Espetáculo ‘Palavras do Coração’ será apresentado domingo

969920_1400528730161757_1316713176_n

O espetáculo ‘Palavras do Coração’, criado e encenado pelo ator Alexandre Camilo, com músicas de Marcita Mendonça (piano), é apresentado neste domingo (21), às 16h, no Teatro Municipal Braz Cubas (av. Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias). A entrada é uma garrafa de água mineral ou embalagem de leite longa vida. 

O montante arrecadado será doado ao projeto S.O.S Religar, do alto sertão pernambucano. O evento é realizado pela Associação Eduardo Furkini, dentro da série de atividades que englobam a ‘Ação do Coração’, evento solidário marcado para o dia 2 de agosto, na praça Mauá, no Centro Histórico. Informações: (13) 3223-3595.

Ação do Coração 2013 é lançada no Teatro Guarany

acao-do-coracao

Com o tema ‘Tempo presente: de doar, de perdoar, de paz’, a campanha Ação do Coração 2013 será lançada nesta quinta-feira (13), às 17h, no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico), pela Associação Eduardo Furkini. A entrada é um quilo de alimento não perecível.

Integrando o calendário oficial da cidade, a iniciativa será realizada dia 2 de agosto, às 12h, na Praça Mauá, com apoio da prefeitura. Desta vez, ocorrerá simultaneamente em Santa Maria (Rio Grande do Sul) e em Recife (Pernambuco).

Voluntários acima de 16 anos que queiram trabalhar no evento podem se inscrever nesta quinta, no próprio Teatro Guarany (das 15h às 17h); também na quinta e sexta (14), no Fundo Social de Solidariedade (av. Conselheiro Nébias, 388 – 9h às 17h) e no Unimonte (rua Comendador Martins, 52, sala 8/B12 – 9h às 12h e das 15h às 20h). Ainda: sábado e domingo (15 e 16), na Central de Informações Turísticas (av. Bartolomeu de Gusmão s/nº, Boqueirão – 9h às 12h e das 14h às 17h).

Santa Maria será forrada de corações para lembrar vítimas da boate Kiss

O pai de uma das vítimas do incêndio na boate Kiss em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, irá levar a Ação do Coração, realizada em Santos em agosto do ano passado, para a cidade no sul do país em homenagem aos jovens mortos na tragédia. A troca de corações de tecido sensibilizou Ogier Rosado, de 51 anos, que veio até Santos para encontrar Alexandre Camilo, criador da Ação do Coração no Brasil. Eles acertaram que as duas cidades irão realizar o ato de amor ao mesmo tempo, em agosto deste ano.

Ogier Rosado é pai do estudante de educação física Vinicius Montardo Rosado, de 26 anos, que foi um dos jovens que morreram no incêndio na boate Kiss, em Santa Maria. Segundo testemunhas, Vinicius salvou pelo menos 14 pessoas antes de morrer. Após a tragédia, o pai do jovem quer levar a mensagem de solidariedade e carinho ao próximo, assim como fez o filho.

Em meio a tristeza da perda do filho, uma amiga o apresentou a Ação do Coração. “Ela me levou o livro e disse que era a cara de Santa Maria e a minha cara. Quando eu vi o livro eu me apaixonei”, disse ele. A Ação do Coração aconteceu no dia 2 de agosto de 2012. Ao todo, 20 mil pessoas e 60 mil corações de tecido ficaram espalhados pela Praça Mauá, no Centro de Santos. A ação tinha como objetivo celebrar o amor e prestar uma homenagem ao ator santista Eduardo Furkini, que morreu em decorrência de um problema cardíaco. Cada pessoa que estava na praça deveria pegar um coração para si e outro para dar a uma pessoa querida.

acao_coracao

Logo depois de conhecer a história, Rosado entrou em contato com Alexandre Camilo, criador do evento no Brasil. O pai de Vinicius conta que ficou aproximadamente 50 minutos no telefone sem nunca ter visto Alexandre. A partir deste dia, as conversas começaram a ficar mais frequentes e ele teve certeza que aquilo era um sinal. “Pelo que eu já conheci do Eduardo, o Eduardo e o Vinicius eram irmãos gêmeos de alguma forma. No jeito de ser, no que gostavam, na simplicidade, nos gestos de amor. Não é por acaso que eles nos uniram”, disse ele.

