‘O pneu furou’ voltará à orla em março

foto escultura ciclovia praia

Até o final do mês a escultura O pneu furou, que fica na ciclovia da orla, próximo ao canal 6, deverá retornar ao lugar. Ela foi retirada para restauração feita pelo próprio artista, o designer santista Rica (Ricardo Campos Mota), e será recolocada, de acordo com a Secult (Secretaria de Cultura), assim que forem concluídos reparos no piso e no poste de iluminação onde a peça fica recostada.

A obra, que retrata com humor o problema vivido pelos ciclistas, é feita em aço pintado de amarelo, tem 1,30 metro de altura por 2,05 metros de largura. Foi adquirida pela prefeitura com auxílio da Lei Rouanet e instalada em 20 de janeiro de 2006, como parte das comemorações pelos 460 anos da cidade.

Novas ciclovias contarão com R$ 6,1 milhões de recursos do Dade

ciclovia

A Prefeitura de Santos irá ampliar a malha cicloviária da cidade e construir novas pistas no Canal 6 (Avenida Joaquim Montenegro) e na Rua João Pessoa (Centro), além de concluir a via em implantação na Av. Nossa Senhora de Fátima (Zona Noroeste). As três obras estão entre os 11 projetos do município que contarão com recursos provenientes do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Turismo, totalizando R$ 6,1 milhões.

A nova ciclovia do Canal 6 será interligada às existentes na orla e porto, cruzando a faixa da Avenida Afonso Pena. A pista terá 1.800 m de extensão, com 1,80 m de largura, e ficará na calçada lateral ao canal no sentido Praia-Centro.

Também está previsto o plantio de 3 mil m² de grama no entorno, o que contribuirá para absorção da água da chuva e paisagismo. O projeto da obra será analisado pelos órgãos de defesa de patrimônio Condepasa (municipal) e Condephaat (estadual), além do Dade. “Após a aprovação destes órgãos será realizado o processo licitatório da obra, a qual deve ter início no segundo semestre deste ano”, explica Raquel de Melo Ribeiro, chefe do Departamento de Planejamento de Obras da Secretaria de Infraestrutura e Edificações.

Expansão da malha beneficia Centro e Zona Noroeste

A ciclovia da João Pessoa terá 1.700 m de extensão e interligará a ciclovia da Praça dos Andradas à futura ciclovia da avenida Perimetral (Porto), no lado esquerdo da via (contrafluxo do tráfego).

Já a ciclovia da Nossa Senhora de Fátima (ZNO), em construção no canteiro central da avenida, terá 3.200 metros de extensão e será interligada com a pista exclusiva para bicicletas da avenida Martins Fontes. Atualmente, a malha cicloviária de Santos conta com 30,9 Km.

Bicicletas não podem transitar em calçadas e faixa de areia

bicicleta

Os ciclistas que trafegam em Santos devem obedecer as regras para bicicletas contidas no Código de Trânsito Brasileiro e também na legislação municipal, que proíbem, por exemplo, o tráfego destes veículos em calçadas, na faixa de areia e alamedas dos jardins da orla. As normas valem inclusive para as de uso público, do sistema Bike Santos, sendo que apenas as infantis são liberadas nas calçadas e alamedas.

Para orientar os condutores e coibir abusos que venham a colocar os pedestres em risco, a CET-Santos promove blitze periódicas em diferentes pontos da cidade, sempre com apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar. Entre as infrações mais cometidas, estão trafegar nas calçadas e na contramão de vias públicas, avançar sinal vermelho e desrespeitar a travessia de pedestres.

A equipe de fiscalização também informa que onde existe ciclovia o condutor da bicicleta não pode utilizar as pistas destinadas aos demais veículos. Vale lembrar que o ciclista só pode transitar nas calçadas se estiver apenas empurrando a bicicleta.

