História de vida e superação de um surfista biamputado chega aos cinemas

Pauê treinando no litoral de São Paulo. Foto vencedora do prêmio ‘Retrospectiva Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos no Estado de São Paulo (Arfoc-SP) 2011′

Pauê treinando no litoral de São Paulo. Foto vencedora do prêmio ‘Retrospectiva Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos no Estado de São Paulo (Arfoc-SP) 2011′

O filme “Pauê – O Passo de Um Vencedor” registra a vida e os momentos de superação do cidadão e atleta que aos 18 anos sofreu um grave acidente onde perdeu parte das pernas, mas que por meio do esporte conseguiu superar limites e barreiras que a vida lhe trouxe.

O documentário conta patrocínio do Banco Safra e Aspen Farmacêutica, obtidos com recursos da Lei Rouanet de incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, Governo Federal.

“A idéia é fazer com que o telespectador possa refletir sobre os verdadeiros valores humanos, e entender que todos podem ser um vencedor, independente dos problemas ou dificuldades que enfrentam”, afirma Pauê. “Foram cerca de 100 horas de gravação para retratar o dia a dia do Pauê, e entender como ele, apesar das dificuldades, enfrenta desafios, alcança vitórias e incentiva o otimismo e a luta pela felicidade”, explica Fábio de Souza Cappellini, sócio da produtora 1+1 e diretor do documentário.

Com aproximadamente 70 minutos de duração, o filme traz relatos e depoimentos de amigos, familiares e atletas que acompanharam a caminhada de Pauê. Estão entre os participantes: Gabriel O Pensador, músico e amigo; Fábio Paiva, canoísta; Carlos Burle, renomado surfista brasileiro de ondas grandes; Picuruta Salazar, campeão brasileiro de longboard; Otaviano Taiu Bueno, campeão brasileiro de surf e atualmente escritor; e Bruno Aagaard e Cristina Chieffi, irmão e mãe do atleta.

As gravações do documentário se iniciaram em 2009, com a participação do Pauê na corrida de São Silvestre e se encerrou em 2013 com a finalização do filme. Para a realização das gravações do filme, foram percorridos mais de seis mil quilômetros entre gravações, pesquisas e entrevistas.

O filme será exibido em emissoras de TV de canais abertos e fechados, em cinemas e DVD e em exibições ao ar livre, através do projeto Cine Superação. “O projeto “Cine Superação” prevê levarmos a exibição do filme em diversas cidades dos estados brasileiros gratuitamente à população”, explica Cappellini.’

Por: Turismo Adaptado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s