Em março deste ano, o pai de Vinícius veio a Santos para conhecer melhor a Ação do Coração. Ele conta que já sabia que o evento era fantástico por causa das imagens do livro, mas depois de ouvir depoimentos das pessoas que estiveram no local, ele teve certeza que realmente é uma coisa especial. Por isso, ele quer levar a ação para Santa Maria, em homenagem aos jovens que morreram no incêndio da boate Kiss. ”Santa Maria é considerada a cidade coração do Rio Grande do Sul. A gente quer tornar Santa Maria cidade irmã de Santos nessa ação. E que as pessoas saiam de Santa Maria com uma mensagem nova”, afirma. Ogier Rosado acredita que os jovens que morreram na boate gostariam que seus pais falassem de coisas boas e transmitissem mensagens positivas.

acao

Nos próximos meses, Alexandre Camilo e Ogier Rosado continuarão se reunindo para decidir como será a Ação do Coração em 2013, já que acontecerá nas duas cidades ao mesmo tempo. O pai de Vinicius virá para a Baixada Santista outras vezes e Alexandre também visitará Santa Maria para conhecer a estrutura da cidade para receber a ação. “São cidades irmãs. Vai acontecer ao mesmo tempo. Mais pessoas vibrando para o bem. Imagina se em todas as cidades alguém estiver vibrando pelos jovens, pela família, pelos seus. Que seja um dia para lembrar das pessoas que a gente ama”, deseja Alexandre Camilo.

A princípio, a Ação do Coração em Santa Maria será na Praça Saldanha Marinho, no Centro da Cidade, onde acontecem vários eventos. A data será a mesma de Santos, 2 de agosto, dia da morte de Eduardo Furkini, irmão de Alexandre Camilo. “Em Santa Maria tem que ser como foi aqui, um processo construtivo, que as pessoas participem de graça, que tenha o apoio de tudo mundo, mas sem ninguém aparecer. Eu quero que juntem 100 mil corações, de coração”, finaliza Rosado.

 

G1

Enhanced by Zemanta

Lançamento do livro da Ação do Coração terá shows

livro ação do coração

A bilheteria do Teatro Coliseu está disponibilizando ingressos antecipados para a solenidade do lançamento do livro O dia do Amor: Diário da Ação do Coração, que será realizado no sábado, quando Santos faz 467 anos de fundação.

O evento terá shows do Quarteto da Associação Eduardo Furkini e de Caio Mesquita.

O ingresso custa R$ 50,00 e dá direito a um exemplar do livro, que pode ser adquirido, das 12 às 17 horas, na bilheteria do Coliseu, ao longo da exposição sobre a Ação do Coração no Sesc (até amanhã das 15 às 21 horas, e sábado e domingo, das 13 às 18h30), no Santuário Santo Antônio do Valongo, no Café Teatro Rolidei e na Livraria Realejo.

 

ATribuna

Prefeitura institui ‘Dia da Ação do Coração’

acao do coracao
O Dia da Ação do Coração agora faz parte do calendário oficial da cidade. O prefeito João Paulo Tavares Papa promulgou a lei 2.884, que institui a data a ser comemorada em 2 de agosto. A formalização ocorreu na última quarta-feira (19) à noite, durante a abertura da mostra Ação do Coração, no foyer do Teatro do Sesc (Aparecida).

“É a 1ª vez que assino uma lei fora do Paço Municipal, mas faço com grande satisfação por uma causa nobre”, disse o prefeito. “A Ação do Coração foi o acontecimento coletivo mais marcante que presenciei nos últimos anos. Nunca vi um público tão grande. Foi um magnífico ato de fé e amor ao próximo. Isto mostra também como Santos é uma cidade de vanguarda”, reforçou Papa.

A Ação do Coração foi uma campanha que envolveu mais de 20 mil pessoas na praça Mauá, em 2 de agosto, para celebrar sentimentos de amor, fé e esperança. Foi também uma homenagem ao ator santista Eduardo Furkini, que faleceu, vítima de enfarte, nessa mesma data, em 2011. A ação foi idealizada pela associação que leva seu nome. Em uma grande mobilização as pessoas confeccionaram corações de retalhos e formaram um grande tapete na praça. Houve show de música e caminhada até o Santuário do Valongo.

