Mendes Plaza Hotel comemora 24 anos com clima de reinauguração

Hotel aposta na modernidade e entrega Fitness Center totalmente repaginado

No dia 9 de setembro, o Mendes Plaza Hotel vai celebrar 24 anos de tradição, sem deixar de projetar conquistas para o futuro. Afinal, as Torres Plaza e Panorama fazem parte do cenário da cidade de Santos, no bairro do Gonzaga e, nos últimos tempos, têm passado por processos de modernização contínuos. “Temos a sensação de que o hotel é constantemente reinaugurado. Estamos sempre renovando, propondo ambientes que aliam a comodidade à tecnologia”, afirma o gerente geral Rhaxwell Santos.

Procurado tanto por hóspedes com perfil corporativo quanto por turistas que desejam passar momentos de lazer perto da praia, o Mendes Plaza já se consolidou como uma das melhores opções de hospedagem do Litoral Paulista. Isso porque ele representa um diferencial muito valorizado no ramo de hotelaria: a modernidade.
A repaginação de áreas comuns fez parte de um projeto arquitetônico para garantir mais sofisticação e conforto aos hóspedes. Além do restaurante The Garden, da área da piscina e do Salão de jogos, também foi repaginado o First Bar, ambiente ideal para descansar ou promover um happy hour, com confortáveis poltronas e TV de alta resolução. Para as crianças, o Mendes Plaza projetou o Plaza Kids, concluído recentemente, disponibilizando videogames de última geração, minicinema e brinquedos educativos. Os apartamentos, assim como todas as áreas do hotel, seguem tendências atuais de decoração e dispõem de internet wi-fi gratuita.

Fitness Center – A mais recente reinauguração do Mendes Plaza foi o Fitness Center. Com o objetivo de proporcionar momentos de bem-estar e cuidados com o corpo, o hotel reabriu o local com novos aparelhos de ginástica, hidromassagem, sauna úmida, espreguiçadeiras e sala para massagem. “Trouxemos para o ambiente o conceito de vida saudável. O espaço tem a proposta de promover momentos de relaxamento, com decoração em tons de azul e branco”, comenta a arquiteta responsável pelo projeto, Juliana Abad. Para realizar os exercícios, os hóspedes ainda terão acompanhamento de profissionais de Educação Física e Fisioterapia.

Tecnologia – Conectado com o que há de mais atual no segmento, o Mendes Plaza consolida novas formas de interação com o hóspede. Além dos perfis em redes sociais (www.twitter.com/mendesplaza e http://www.facebook.com/mendesplazahotel), o hotel implantou um sistema de Guest Comment digital para registrar a opinião dos hospedados. Um painel touchscreen ficará na recepção para que os visitantes deixem seus comentários sobre as instalações e o atendimento.

Parcerias – Durante os 24 anos no setor, a parceria mais importante do Mendes Plaza Hotel foi com a cidade de Santos. A localização privilegiada, a uma quadra da praia e no centro de um dos bairros mais tradicionais, o Gonzaga, são aspectos que contribuem para o sucesso do empreendimento. “O Mendes Plaza pertence à região e aos santistas, pois somos um produto da Cidade. Isso é comprovado com a estreita relação que mantemos com a sociedade daqui, principalmente para a realização de eventos sociais, filantrópicos e corporativos”, comenta o gerente geral Rhaxwell Santos.
Desta forma, o hotel também se destaca como uma ótima opção para receber eventos de diversos portes, garantindo atendimento personalizado para todo tipo de demanda, inclusive na parte gastronômica. A cozinha é comandada há 9 anos pelo chef Danillo Nascimento e segue as tendências da culinária internacional.
Para garantir mais benefícios aos hóspedes e turistas, o Mendes Plaza também reforçou a parceria com o Miramar Shopping, centro comercial anexo ao hotel, com acesso interno por meio da recepção. Os hóspedes recebem um Vipcard que, em lojas cadastradas de roupas, calçados e produtos de informática, garante descontos especiais e benefícios na hora da compra.

Além disso, o Mendes Plaza Hotel tem associado sua marca à realização de apoios culturais, fazendo parte de grandes espetáculos teatrais e musicais, como o último da cantora Shirley King, no Teatro Municipal de Santos. “Essas ações confirmam nossa relação sustentável com Santos. Todo evento cultural contribui para o crescimento da cidade, e nós estamos ligados diretamente a isso”, finaliza o gerente Rhaxwell Santos.

Hospedagem adaptada em Santos

Mendes Plaza Hotel supera índice de apartamentos adaptados para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida 

Após uma cuidadosa reforma, o Mendes Plaza Hotel passou a contar com 14 apartamentos adaptados para que pessoas com deficiência ou de mobilidade reduzida possam se hospedar com conforto, segurança e acessibilidade. O índice de 5,7% do total de apartamentos adaptados é superior ao que determina a lei (5%).

