A arte de Caio Fernando Abreu no Sesc Santos

Caio Fernando Loureiro de Abreu nasceu em 12/09/1948, em Santiago do Boqueirão, RS. Jornalista e escritor,reconhecido como um dos expoentes de sua geração. Seu primeiro livro de contos – Inventário do irremediável (Movimento, 1970) – ganhou o Prêmio Fernando Chinaglia, da União Brasileira de Escritores. O segundo foi um romance – Limite branco (Expressão e Cultura, 1971).

Seu estilo é econômico e bem pessoal, fala de sexo, medo, morte e, principalmente, de angustiante solidão. Apresenta uma visão dramática do mundo moderno e é considerado um “fotógrafo da fragmentação contemporânea”.

Recebeu vários prêmios, entre eles o Jabuti pelo romance Triângulo das águas. Seu livro de contos Morangos mofados (1982) marcou uma geração ao ser lançado na coleção Cantadas Literárias, da Editora Brasiliense, tornando-se um dos maiores sucessos editoriais da década de 1980. Vários de seus livros estão traduzidos na Alemanha, França, Inglaterra, Itália e Holanda.

Em 1995 é incluído na antologia de The Penguim Book of International Gay Writing, com o conto Linda, uma históriahorrível. Lygia Fagundes Telles chamava-o de “escritor da paixão”. Outros destaques de sua obra: O ovo apunhalado (Globo, 1975),Triângulo das águas (Nova Fronteira, 1983), Os dragões não conhecem o paraíso (Companhia das Letras, 1988), Onde andará Dulce Veiga? (Companhia das Letras, 1990), Ovelhas negras(Sulina, 1995), Estranhos estrangeiros (Companhia das Letras, 1996). Faleceu em 25/02/1996.

“NÓS AMAMOS O CAIO FERNANDO ABREU”

Um recorte da produção literária de Caio Fernando Abreu, autor de Morangos Silvestres, Triângulo das Águas e Os dragões não conhecem o paraíso, que marcou toda uma geração e definiu uma tradição literária. ““Queria tanto que alguém me amasse por alguma coisa que escrevi” é uma de suas frases memoráveis. Com a professora e doutora em literatura Giselle Larizzatti Agazzi.

Dia: 20/06
Quarta, às 20h.
Auditório.

“O SENTIMENTO QUE SALTA PELOS POROS”

Paula Dip e Candé Salles, amigos pessoais de Caio Fernando Abreu se encontram para falar do livro Para sempre teu, Caio F. e sua versão para o cinema. As ideias viscerais do autor que inspiraram o livro, as imagens do acervo familiar e depoimentos de amigos e colegas jornalistas estão no documentário do escritor cujos textos tocaram profundamente toda uma geração, nos anos 80.

Dia: 30/06
Sábado, às 19h30
Foyer do Teatro

 Rua Conselheiro Ribas, 136 – Bairro Aparecida

Enhanced by Zemanta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s