Enhanced by Zemanta

Construção da ciclovia da Zona Noroeste já está em fase avançada

ciclovias

As obras da ciclovia da avenida Nossa Senhora de Fátima, na Zona Noroeste, realizadas pela prefeitura, seguem em frentes de trabalho distintas ao longo da via. Nesta terça (15), na altura do Cemitério Areia Branca, no canteiro central era feito o assentamento de guias e preparada área para colocação da forma de concreto, base para a futura pista exclusiva dos ciclistas.

Já no trecho da divisa até a altura da avenida Jovino de Melo, o canteiro central é aberto para relocação da tubulação da concessionária de telefonia, rede até então localizada sob a calçada no sentido São Vicente/Santos. Esse remanejamento é necessário para viabilizar o alargamento do canteiro central de 2m para 3,80m.

Projetada pela Prodesan, a ciclovia da Nossa Senhora de Fátima terá 3.260 m e largura de 1,80 m a 2 m. Até o momento 700 metros foram concretados.

Ciclistas de Santos aprovam a nova ciclovia da cidade

ciclovia

A nova ciclovia que liga as cidades de Santos e São Vicente, no litoral de São Paulo, foi inaugurada no último sábado (22). Quem passou nesta quarta-feira (26) para chegar ao trabalho aprovou o novo trecho que fica no bairro José Menino.

As obras duraram cinco meses. A pista de 580 metros de extensão tem quase dois metros de largura. O principal objetivo da nova ciclovia é oferecer mais segurança ao ciclista que agora não precisa mais dividir espaço com os carros na avenida da praia. Agora, eles passam junto a calçada na faixa de areia. “O que a gente tinha aqui era uma faixa de 2 mil pessoas em um horário de pico entre 7h30 e 9h, com o pessoal que vem de São Vicente. Com isso criou mais fluidez e tiramos o pessoal da rua”, explica o secretário de infraestrutura de Santos Nílson Barreiro.

A ciclovia está aberta desde o último sábado. Quem a utiliza diariamente para chegar ao trabalho aprovou o novo trecho. “Foi muito bom, muito mais fácil, muito mais prático da gente estar trabalhando, sem o perigo do trânsito, do carro bater atravessando a pista”, diz a dona de casa Kátia Braga. “Antigamente era muito cheio de gente, não dava para passar direto. Tinha acidente, e agora ficou muito bom”, completa a babá Iara Carmo dos Santos.

O medo dos ciclistas é quanto a iluminação da nova pista, para ajudar a evitar assaltos no trecho que passa atrás dos prédios na faixa de areia. “Foi garantido a colocação de 32 postes do mesmo padrão que a gente tem na ciclovia, que é um padrão que dá uma iluminação boa tanto para a areia, como para calçada”, diz o secretário.

Além de garantir a segurança dos ciclistas, a área também ganhou uma novidade para quem anda de ônibus, uma baia de embarque e desembarque de passageiros, no sentido São Vicente/Santos.

 

G1

Enhanced by Zemanta

Obras da ciclovia da divisa entram na fase final

ROGERIO_BOMFIM_7699

Reivindicação antiga dos moradores da região, a ciclovia da divisa Santos-São Vicente, na faixa de areia junto à calçada, está em fase final de obras. Nesta etapa, os trabalhos se concentram na aplicação de paisagismo, pintura da sinalização da pista de 508 metros de extensão, asfaltamento da baia de estacionamento de ônibus e término do guarda-corpo que separa a ciclovia da calçada.

A interligação da nova pista com as ciclovias da orla nas duas cidades será a última parte do empreendimento executado pela prefeitura. A expectativa é de que as obras terminem no final desta semana. Conforme projeto, a nova ciclovia tem pista com 580 metros de extensão e largura de 1,80 m a 2 m, além de sinalização horizontal e vertical, iluminação com 32 postes, piso em mosaico português recolocado nas áreas de intervenção e serviço de paisagismo separando a calçada e a área dos ciclistas.

Outra melhoria é a nova baia de embarque e desembarque de ônibus sentido São Vicente – Santos, com 4 metros de largura. Paralelo à baia, foi construído um calçadão de oito metros. “O grande impacto desta obra incide na questão da segurança das pessoas e em mais fluidez no trânsito”, explica o chefe do Departamento de Obras da Siedi, Glaucus Farinello.