Irmão do homenageado e idealizador da campanha, Alexandre Camilo agradeceu a participação da prefeitura e falou sobre o significado da mobilização. “O verdadeiro combustível do ser humano é o amor; é o que move o mundo e o que nos dá energia”. Segundo ele, a repercussão do evento correu o Brasil e o mundo via internet e redes sociais. Camilo estava acompanhado de sua mãe, Regina Conceição Gonçalves, e irmãs.

Presente ao evento, frei André Becker, do Valongo, associou o evento ao Natal. “Fico feliz com esta solenidade no Sesc e próximo ao Natal que é uma data cristã e de solidariedade; em nosso presépio, no Valongo, o símbolo na entrada da igreja é o coração”. O gerente do Sesc, Luiz Ernesto Figueiredo, destacou a satisfação de sediar a exposição e a assinatura da lei. “O Sesc é sempre palco de grande eventos e parceiro da prefeitura; sinto-me feliz e honrado pelo fato da lei ser assinada nesta sede”.

A exposição, que tem como curador José Alberto Sarquis, reúne 57 imagens captadas por 17 fotógrafos durante o evento na praça Mauá. Além das fotos, há recortes de jornais com notícias sobre o evento, e corações com mensagens fraternas enviados de cidades do Brasil, Vietnã, Inglaterra e Espanha. A mostra pode ser visitada até 27 de janeiro, de terça a domingo, das 15h às 21h, na rua Conselheiro Ribas, 136, com ingresso livre.

Enhanced by Zemanta

Lançamento do livro ‘Branquinha, a história do casarão branco ‘ na Pinacoteca

livro

Branquinha, a história do casarão branco é o título da obra e o nome do personagem que de forma lúdica conta a história do casarão que se transformou na Pinacoteca Benedicto Calixto.

A autora do livro, Barbara Andressa Barros Leite, é funcionária da Pinacoteca. A realização de Branquinha foi baseada em cuidadosa pesquisa e orientada por Edith Pires Gonçalves Dias, a única moradora viva do casarão.

O lançamento contará com algumas atividades:

* Alexandre Camilo (Ação do Coração) dramatizará a história do livro.
* Caca Marszloek Bueno e equipe, farão caricaturas das pessoas presentes.
* Fábio Luiz Salgado e Tarso Ramos – Piano.
* Noite de autógrafos.
* Sorteio de uma ilustração original emoldurada do livro.

O livro estará a venda pelo valor de R$25,00

EVENTO GRATUITO E LIVRE PARA TODAS AS IDADES

DATA: 20/12/2012

LOCAL: Pinacoteca Benedicto Calixto

Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15 – Santos

HORÁRIO: 18h30

ESTACIONAMENTO GRATUITO – Av. Epitácio Pessoa, 100

Ação do Coração traz programação extensa a Santos

1_114040736848

Dentro da programação que antecede o lançamento do livro Dia do Amor – Diário da Ação do Coração, a Associação Eduardo Furkini realiza diversas atividades. Uma delas é um concerto de Natal com o Coral da Cesp, no Santuário Santo Antônio do Valongo (Rua Marquês de Herval, 13, Valongo, Santos), que ocorre neste domingo, às 18 horas.

As atividades do dia incluem, ainda, contação de história por Alexandre Camilo e abertura da 19ª exposição do presépio, que tem como tema: O Coração Daqueles Que o Amam. Os presépios foram criados por voluntários da associação e customização das peças levam assinatura de Rita de Cassia.

Na próxima quarta-feira, dia 19, será realizada a abertura da Ação do Coração em Exposição, às 18h30, no Sesc Santos, com apresentação do Quarteto Eduardo Furkini. A mostra conta com 56 fotos da Ação do Coração que ocorreu no dia 2 de agosto e reuniu mais de 26 mil pessoas na Praça Mauá. A exposição acontecerá no foyer do Teatro do Sesc (Rua Conselheiro Ribas, 136, Aparecida, Santos) e vai até o dia 27, com entrada franca.

 

A Tribuna

Ação do Coração será tema de exposição e livro

O movimento Ação do Coração, que envolveu Santos nos últimos dois meses e levou mais de 10.000 mil pessoas à Praça Mauá no dia 2 de agosto, será eternizado com registro em exposição e livro. A iniciativa foi anunciada em reunião nesta sexta-feira com a diretoria da Associação Eduardo Fukini e Fundo Social de Solidariedade.

