fanzines e coleções antigas.
 
Natureza - Se a ideia é aproximar as crianças da natureza há várias opções. No bairro do José Menino está o Orquidário, equipamento da prefeitura entregue recentemente à população após ampla reforma. 
 
Dos aproximadamente 450 animais, há os casais de gato-do-mato – o menor felino brasileiro, de macaco-bugio, encontrado na mata atlântica, e de arara-canindé. Um dos lugares charmosos é a trilha com colmeias de abelhas silvestres (sem ferrão), jardim sensorial e novo playground, que fica ao lado da brinquedoteca. 
 
No mesmo bairro, fica o Parque Municipal Roberto Mário Santini, no emissário submarino, com pista de skate e playground, entre outras atrações. Outro espaço da cidade é o Jardim Botânico Chico Mendes, na Zona Noroeste, de 90 mil m² e com mais de 300 espécies vegetais catalogadas, mil metros de alamedas, três lagos e playground. Informações sobre os pontos turísticos estão disponíveis no Disk Tour 0800 173 887, diariamente, das 8h às 20h.
 
 
Boqnews

Outras paisagens santistas

As praias, o Aquário, o Museu de Pesca e a Pinacoteca, entre outras, são as atrações turísticas mais conhecidas de Santos. Mas há uma série de outros locais bem interessantes que muitas vezes passam despercebidos pelos próprios moradores da Cidade. Para ajudar a desbravar estes lugares, foi criada a linha “Conheça Santos- Zona Noroeste”, que circula dois sábados por mês (o próximo acontece dia 17). O passeio dura 2h30. Durante o trajeto, um guia de turismo da Setur (Secretaria de Turismo) chama a atenção para a variedade de cenários do passeio, sobretudo vistas da cidade de novos ângulos.

Entre os locais a ser visitados, estão o Jardim Botânico Chico Mendes, uma grande área verde com 90 mil metros quadrados, que abriga cerca de 330 espécies vegetais, 100 metros de alamedas asfaltadas, três lagos e um viveiro de mudas com espécies da Mata Atlântica.

A linha “Conheça Santos- Zona Noroeste” passa também pelo Engenho dos Erasmos, uma construção de 1534, auge do ciclo da cana-de-açúcar no Brasil. Segundo os pesquisadores da USP, que desenvolvem um trabalho arqueológico no local, é o engenho mais antigo e conservado do país. Durante 70 anos, ele fabricou e exportou açúcar e rapadura. Funcionava 24 horas por dia, pois dispunha de moenda hidráulica, operada por 130 escravos índios. O Engenho dos Erasmos pode ser considerado o primeiro empreendimento multinacional do Brasil, pois seus proprietários eram belgas.

Outras atrações do passeio estão nos morros: no Nova Cintra, os passageiros podem conhecer a Lagoa da Saudade, que conta com diversos equipamentos de lazer e também com apresentações de grupos de dança cigana; no São Bento, há o Centro Turístico, Cultural e Esportivo do Morro São Bento, onde o Rancho Típico Madeirense apresenta músicas típicas e podem ser comprados bordados e doces portugueses.

A tarifa do passeio, feito em micro-ônibus com ar condicionado, custa R$ 10. É necessário fazer reserva a partir das 13h, no PIT (Posto de Informações Turísticas ) do Gonzaga, que funciona no bonde da Praça das Bandeiras, ou pelo telefone 3289-3674. O trajeto conta com monitoria de guia da Setur (Secretaria de Turismo) e, em caso de chuva, o passeio é suspenso.

CONHEÇA TAMBÉM:

Santos F.C. - Em clima de expectativa para a grande decisão do Mundial de Clubes, passeio extremamente atraente é o Memorial das Conquistas. Instalado no andar térreo do Estádio Urbano Caldeira, na Vila Belmiro, o local conta com troféus, camisas, flâmulas, documentos, uniformes, bolas, fotos ampliadas em tamanho natural e recursos multimídia que contam a trajetória do time que imortalizou Pelé e agora conta com o brilho do genial Neymar.  Aberto de terça a domingo, das 9h às 19h, e às segundas-feiras, das 13h às 19h. Agendamento de visitas monitoradas e em grupo pelos telefones 3257-4099 e 3257-4100, ou pelo e-mail  memorial@santosfc.com.br. Rua Princesa Isabel, nº 77, Vila Belmiro.

Museu De Vaney - Outro local indicado para quem gosta de esportes é o museu que abriga o acervo do mais célebre cronista esportivo de Santos e também com a coleção de mais de 500 troféus conquistados em competições esportivas da cidade a partir de 1939. Possui também acervo fotográfico, biblioteca e hemeroteca. Funciona de segunda a sexta, das 8 às 18h. Entrada franca. Praça Engenheiro José Rebouças, s/nº, Ponta da Praia. Tel. 3269-8090.

Museu do Mar - O maior acervo de conchas do país, incluindo as gigantes, com mais de um metro. Permite uma visão geral dos principais grupos marinhos do Brasil e de várias partes do mundo. Destaques para o tubarão-baleia, com 6 metros de comprimento, tubarão-anão adulto de 24 cm, além de tubarões xifópagos (um corpo e duas cabeças). Funciona diariamente, das 9h às 18h. Ingressos a R$ 10,00 (no caso de visita também ao Museu Marítimo, o preço passa a ser de R$ 15,00). Rua República do Equador, 81, Ponta da Praia. Tel. 3261-4808.

Museu Marítimo- Inaugurado em dezembro de 2005, o Museu Marítimo tem significativo acervo da história marítima e da arqueologia submarina. Podem-se encontrar réplicas de navios e peças recolhidas no fundo do mar, como potes de creme dental, mamadeira de vidro, frascos de perfumes de remédios, também confeccionados com vidros. Para atrair a garotada, há bonecos vestidos de marinheiros e piratas. Funciona diariamente das 9h às 18h. Ingresso a R$ 10,00. Endereço: Av. Governador Fernando Costa nº 343, Ponta da Praia. Tel. 3271-4808.


BANHO DE MAR INCLUSIVO

Seis cadeiras anfíbias adaptadas estão à disposição, gratuitamente, de portadores de deficiência física, para ajudá-los no banho de mar. Trata-se do programa “Praia Acessível”, que estará disponível na praia do Boqueirão, ao lado do canal 3, até maio, aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. Os interessados devem se dirigir à barraca armada no local pelo tablado de madeira ao lado da mureta do canal. Após breve cadastro, o deficiente poderá usar gratuitamente a cadeira especial, sob supervisão de um fisioterapeuta. O “Praia Acessível” é resultado de uma parceria do Governo do Estado com a Prefeitura.

 

Jornal da Orla

Enhanced by Zemanta