Cultura Argentina em Santos

Cia. Tango e Paixão “De Carlos Gardel a Astor Piazzolla” – Teatro Coliseu

O tango nasce no final do século XIX, provenientes dos subúrbios de Buenos Aires, desde o principio associado a bordéis e cabarés, era muito comum que o tango fosse dançado entre homens.

Mas o tango como dança não se limitou às zonas baixas ou a seus ambientes próximos. Estendeu-se também aos bairros proletários e passou a ser aceito “nas melhores famílias”, principalmente depois que a dança teve sucesso na Europa, onde no espetáculo recriamos através de figurinos luxuosos a época de ouro do tango.

A Cia. Tango e Paixão é um grupo que se dedica exclusivamente a apresentar números do ritmo tipicamente argentino e tem lotado todos os locais onde se apresenta, fascinando a platéia com inovações. Mostra por meio da dança o Tango Tradicional, Tango Show e Tango Nuevo.  A companhia apresenta uma homenagem aos dois grandes nomes do estilo: Carlos Gardel, cantor que popularizou o tango no mundo no período entre-guerras e Astor Piazzolla, que fez o tango renascer na década de 50 e 60.  Em letra e música, o tango narra histórias de amores, sonhos, prazeres, dores e desencontros, tendo como contraponto o bailado de um casal, que celebra a beleza estética, com força, calor e sensualidade.

No palco, um quinteto típico, dois cantores e 12 bailarinos para interpretar, em passos e vozes, canções como Por Una Cabeza, La Cumparsita, Volver, Caminito, El Dia que me Quieras, Uno, Libertango e Balada para un Loco.

A Cia. Tango e Paixão existe há cinco anos, é dirigida por Nelson Lima e Márcia Mello e composta por um quarteto típico de tango (bandoneon, piano, violino e contra-baixo), dois cantores argentinos e seis casais de bailarinos (argentinos, uruguaios e brasileiros).

Ingressos a R$35,00 e R$70,00.

Teatro Coliseu

29/11 – Sábado ás 21hs30

Rua Amador Bueno, 237, Santos.

Encontro com o Grupo Portenho Astillero – Sesc

Neste encontro, com a presença de Mariano González Calo e Adolfo Trepiana (bandoneonistas do grupo portenho Astillero) será abordado o tango de vanguarda e o bandoneon, ambos como patrimônio cultural da Argentina – exemplificando sua trajetória ao instrumento. Ao contrário do que se pensa, o Bandoneon originou-se da Concertina alemã, criado por volta de 1850 para uso religioso, e foi adaptado e posteriormente modificado para o uso na música popular argentina. Oscar Fisher, argentino, um importante luthier de bandoneons da cidade de Buenos Aires, fundador de “La Casa del Bandoneón”, Assessor Técnico em projetos de Universidades Argentinas para o desenvolvimento da fabricação de Bandoneons de estudo, Cofundador da Escola Musical Orlando Goñi e gestor da Lei de Patrimônio Cultural do Bandoneón, de 2009, que elege este instrumento como patrimônio cultural protegido da Nação Argentina, e entre várias determinações cria um Registro Nacional de Bandoneons e o constitui como elemento fundamental da cultura musical nacional e do povo argentino, utilizado em gêneros como o tango, o chamamé e o zamba. O encontro será realizado no auditório.

05/11 – Sábado

Horário: das 15h às 18h.

Local: Auditório

Entrada Franca

Astillero – Tango de Ruptura– Sesc

Essa orquestra, mesmo com os instrumentos típicos de um conjunto de tango clássico (dois bandoneones, violino, piano, violoncelo, contrabaixo e voz) apresenta uma formação que escapa do “tango” do imaginário coletivo. Astillero propõe uma visão completamente nova do tango, incisivo e intenso, áspero e violento. A música proposta pela orquestra é o som da Buenos Aires de hoje – sua forma de tocar reflete as incongruências e a loucura desta selva urbana. Formada em Buenos Aires em 2005, tem três cd’s gravados e um extenso currículo, com apresentações por toda a Europa, inclusive nos festivais de Jazz de Montreal (Canadá), North Sea (Holanda) entre outros. Em Londres a orquestra foi convocada a realizar uma nova versão da clássica obra de Shakespeare “Romeu e Julieta” musicando a peça ao vivo com tangos próprios, realizando mais de 20 apresentações. A apresentação será realizada no teatro.

05/11 – Sábado

Horário: às 21h.

Local: Teatro

Ingressos a R$4,00 e R$ 16,00

Los Cocineros– Sesc

Em nova turnê pelo Brasil, o grupo formado por Mara Santucho (voz), Andrés Clifford (voz, guitarra e trompete), Fonsy Denaro (baixo) e Nicolás Arrieta (bateria e percussão), está entre os mais populares da cena do Novo Rock na Argentina. Sempre em busca de novas experiências sonoras, a banda encontra sua identidade na fusão da rumba, rock, cumbia, bolero, cuarteto, ska e outros ritmos latinos. O resultado é mix musical contemporâneo, com influências de Córdoba ao Caribe, que surpreende o público em seus discos e apresentações ao vivo. A apresentação será realizada na comedoria do clube.

24/11 – Quinta-Feira

Horário: às 21h30

Local: Comedoria

Ingressos de R$2,00 a R$8,00

Sesc Santos

Endereço: Rua Conselheiro Ribas, 136 – Aparecida

Telefone: (13) 3278-9800

Enhanced by Zemanta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s