A adesão de voluntários e de mais de 40 apoiadores resultou na confecção e distribuição de mais de 50 mil corações de tecido, não apenas na praça, mas também nos hospitais Guilherme Álvaro, Santa Casa de Santos e Beneficência Portuguesa.

“Viemos agradecer, com uma mensagem de alegria, fé e esperança. Acreditamos que a vibração daquele dia continua na nossa cidade. Por isso, vamos registrar tudo em uma exposição de fotos a partir do dia 5 de setembro. Além disso, haverá o lançamento de livro com fotos e depoimentos em dezembro”, diz Alexandre Camilo, diretor da Cia de Teatro Era Uma Vez, e irmão de Eduardo Furkini, ator santista morto em agosto do ano passado e que hoi homenageado com o movimento.

“Esperamos que cada um que doou seu tempo confeccionando os corações, possa praticar o objetivo da Ação do Coração no dia a dia, no núcleo familiar e na empresa”, afirma a presidente do Fundo Social, Silvia Papa. Os apoiadores ganharam um certificado de agradecimento.

Além da prefeitura, Fundo Social e Sabesp, apoiaram a Ação do Coração: AGM Transportes e Turismo, Ao Pharmacêutico, A Roca Armarinhos, Associação Tam Tam, Avaron Informática, Café Teatro Rolidei, Copiadora Mauá, Doceria Marleide Monteiro, Escola de Música Kátia Boccato, Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto, CRM Indústria e Comércio de Alimentos, Grupo Rodrimar, Guido Iluminação e HXPH Soluções em Hardware.

E ainda: Insight Impressão Digital, Instituto Pão de Açúcar, Made in Brasil Impressão Digital, Miramar Shopping, Museu do Café, Primeira Arte, 4.2 Produções, Revolução Comunicação e Marketing, Sistema A Tribuna de Comunicação, Supermercado Aldeias, Telma Coreografia e Eventos, Upsom e Villa Rental.

Também colaboraram o webdesigner Luís Bispo, a jornalista Letícia Henrique, cenógrafos (Sônia e Valdomiro Silveira), cantores (Didi Gomes e Ayrton do Violão), músicos (Aline Lira, Diana Leal, Esther Lira, Fernando Pires, Henrique Neves, Jeffy Moura, Karen Hapuque e Vitor Daniel); além dos maestros da Orquestra Instituto Pão de Açúcar e do Coral Kátia Boccato.

 

A Tribuna

Este slideshow necessita de JavaScript.

Campanha promete forrar praça de Santos com mais de 10 mil corações

Uma agulha, pedaços de pano e um pouco de habilidade. Elementos que, somados a sentimentos bons, fabricam esperança, sonhos e mensagens positivas para os moradores de Santos. Essa fórmula é a aposta da ‘Ação do Coração’, realizada por um ator de Santos que pretende realizar o sonho do falecido irmão forrando, no começo de agosto, uma praça da cidade com mais de dez mil pequenos corações confeccionados por voluntários de todas as idades.

O projeto, idealizado por Alexandre Camilo, era um desejo que Eduardo Furkini, seu irmão, sonhava concretizar. Na última vez que a dupla visitou a Áustria, eles tiverem o primeiro contato com a campanha. “Quando nós fomos sair pelo lado de uma igreja, nos deparamos com uma praça lotada de pequenos corações. Era lindo”, conta ele.

Intrigados, os irmãos descobriram que uma Organização Não-Governamental estava fazendo a campanha para falar sobre a saúde do coração. “Pessoas de toda a Áustria tinham confeccionado corações de tecido. Centenas de pessoas passavam pela praça e podiam pegar um coração para chamar a atenção sobre a saúde do coração. Ironicamente, meu irmão morreu algum tempo depois com uma doença no coração”, explica.

Na volta para o Brasil, o falecido irmão disse que a ação dos corações tinha que ser repetida em Santos. Em vez de falar sobre saúde, Eduardo queria motivar as pessoas a doarem amor. Os corações seriam feitos de tecido, como os de Viena, mas os corações do Brasil deveriam estar carregados com alguma boa intenção para a pessoa que fosse pegá-lo.