No próximo ano, a prefeitura iniciará a retirada da ciclovia do canteiro central. Isso propiciará a melhora do tráfego na av. Presidente Wilson devido ao aumento da largura da pista de 10,9 m para 12,2 metros e à eliminação do semáforo para travessia dos ciclistas.

O projeto tem parceria da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), aval do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), da SPU (Secretaria do Patrimônio da União) e da Semam (Secretaria Municipal de Meio Ambiente). O custo é de R$ 538.448,18, provenientes do Fundo das Estâncias.

Recomendação

A CET aconselha o ciclista a não utilizar a nova ciclovia enquanto não estiver concluída totalmente. A recomendação é o uso da pista no canteiro central da av. Presidente Wilson.

Ciclovia da divisa começa a modificar paisagem do José Menino

A construção da ciclovia pela prefeitura na divisa São Vicente-Santos, na faixa de areia junto à calçada, contornando os prédios na orla do José Menino, está avançando. O traçado estruturado na areia a partir do jardim do município vizinho até a rua João Antunes, com 285 m de extensão já está concretado. No momento, o serviço segue até a alameda Rivaldo Justo, ao lado do Posto 1, com aplicação da bica corrida, compactação e colocação da tela soldada para garantir resistência.

De acordo com a Siedi (Secretaria de Infraestrutura e Edificações), responsável pela supervisão das obras, a próxima etapa será a construção do último trecho, entre a alameda e a pista junto ao jardim da orla.

Conforme o projeto do departamento de arquitetura da Prodesan, a nova obra consiste em pista com 580 metros de extensão e largura de 1,80 m a 2 m. E mais: sinalização horizontal e vertical, iluminação reforçada com 32 postes, piso em mosaico português recolocado nas áreas de intervenção e serviço de paisagismo separando a calçada e a área dos ciclistas.

Nova baia

Em paralelo, outra frente de trabalho faz a demolição da mureta que separa a praia da avenida, para construir nova baia de embarque e desembarque de ônibus sentido São Vicente – Santos, com 3,5 m de largura. Ali, no trecho de areia, foi erguido muro de arrimo para separar a ciclovia da nova baia, que avançará oito metros em direção à praia.

“Com essa mudança a pista de rolamento será ampliada e o fluxo de veículos vai melhorar”, explica o chefe do Departamento de Obras da Siedi, Glaucus Farinello.

O projeto tem parceria da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), aval do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), da SPU (Secretaria do Patrimônio da União) e da Semam (Secretaria Municipal de Meio Ambiente). O custo é estimado em R$ 538.448,18, provenientes do Fundo das Estâncias.

Alargamento

Após a conclusão dessa obra, a prefeitura iniciará a retirada da ciclovia do canteiro central. Isso propiciará fluidez do trânsito da av. Presidente Wilson devido ao aumento da largura da pista de 10,9 m para 12,2 m e à eliminação do semáforo para travessia dos ciclistas.

Ciclovia na orla da praia de Santos ganhará nova iluminação

A ciclovia na orla da praia em Santos promete ficar mais iluminada. De acordo com a Prefeitura, ao longo dos 4.703 metros da faixa, que vai do Posto 1 ao canal 6, serão colocados 274 novos conjuntos de postes e luminárias com lâmpadas de vapor metálico de 150 W, posicionadas diretamente para a ciclovia. O início da troca dos equipamentos ainda não foi divulgado.

Segundo o chefe do Departamento de Serviços Públicos (Deserp), Paulo Aguina, o sistema que está sendo trocado data de 2003 e utiliza ‘rebatedores’ para difundir a luminosidade. “Com quase dez anos de uso, esses elementos reflexíveis estão desgastados, perderam a eficácia e exigem maior manutenção”.

