Santos investe em polo turístico

Região do centro histórico já recebeu R$ 194 milhões de investimentos, entre 2003 e 2011.

As crianças e os adolescentes que antigamente passavam as férias escolares em Santos guardam saudosa memória da cidade. Lembranças infantis onde reinam o jardim, as praias, o Aquário e o Orquidário, entre outras. Adultos, muitos continuam retornando com filhos e netos, ou se mudando definitivamente para o litoral. Os ausentes, contudo, desconhecem as novidades incorporadas a essas atrações santistas. E ignoram que aqueles bondinhos que circulavam pela praia ganharam status especial na Linha Turística de Bonde do novo polo turístico: o Centro Histórico.

Seu 12º aniversário – celebrado a partir da data em que, no ano 2000, foi instituído o Dia do Centro Histórico, pela lei 1.891 – aconteceu em 16 de agosto. Desde aí, o local está sendo marcado por mudanças de cenário arquitetônico, retorno de empresários, aquecimento do comércio e do turismo. Formado pelos bairros do Valongo, Vila Nova, Paquetá, Vila Mathias e o Bairro Chinês – criado em 2011 como o 69º de Santos.

Espinha dorsal

É no Valongo, conhecido por reunir a antiga Estação Ferroviária e o Santuário Santo Antônio do Valongo, que está concentrado o maior volume de novos investimentos. Numa área de 25 mil m², do Largo Marquês de Monte Alegre, está sendo erguida a sede da Unidade de Exploração e Produção de Gás e Petróleo da Bacia de Santos, da Petrobras.

Em fase mais adiantada está a construção do Museu Pelé, projeto da prefeitura que abrigará objetos pessoais, fotos, filmes e troféus do Atleta do Século. Considerado promessa de fortalecimento do turismo internacional, está sendo erguido em edificação de 1865, antiga sede da Câmara e prefeitura.

A atração mais recente fica em frente, na Estação do Valongo, sede da Secretaria Municipal de Turismo: o Estação Bistrô, primeiro restaurante-escola do litoral. Fruto de convênio da prefeitura com a Sociedade Visconde de São Leopoldo e a UniSantos.

Próximo dali será implantado o ‘Porto Valongo Santos’, que prevê a revitalização da área dos armazéns 1 ao 8, transformando-a em complexo turístico, náutico, cultural e empresarial.

Bem pertinho surgirá o primeiro Complexo Comercial e Hoteleiro do Valongo, com duas torres de 21 pavimentos. No Centro, com previsão de receber cerca de 5.000 pessoas por dia, o Tribuna Square abrigará estúdios, redação e os veículos de locomoção da TV Tribuna.

 

Diário de Marília

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s