Roteiro na temporada mescla lazer e cultura

turismo

O leque de alternativas de diversão na cidade abrange pontos turísticos, museus, passeios de bonde, de bicicleta nas ciclovias ou à beira-mar. Enfim, são atrações para todos os gostos e idades na temporada de verão, que como sempre deve atrair milhares de turistas.

A primeira delas, e um dos principais cartões postais da cidade, é a orla com 7 km de extensão e maior jardim de praia do mundo, segundo o Guinness Book (livro dos recordes). Suas alamedas são um convite a caminhadas ou simplesmente para aproveitar a sombra das árvores. Já para quem aprecia quadros e artesanato, as opções são a FeirArte, no Boqueirão, Concha Acústica e Jardim das Artes, respectivamente, no canal 3 e Ponta da Praia. Na Pinacoteca Benedicto Calixto, também no Boqueirão, há frequentes exposições de pinturas e apresentações musicais.

Ainda na orla, o Aquário Municipal, segundo parque público mais visitado do Estado, é outra atração, assim como o Deck do Pescador, para quem quer relaxar. Não faltam também museus na Ponta da Praia, como os de Pesca, do Mar e Marítimo. Saindo da praia, há ainda os museus de Arte Sacra, no sopé do Morro do São Bento, e do Porto, no Macuco.

O Museu e a Bolsa do Café, no Centro Histórico, são ótimos programas. Os visitantes podem contemplar a arquitetura barroca, apreciar fotos de Santos antiga nos tempos áureos do café, além dos entalhes artísticos dos móveis do Pregão da Bolsa. Mais: saborear a tradicional bebida e degustar os derivados do produto como frapês, sorvetes e musses.

Para os amantes do verde, o Orquidário, no José Menino, é visita obrigatória. O parque, com 24 m² de área, reúne plantas nativas e várias espécies de orquídeas, além de 400 animais, entre pavões, cotias, saracuras e jabutis, que passeiam livremente pelas alamedas. Na zona noroeste, a pedida é o Jardim Botânico Chico Mendes, reserva ambiental com 90 m² de área e mais de 300 espécies vegetais da mata atlântica e Amazônia.

Outras dicas são o Memorial das Conquistas do Santos F. C., na Vila Belmiro, que resgata a trajetória de glórias do clube, com troféus, fotos e peças de vários craques, entre eles o Rei Pelé; Monte Serrat, com o bondinho e a capela, e Fonte do Itororó (na subida do morro), que virou até música. Na área gastronômica, um destaque é o restaurante-escola Estação Bistrô, no Valongo), com pratos a preços acessíveis.

Bonde

No Centro Histórico, é imperdível o passeio de bonde, cujo percurso de 5 km abrange 50 pontos turísticos e históricos, com monitoramento de guia, como Pantehon dos Andradas (praça Barão do Rio Branco), onde estão os restos mortais de José Bonifácio de Andrada e Silva (Patriarca da Indepedência) e seus irmãos; Outeiro de Santa Catarina (marco de fundação da Vila de Santos), Estação do Valongo, Catedral, e Teatro Coliseu. O bonde sai da praça Mauá.

Um roteiro mais completo pela cidade pode ser feito de micro-ônibus nas Linhas Conheça Santos e Conheça Santos-Morros, com saídas da praça das Bandeiras, no Gonzaga. Informações sobre endereços e horários podem ser obtidas no Disk Tour 0800-173887, das 8h às 20h, ou no site http://www.turismosantos.com.br.

Enhanced by Zemanta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s