Após lembrar dessa passagem e rever as fotos da viagem, Camilo resolveu realizar o desejo do irmão. “A ideia é as pessoas fazerem um coração de tecido de qualquer tamanho e, ao fazerem o coração, elas colocam o que elas tem de melhor, uma intenção, como o amor. É a arte de desejar o melhor para uma pessoa que você nem conhece”, diz.

Com o passar do tempo, Camilo foi explicando a ideia para as pessoas e conseguindo mais adeptos que ajudaram a viabilizar a ação. Empresas deram caixas, imprimiram panfletos e deram um veículo para transportar os corações. Além disso, a Prefeitura de Santos cedeu um espaço para que o projeto acontecesse.

Com tudo em mãos, Camilo começou a tocar a ideia. A produção dos corações passa por vários setores e lugares de Santos. Um ateliê, dentro de um shopping, foi criado para que qualquer pessoa possa confeccionar o coração. Os materiais são encontrados, gratuitamente, no próprio local, onde também há voluntários para ajudar na confecção. Instituições, escolas, turmas de amigos e funcionários de empresas se empenharam e estão costurando, colando e contribuindo para a causa.

A gerente de Recursos Humanos Maria da Glória Tinoco se juntou ao grupo logo após descobrir a iniciativa. “Fiz um curso de contação de histórias na Pinacoteca e depois conheci a ação do coração. Agora, levo isso para dentro da sala de aula da universidade, para trabalhar várias questões de coletividade e liderança”, conta.

Já Geraldo Teodoro, que toma da parte de logística do projeto, está tendo a primeira experiência da vida com costura. Ele brinca com as dificuldades, mas sabe que tem que superá-las por uma boa causa. “Em 49 anos, eu nunca mexi em uma agulha”, confessa.

Todos os corações doados estarão reunidos no dia 2 de agosto, na Praça Mauá, e serão oferecidos gratuitamente para a população santista. O organizador estima que 10 mil corações sejam fabricados até o mês que vem. Na parte da manhã do dia 2 de agosto haverá uma apresentação da Orquestra do Instituto Pão de Açucar e a distribuição de mil balões em forma de corações. Além disso, no final da tarde, alguns corações de tecido serão entregues a pessoas internadas em três hospitais de Santos.

 

 

 

A Tribuna

Tapete de corações

Em 2009, os irmãos Alexandre e Eduardo visitavam Viena, capital da Áustria, quando se depararam com um imenso tapete de corações de pano. As milhares de peças haviam sido confeccionadas pela população, num esforço para chamar a atenção para a necessidade de se exprimir o amor.

De volta ao Brasil, eles planejavam realizar uma ação semelhante, para inspirar as pessoas, quando a morte prematura de Eduardo, em função de um problema cardíaco, interrompeu o projeto.

Mas a ideia começa a se tornar realidade agora, com o início da campanha Ação do Coração. O objetivo é incentivar a comunidade a confeccionar corações de pano com retalhos, que depois formarão um grande tapete na Praça Mauá, em 2 de agosto, data de um ano da morte de Eduardo.

Diversas entidades já confirmaram participação e os organizadores do evento estão  convidando voluntários para ajudar a confeccionar os corações. Serão realizadas oficinas gratuitas para confecção dos corações, que poderão ser depositados em pontos de coleta a ser montados na cidade a partir do dia 25.

“Além das oficinas de confecção de corações, também serão realizados espetáculos de narração de histórias  na Pinacoteca Benedicto Calixto, todos os domingos de julho”, explica  o ator e diretor Alexandre Camilo, que também é presidente da Associação Eduardo Furkini, uma entidade sem fins lucrativos (que leva o nome do irmão) que promove projetos de educação e cultura. “É  uma maneira de transmitir uma mensagem de amor e energia positiva à população”, completa.

A presidente do Fundo Social, Sílvia Papa, que apoia  a iniciativa, está otimista com a campanha. “Num mundo onde as pessoas estão tão voltadas para o virtual, com as agendas corridas, esta campanha nos dá a oportunidade de refletir sobre valores que realmente importam, mostrando como é importante olhar para o ser humano, desejar coisas boas a eles e fazer isso com verdade”, afirma.

No dia em que o imenso tapete será estendido, também haverá uma ampla programação cultural, que inclui apresentação da Orquestra do Instituto Pão de Açúcar e do coral da Escola de Música Kátia Boccato.

Mais informações em: ação do coração

 

 

Jornal da Orla

Enhanced by Zemanta