A iniciativa faz parte da moderna política de gestão que vem sendo implantada nos últimos anos e posiciona o Mendes Plaza como um dos hotéis com maior índice de apartamentos adaptados em relação ao total de unidades habitacionais da hotelaria nacional. Formado pelas Torres Plaza e Panorama, o Mendes Plaza tem um apartamento adaptado em cada andar.

Serviço – O Mendes Plaza Hotel fica na Rua Floriano Peixoto, 42, Gonzaga, em Santos. Telefones: (13) 3208-6500 ou (11) 5904-6200 e site www.mendesplaza.com.br.

 

Exposição no Museu do Café antecipa comemorações do ano da Itália no Brasil

Exposição “Itália-café-Brasil: Qui si beve caffè” retrata a relação entre os dois países tendo o café como fio condutor. Inauguração acontece em 24 de agosto, às 18h30, no edifício da Bolsa Oficial de Café.

Antecipando as comemorações do Momento Itália-Brasil, celebrado entre outubro de 2011 e junho de 2012, o Museu do Café, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, inaugura no dia 24 de agosto, às 18h30, a exposição “Itália – café – Brasil: Qui si beve Caffè”. Por meio de um profundo trabalho de pesquisa, a mostra apresenta um olhar sobre a influência italiana no Brasil sob o ponto de vista de uma paixão comum aos dois países: o café. A exposição é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e fica em cartaz até 29 de janeiro de 2012.

A viagem no tempo começa com uma imagem do porto de Genova, principal porta de saída durante o período mais intenso da imigração italiana ao Brasil.A partir daí, a exposição se dedica a retratar a trajetória do hábito de consumo de café no Brasil. Do boiadeiro ao camponês do início do século XX – com o café levado para a labuta em garrafas de vidro tapadas à rolha – das porcelanas finas das tradicionais famílias da elite paulistana da metade do século passado, às grandes cafeteiras e os copos de plástico dos ambientes de trabalho da atualidade. Utilizando objetos de época, a mostra passeia pelas transformações do tradicional cafezinho ao longo dos anos, contemplando ainda a revolução dos filtros de papel, o café solúvel, as cafeteiras italianas, até chegar às modernas máquinas de espresso caseiras.

O acervo da exposição traz ainda publicidades de marcas italianas, das décadas de 1940 e 1960, com referências ao grão produzido no Brasil, e embalagens nacionais que buscam agregar valor a seu produto relacionando-o ao modo de preparo italiano. Arelação entre os dois países tendo o café como fio condutor evolui até o panorama de suas sólidas relações na esfera comercial, com destaque para a grande representatividade do grão brasileiro no mercado italiano. Em 2010, o país europeu foi o terceiro principal destino da exportação nacional, com 2,78 milhões de sacas de 60 kg.

O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça-feira a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h. Os ingressos para visitação custam R$ 5, estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado, das 8h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h.
Outras informações estão disponíveis no endereço http://www.museudocafe.org.br.

Santos estreia bonde na festa de 1 milhão de passageiros

O Centro Histórico reviveu o passado neste sábado (7) com a realização de um grande cortejo de bondes, acompanhado de veículos antigos, em comemoração a expressiva marca de 1 milhão de passageiros na linha turística da prefeitura. Além do clima de festa, houve a estreia de mais um
veículo no passeio e a entrega de outro exemplar para a restauração.

“Esse número de passageiros é impressionante. Mas o que mais impressiona é que a linha do bonde resgatou a emoção contida e autoestima do povo santista, que sempre teve forte ligação com este meio de transporte, e também contribuiu para a revitalização da região central”, disse o prefeito João Paulo Tavares Papa, durante solenidade na Praça Mauá.

O evento contou com a música da Banda Santista de Repertório e do Grupo Toledo e Regional, atores caracterizados com roupas de época e a presença dos integrantes do projeto Vovô Sabe Tudo, guias de turismo, autoridades e público em geral. Durante todo o dia, o passeio nos seis bondes foi gratuito.

O Museu Vivo do Bonde, formado por exemplares de vários países, ganhou na ocasião o reforço do bonde escocês nº 38 (de 1911), doado pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária). “O exemplar pertenceu a Santos e estava em estado de abandono na área do Memorial do
Imigrante, em São Paulo”, conta o diretor da entidade, Carlos Alberto Rollo.

Este carro, que passou por manutenção na oficina especializada da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), tem capacidade para 42 pessoas e já circula na linha como reboque. “Mas futuramente ele será restaurado e eletrificado”, explica o engenheiro da CET, Marcos Rogério Nascimento.

Na solenidade, também foi apresentado o bonde americano cedido pelo Instituto Memória Votorantim, da década de 1920. O veículo, que pode abrigar 36 passageiros sentados, já serviu para transporte de operários à fábrica de cimentos da empresa no início do século passado.

Bonde temático
Outra novidade, anunciada pelo prefeito Papa, é que
em breve o bonde italiano nº 3265, doado pela cidade de Turim e em circulação desde setembro de 2010, será temático sobre café.