A mudança do sistema está a cargo da empresa Engeluz, cuja equipe de eletricistas concluiu mais da metade do percurso. Hoje, o serviço é realizado na altura da avenida Conselheiro Nébias, com substituição dos postes, em direção ao canal 4.

Calçada

A calçada que margeia a faixa de areia, que também é dotada de iluminação semelhante, sofrerá intervenção idêntica. De menor extensão, o serviço envolverá a substituição de 127 luminárias com o reaproveitamento dos postes e acréscimo de 97 conjuntos, totalizando 224 pontos de luz revitalizados.

 

A Tribuna

Ciclovia da divisa começa a ganhar novo traçado

Mais segurança, fluidez ao trânsito e qualidade de vida a pedestres, ciclistas e motoristas. Com estes objetivos, a prefeitura iniciou a construção da ciclovia da divisa entre Santos-São Vicente na faixa de areia, junto à calçada, contornando os prédios na orla do José Menino.

A obra tem o aval do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), da SPU (Secretaria do Patrimônio da União) e da Semam (Secretaria Municipal de Meio Ambiente), e é executada sob supervisão da Siedi (Secretaria de Infraestrutura e Edificações).

Com projeto da Prodesan, em parceria com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a nova ciclovia terá 580 metros de extensão e largura variável entre 1,80 m e 2m. No momento, os serviços estão concentrados na fundação para apoio das placas que cobrirão o canal existente, próximo à divisa com São Vicente.

Seguindo os padrões da malha, a ciclovia contará com sinalização de trânsito horizontal e vertical. Um jardim separador será instalado entre a faixa de bicicletas e a calçada junto aos prédios. Haverá ainda reforço da iluminação com a colocação de 32 postes.

Já a ciclovia do canteiro central será retirada para melhorar o fluxo de veículos no trecho da avenida Presidente Wilson, principalmente nos horários de pico, pois passará de três para quatro faixas de rolamento, na pista sentido São Vicente-Santos, aumentando a largura da via de 10,8 m para 12,2 m. O trânsito também vai melhorar com a eliminação do tempo semafórico da travessia do ciclista.

Baia de ônibus – De acordo com a Siedi, também está prevista a construção de uma baia de ônibus (direção São Vicente-Santos), para embarque e desembarque de passageiros. Prevista para ser concluída em quatro meses, a obra tem custo estimado de R$ 538.448,18, provenientes do Fundo das Estâncias, do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias).

Boqnews

Ciclovias de Santos

A cidade plana e o clima litorâneo de Santos, litoral paulista, favorecem o uso da bicicleta como meio de transporte. Por isso a malha cicloviária de 21 quilômetros fica lotada no fim da tarde de dias de semana, quando adolescentes voltam da escola e trabalhadores voltam para casa, alguns carregando os filhos pequenos.
As ciclovias em Santos foram a saída encontrada para a cidade que não tinha mais para onde crescer. Delimitada por cercas verdes, elas tem ligação com as cidades vizinhas São Vicente e Guarujá (por meio da balsa). Diariamente, chegam a Santos, entre 6h e 9h, 7.960 ciclistas. Entre 17 horas e 20h30, o movimento é intenso na saída da cidade.
Os pontos fortes são a sinalização, a iluminação e as condições para ter um espaço sempre limpo. Cestas de lixo foram colocadas ao longo da ciclovia e ficam distantes poucos metros uma da outra. Todas as travessias de pedestres são pintadas no tom de vermelho e um totem azul mostra que ali é uma área de atenção. A iluminação, durante a noite, é feita por postes de luz branca separados por uma distância de poucos metros e os cruzamentos mais perigosos apresentam um semáforo especial para os ciclistas ou têm o chão trepidante para que eles sejam obrigados a diminuir a velocidade.

Santos ultrapassa 20 km de malha cicloviária

O município continua ampliando sua malha de ciclovias, o que consolida os avanços já conquistados ao longo dos últimos. A condição de ser uma cidade quase totalmente plana favorece a adesão a esta modalidade de transporte, que além de econômica, é saudável e ambientalmente correta. Com a inauguração do trecho de pistas exclusiva para bicicletas no Parque Municipal Roberto Mário Santini (praia do José Menino), a cidade alcançou a marca de 20,9 km de ciclovias.

