Museu do Café celebra mês do folclore com cafeomancia e atividades educativas

Em agosto é celebrado o mês do folclore. E o Museu do Café, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, preparou uma programação especial para visitantes de todas as idades. Entre as atrações estão sessões de consulta e workshop de cafeomancia, a técnica de prever o futuro através da leitura da borra de café, além das ações educativas “Oficina de confecção de vitral” e “Visita dos caipira”. As atividades acontecem entre os dias 17 e 25 de agosto e a programação completa está disponível no site.

A programação especial do Museu do Café começa no dia 17 de agosto, ao meio dia, com consultas gratuitas de cafeomancia no espaço da Cafeteria do Museu. De origem árabe e ainda bastante comum na Turquia e norte da África, a tradição consiste na associação das marcas deixadas pela borra de café na xícara a uma das imagens de uma lista de elementos – âncora, árvore, chave, lua, etc – e na interpretação de seus significados. A atividade se repete no dia 22, quarta-feira, também entre 12 e 14 horas. Já para os interessados em aprender e difundir a técnica da leitura da borra de café, a opção é o “Workshop de Cafeomancia”, que acontece no dia 25 de agosto, sábado, às 15h. A participação na atividade é gratuita, porém com vagas limitadas. Os interessados devem se inscrever pelo telefone (13) 3213-1750.

Outra atividade da programação especial do mês do folclore é “A visita dos caipira”, que acontece dia 18 de agosto às 14h30 e 16h30. Durante a atração, os visitantes poderão conhecer um pouco mais sobre o universo folclórico ligado ao café, como receitas, poesias, canções, simpatias e rezas, todas apresentadas por um dos personagens mais genuínos da cultura popular brasileira: o caipira. Para participar é necessário fazer agendamento e adquirir ingresso no valor de R$ 5.

Já no dia 22, às 15 e 17 horas, o destaque é a “Oficina de confecção de vitral”. A atividade se baseia em construir réplicas de vitrais, utilizando diferentes tipos de papéis, com temas relacionados ao folclore nacional. A oficina é gratuita, porém com vagas limitadas. As inscrições devem ser feitas pelo telefone (13) 3213-1750.

O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça a sábado das 9 às 17 horas, e aos domingos entre 10 e 17 horas. Os ingressos para visitação custam R$ 5, estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado das 8h às 18h, e aos domingos entre 10 e 18 horas. Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br.

 

Boqnews

Museu do Café

Que tal beber um bom cafezinho e aproveitar para entender a importância histórica e econômica destes grãos para o Brasil? Um dos locais que busca resgatar e preservar esta rica trajetória é o Museu do Café, em Santos.

Inaugurado em 1998, o museu está localizado no mesmo prédio da antiga Bolsa Oficial do Café, mercado formalizado para a venda de café nas primeiras décadas do século 20. Depois de anos de funcionamento, o local foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 2009, consolidando-se como um ponto turístico da cidade.

Além do grande acervo de documentos e fotos apresentados no espaço, as principais atrações são as telas e painéis de Benedicto Calixto e o Salão do Pregão – composto por uma mesa principal e setenta cadeiras -, onde eram realizadas as negociações que determinavam as cotações diárias das sacas de café na época. Os pregões eram realizados no edifício da Bolsa Oficial de Café até a década de 1950, quando os negócios foram transferidos para São Paulo.

O museu também realiza exposições (temporárias e permanentes) que ilustram um pouco melhor a história e a importância do café na vida e principalmente na economia do Brasil. A exposição “A trajetória do café no Brasil” está dividida em três módulos – O café e o trabalho, Café e novas rotas e Santos e o porto. Nesta área, o visitante acompanha a linha do tempo da produção de café no Brasil, desde a chegada dos grãos ao País até o tempo dos grandes barões e baronesas do café.

Nas exposições temporárias, os visitantes poderão conferir períodos pontuais desta história. Até maio, a mostra “Café, Porto, Cidade – Uma relação muito mais que econômica” estará montada no museu, revelando a influência dos negócios do café no desenvolvimento do porto e da cidade de Santos nos últimos 120 anos.

Após o passeio, é hora de parar na Cafeteria do Museu, que trabalha com as marcas Cerrado de Minas, Sul de Minas, Alta Mogiana, Chapadão do Ferro, Blend da Cafeteria, Orgânico, Vale da Grama, e Jacu Bird Coffee. Este último é o café mais caro e raro do Brasil, obtido com os grãos expelidos pelo pássaro Jacu, que se alimenta dos frutos do café.

Museu Oficial do Café

Onde: rua XV de Novembro, 95, Centro, Santos, São Paulo – SP

Quando: terça-feira a sábado, das 09hàs 17h ; domingos, das 10h às 17h

Quanto: R$ 5

Enhanced by Zemanta

Viajeaqui

Museu do Café tem Programação Especial na Semana Nacional dos Museus

O Museu do Café, localizado na Bolsa Oficial de Café, Centro Histórico de Santos, ficará aberto para visitação gratuita na sexta-feira (18), em comemoração à Semana Nacional dos Museus, que acontece de 14 a 20 deste mês.

No período de 14 a 20 de maio o equipamento contará com programação especial. Entre as atrações destaca-se a mostra interativa batizada de Cinco Sentidos do Café. A visita monitorada abordará, a cada espaço expositivo, um dos cinco sentidos – visão, paladar, olfato, tato e audição – sentidos esses provocados por uma das bebidas mais populares do planeta e da qual o porto de Santos é o maior exportador mundial.

Para debater o protagonismo da cidade em diferentes épocas, às 19h de quinta-feira ( 17) será realizada a mesa redonda “O café e o pré-sal em Santos”. O encontro entre arquitetos, historiadores e cientistas sociais tratará das mudanças urbanísticas em andamento no município a fim de se adaptar ao crescimento proporcionado pelas atividades do pré-sal, comparado àquele observado no início do século passado, quando Santos se tornou a capital mundial dos negócios do café. A participação no debate é gratuita, com vagas limitadas a 40 participantes.

Os interessados devem se inscrever pelo telefone (13) 3213-1750. A agenda de eventos prevê, ainda, exibição de filmes no espaço da cafeteria, além de exposição de painéis sobre a trajetória do café no Brasil e a relação com o porto e a cidade.

A programação da Semana Nacional dos Museus teve como inspiração o tema proposto pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram): “Museus em um Mundo em Transformação – Novos desafios, novas inspirações”. A celebração vai mobilizar 1.100 organizações culturais em 553 cidades de todo o País, totalizando mais de 3.400 atividades,

O Museu do Café fica na rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. O horário de funcionamento é de terça a sábado das 9 às 17 horas, e aos domingos entre 10 e 17 horas. Os ingressos para visitação custam R$ 5, 00. Estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam meia-entrada. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado, das 8 às 18 horas, e aos domingos, entre 10 e 18 horas.

Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br.

Boqnews

Enhanced by Zemanta