O projeto, em parceria com o Museu do Café de Santos, prevê a ambientação do veículo com imagens do produto tipo exportação, além de comercializar internamente bebidas derivadas do grão e exalar seu aroma pelo Centro. “O bonde ajudará a divulgar o café de Santos para todo o mundo”, disse o chefe do Executivo.

Emoção
Os bonde elétricos começaram a operar na cidade em 1909, sendo desativados em 1971. O seu retorno por meio de uma linha turística, em 23 de setembro de 2000, trouxe resultados mensuráveis: revitalização de imóveis
históricos, retorno dos santistas ao Centro Histórico e impulso ao turismo e comércio nesta área. Mas também trouxe o que não pode ser calculado: a alegria de novos e antigos passageiros.

A exemplo de Nilza Calarge, 73 anos, que se recorda da época que seus filhos utilizavam o meio de transporte. “Eles eram adolescentes e pegavam a linha 37, que passava pela Avenida Ana Costa, para irem à escola. O bonde era um meio de transporte muito gostoso, mais lento e sem essa correria dos tempos atuais. Hoje, virou uma atração turística muito prazerosa”.

Já Aderbal De Godoy, 81, trabalhou como motorneiro entre 1954 e 1971. No ano 2000, com a criação do passeio no Centro, retornou ao trabalho no bonde por meio do projeto Vovô Sabe Tudo, da prefeitura. “Estava em casa
parado e doente. Depois que voltei eu vivi mais. Hoje converso com muita gente, conto histórias para turistas de diversos lugares do Brasil e do mundo. O bonde nunca deveria ter acabado”.

Outro amante do meio de tranporte, o historiador Waldemar Corrêa Stiel, autor dos livros ‘História do transporte coletivo em São Paulo’ e ‘História do transporte urbano no Brasil’, destaca que Santos foi referência no setor. “Entre as décadas de 1910 e 1920, a cidade teve o
melhor serviço da América Latina, com o maior número de bondes por habitante”.

Stiel, que trouxe a Santos um álbum com diversas fotografias de bondes da cidade, também elogia a iniciativa municipal em recuperar e preservar os veículos. “Isto é um resgate da história deste transporte”.

O mesmo é destacado pelo casal Cinthia e Leonardo Zeclinski, de São José dos Campos. Eles conheceram o passeio neste final de semana com o filho Álvaro (10 anos), pois ganharam em sorteio hospedagem e passeios turísticos do programa ‘Santos Vai ao Interior’, parceria entre prefeitura e rede hoteleira. “O passeio mantém a história e preserva a memória da cidade”, disse Leonardo.

Comércio e turismo
Na opinião da secretária municipal de Turismo,
Wânia Seixas, o bonde foi o grande incentivador do “ressurgimento” da região central. “O bonde veio como símbolo do projeto de revitalização da área. Antes dele passar pela Rua do Comércio, havia poucos stabelecimentos nesta área, o que foi se transformando com o tempo”.

Como prova do sucesso, ela lembra que a imagem do bonde acabou sendo associada e escolhida como logomarca da cidade. E, o passeio, virou uma referência turística.

Para o presidente do CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Santos, Paulo Latrova, a linha do bonde foi um importante estímulo para alavancar o comércio do Centro. “A sua criação trouxe de voltas moradores e turistas que
não vinham mais para cá. E todos que vêm são clientes em potencial”.

http://www.santos.sp.gov.br

Santos ganha novo bonde

Mais um bonde passará a compor a frota de veículos que circulam pela linha turística de Santos. O equipamento, que circulou como meio de transporte entre 1912 e 1971, foi trazido do Memorial do Imigrante, em São Paulo.

Em bom estado de conservação, o veículo tem capacidade para transportar 42 passageiros. Ele é igual ao bonde camarão, porém, hoje ele está aberto.

No Memorial do Imigrantes, o veículo ganhou um motor movido a gasolina de um Tempra, da Fiat, e até circulou por lá. “É o primeiro bonde que eu tenho notícia que era movido com esse combustível”, disse o coordenador de projetos dos bondes, Luiz Dias Guimarães.

Aqui, voltará a funcionar como bonde reboque. Futuramente, serão feitas novas intervenções para circular movido à energia elétrica.

Agora o acervo do Museu Vivo de Bonde tem 12 bondes. Além dos nacionais, alguns são originários de Portugal, Itália, Estados Unidos e Escócia. Dessa frota, a equipe da CET já reconstruiu cinco bondes e um reboque.

1 milhão de passageiros

Um cortejo de bondes para comemorar a marca de 1 milhão de passageiros está previsto para acontecer na segunda quinzena de abril. A ideia da Prefeitura é que
quatro ou cinco bondes circulem pela linha turística com passageiros a bordo.

Trata-se de um fato inédito desde que os veículos começaram a circular em 2000 em Santos. Sem data ainda definida do cortejo, os detalhes da festividade serão fechados nos próximos dias. A previsão é que o desfile ocorra num fim de semana.

 

ATribuna