Santos tem dois locais escolhidos para compor Centros de Treinamento para a Copa

O Comitê Organizador Local da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 anunciou, na manhã desta quarta-feira (1º), a primeira versão do Catálogo de Centro de Treinamento de Seleções com 54 candidatos com contratos assinados. Ao todo, 76 foram aprovados tecnicamente. Mais duas versões do catálogo, que será online, deverão ser divulgadas, no primeiro e no segundo semestre de 2013. Até o momento, o COL recebeu 279 inscrições e inspecionou 244.

Em Santos, foram aprovados a Vila Belmiro e o Parque Balneário Hotel e o CT Rei Pelé e o Hotel Mércure, como locais destinados a preparação dos atletas. No Guarujá, o Estádio Antônio Fernandes e o Casa Grande Hotel foram selecionados.

Entre os aprovados na primeira versão do catálogo, 30 estão localizados na região Sudeste, 14 na região Sul, quatro na Norte e três nas regiões Centro-Oeste e Nordeste. O secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, adiantou que o governo federal lançará uma linha de crédito para financiar a reestruturação de espaços públicos que planejem se candidatar a CTS.

“A estruturação, consolidação e seleção dos CTS é um ponto chave no processo de enraizar a realização da Copa do Mundo e vai deixar um legado de estruturas esportivas modernizadas espalhadas pelo país. E também cria um ambiente de mobilização para o evento. Várias outras cidades se sentem partícipes do processo”, afirmou Fernandes, que ainda destacou a importância do evento para o desenvolvimento do Brasil.

“É uma oportunidade para alavancar o desenvolvimento do país. Com a escolha das 12 cidades-sede, criamos 12 polos de desenvolvimento no Brasil, mas as possibilidades que se abrem para o desenvolvimento nacional vão muito além dessas cidades”, completou. Segundo Ricardo Trade, diretor de Operações do COL, a candidatura de 133 municípios, distribuídos nos 26 estados, mais o DF, é uma prova da “capilarização” da competição.

O governo de São Paulo, segundo o governador Geraldo Alckmin, tem uma linha de financiamento para modernização de hotéis e centros de treinamento com dez interessados. “A nossa agência de desenvolvimento abriu um crédito de R$ 300 milhões para financiar hotéis, pousadas, reformas, equipamentos, centros de treinamento privados e públicos. Já temos nove interessados do setor privado e um do setor público”, explicou.

Os Centros de Treinamento de Seleções são locais que servirão como base para as equipes durante a Copa do Mundo da FIFA. São compostos por um local de treinamento e um hotel oficial. Para constar no Catálogo de CTS, os hotéis candidatos precisam assinar contrato com a empresa de hospitalidade da FIFA e os campos de treinamento têm de firmar acordo com o COL. “A partir de 1º de setembro, as seleções podem indicar suas preferências para a FIFA, mas a escolha final só acontecerá depois sorteio das chaves da Copa do Mundo”, explicou Frederico Nantes, gerente de Competições do COL e responsável pelas vistorias.

Segundo Nantes, com o lançamento da primeira versão, o COL se aproxima do número mínimo de CTS que devem ser oferecidos pelo Brasil. “Fomos parabenizados por escrito pela FIFA por mais esse passo. Precisamos oferecer um mínimo de 64 centros de treinamento, mas a expectativa é de que cheguemos a 85, podendo alcançar 100”, acredita.

Saiba mais sobre CTS

» Os Centros de Treinamento de Seleções são locais que poderão servir como base de uma seleção durante a Copa do Mundo da FIFA. São compostos por um local de treinamento e um hotel oficial. Os locais precisam atender a requisitos básicos, como distância para um aeroporto com capacidade de pouso para aeronaves de porte médio, distância do local de treinamento para um hotel com 55 quartos exclusivos, entre outros.

» Não existe limite de CTS para uma mesma cidade ou um mesmo estado. É levada em conta a qualidade técnica dos locais oferecidos. Uma mesma cidade pode ter mais de um CTS, enquanto outras podem não ter nenhum.

» A análise dos técnicos leva em conta mais de cem detalhes técnicos nos campos e hotéis. São considerados o sistema de abastecimento elétrico, de água, os acessos para as equipes e para a imprensa, local para realização de entrevistas, vestiários, demais instalações para os atletas, tipo de solo (é analisado o solo, não o gramado), drenagem, etc.

» A análise de um projeto é tão minuciosa quanto a de um campo já existente. E, a exemplo do que já aconteceu com os projetos dos estádios, são analisadas também as garantias financeiras de que o projeto estará pronto para a Copa do Mundo da FIFA.

Boqnews

Enhanced by Zemanta

Artistas fazem mutirão para pinturar muro do CT Rei Pelé

 

Um grupo de artistas está reunido neste final de semana para o Muritão de Arte Transbrasa – Nós Amamos o Santos para a pintura do muro do CT Rei Pelé. Todos colaborarão com o projeto “100 anos de Futebol Arte”, do artista Paulo Consentino. As atividades seguem até as 17 horas. Neste domingo, oa trabalhos terão início às 9 horas.

 A iniciativa faz parte das comemorações do centenário do Santos FC. Para participar, os 30 artistas passaram por um “treino” na workshop comandada por Consentino, aprendendo as técnicas utilizadas. “Pretendemos completar o muro da Rua Francisco Manoel, com as décadas de 60 e 70, e depois, no final de semana da comemoração do Centenário, nos dias 14 e 15, concluir a parte da Rua Rangel Pestana, dos anos 80 até o dias de hoje”, explica Consentino.
Vários artistas, inclusive de outras cidades e até outros estados prestigiarão as atividades. “É uma satisfação enorme participar de um projeto que envolve amor, arte e homenagem ao Santos FC”, diz o artista gráfico de Joinville (SC), Eduardo Bezerra Feitosa.

O grafiteiro do Grupo OPNI Graffitti, de São Paulo, Val Alafiá, também destaca a importância da atitude, junto à paixão pelo Clube. “O Santos é o meu time do coração e a arte é a minha vida. Sem coração, a vida não acontece e, por isso, com muito amor estou fazendo parte dessa história de 100 anos. Orgulho de ser santista”, destaca.

A artista plástica Mai-Britt Wolthers pinta outro estilo completamente diferente do trabalho de Consentino, mas “embarcou” no projeto para prestigiar a iniciativa. “Estou nessa porque o Paulo é um grande artista e porque sou mais Santos”, ressalta. “Achei a ideia tão sensacional e corajosa, que não perdi a oportunidade de ajudar assim que foi preciso”, acrescenta a artista Monica Figo.

A Obra

Iniciada no dia 14 de abril do ano passado, a pintura do muro do CT Rei Pelé já tem várias gerações. O Projeto “100 anos de Futebol Arte” vem registrando toda a história de conquistas do clube por décadas, evidenciando craques e equipes. O patrocínio master é da Suvinil Tintas e Apsen Farmacêutica e os torcedores também podem colaborar, adquirindo o kit do Projeto, contendo camisa especial, DVD, gravura da Vila Belmiro e certificado de patrocinador da ação.
A Tribuna
Enhanced by Zemanta