Aquário pede fotos antigas para mostra no 68º aniversário

aquario antigo

Chegou a hora de revirar as gavetas e folhear os álbuns de fotografias da família em busca de imagens antigas do Aquário de Santos, quem sabe até de 1945, quando foi inaugurado. É que o parque pretende fazer uma exposição com imagens de acervos pessoais durante as comemorações de seus 68 anos, no dia 2 de julho.

As imagens serão escaneadas pela equipe de Educação Ambiental e devolvidas, no ato, ao proprietário, que terá seus dados registrados e passará a fazer parte da história do Aquário. Os interessados devem se dirigir ao aquário de segunda a sexta, das 9h às 13h, e aos sábados, das 11h às 16h.

Quem quiser também pode escanear a imagem, em alta resolução (mínimo 300 DPIs), e enviar para o endereço aquario@santos.sp.gov.br , anexando dados pessoais, data da fotografia e personagens retratados, se for o caso.

O Aquário de Santos é o primeiro do Brasil e o segundo em visitação no Estado (o primeiro é o zoológico da capital).

 

A Tribuna

Bonde recebe pintura da época em que sistema foi extinto na cidade

bonde antigo

Fundo prata, faixas e detalhes de um vermelho vibrante. Essas eram as cores dos bondes que rodavam pelas ruas de Santos quando o sistema foi extinto, em 28 de fevereiro de 1971. Com a proposta de resgatar a memória deste momento da história do transporte coletivo local, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) promove a restauração de um dos exemplares da linha turística do Centro com as cores da época.

O trabalho se tornou possível graças à pesquisa realizada no acervo da Fams (Fundação Arquivo e Memória de Santos), onde foram localizadas fotos do período em bom estado de conservação. A equipe da CET está reproduzindo fielmente os tons da pintura e a logomarca do SMTC (Serviço Municipal de Transportes Coletivos), que operava o sistema.

Com carroceria fechada fabricada pela própria SMTC na década de 1950 e estrutura mecânica escocesa, o bonde 40, conhecido como ‘camarão’, roda na linha turística desde janeiro de 2002. Além da pintura especial, ele está recebendo novas rodas, vedação, calefação, manutenção mecânica e teve portas, janelas e chaparia recuperadas. Assim que o trabalho for concluído, o exemplar volta a circular pelo Centro.