Santos é destacada pela ABC (Associação Brasileira dos Ciclistas) como ‘cidade amiga da bicicleta’ pelo estímulo que dá ao uso desse meio de transporte. A malha cicloviária santista interliga as zonas Noroeste e Leste; e também a divisa com São Vicente na orla até a área portuária.

Ao longo da praia, da divisa com São Vicente até a Avenida Mário Covas Júnior (Portuária), na Ponta da Praia, são 7.874 metros. Nas avenidas Francisco Glicério e Afonso Pena, mais 6.250 metros; na Mário Covas, 3.050 metros; na Avenida Rangel Pestana, 476 metros; na Avenida Martins Fontes, 1.680 metros; e da Praça Dutra Vaz (em frente à Santa Casa) até a Praça dos Andradas, passando pelo túnel, são 1.600 metros.

A Prefeitura constriu mais um trecho de 680 metros, entre as praças dos Andradas e Lions, ligando a ciclovia da entrada da cidade ao Centro. Também estão sendo executados mais sete quilômetros de ciclovia: 3,5 km na Avenida Pinheiro Machado (Canal 1), e 3,5 km na Av. Ana Costa. Ambas interligarão a orla ao Centro, percorrendo inúmeros bairros da Zona Leste da cidade.

EXTENSÃO DAS CICLOVIAS E CICLOFAIXAS DE SANTOS

• Ciclovia da Orla – Total: 7.874 metros construídos
(do Emissário/José Menino até Avenida Mário Covas Jr.):

Emissário/Divisa com São Vicente – 600 metros

Emissário/Canal 1 – 554 metros
Canal 1/Canal 2 – 668 metros
Canal 2/Canal 3 – 1.035 metros
Canal 3/Canal 4 – 890 metros
Canal 4/Canal 5 – 720 metros
Canal 5/Canal 6 – 896 metros
Canal 6/R. Carlos de Campos – 651 metros
R. Carlos de Campos/ Ferry Boat – 1.600 metros
Ferry Boat/Mário Covas – 260 metros

• Ciclovia Francisco Glicério/Afonso Pena – Total: 6.250 metros construídos
(Av. Sen. Pinheiro Machado até Av. Mário Covas Jr.):

Canal 1/Av. Conselheiro Nébias – 2.450 metros
Av. Conselheiro Nébias / Av. Mário Covas Jr. – 3.800 metros

• Ciclovia Av. Mário Covas Jr. – Total: 3.050 metros construídos
(Praça Almirante Gago Coutinho até Av. Siqueira Campos/Canal 4):
A antiga ciclofaixa passou por obras de revitalização, com pista segregada das faixas de rolamento de veículos. Construção de calçadas, linhas-guias de concreto e asfaltamento da pista de bicicletas.

• Ciclofaixa Av. Rangel Pestana – Total: 476 metros construídos
Av. Ana Costa / Rua Brás Cubas

• Ciclovia Av. Martins Fontes – Total: 1.680 metros construídos

Praça Lions / Rua São Sebastião

•  Ciclovia Santa Casa/Túnel/Praça dos Andradas – Total: 1.600 metros

.Praça Dutra Vaz; Av.Cláudio Luiz da Costa; Av. Waldemar Leão; Túnel; Praça dos Andradas

• Praça dos Andradas até Praça Lions – aproximadamente 680 metros

• Ciclovia Canal 1/Orla – aproximadamente 3.500 metros (Praça Espaço Cidades Irmãs; Ruas Newton Prado; Rio Grande do Sul; Guilherme Álvaro; Alfredo Ximenez; Canal 1; Praça Dutra Vaz).

• Av. Ana Costa – aproximadamente 3.500 metros

MALHA CICLOVIÁRIA DE SANTOS = 20.930 metros construídos

Reportagem: IG

Informações: Prefeitura de Santos

Enhanced by Zemanta