Quer uma amostra de petróleo retirado da camada de pré-sal?

Ao alcance das mãos, uma gota do valioso líquido retirado de rochas a mais de 9 mil metros de profundidade da lâmina d’água oceânica. Amostras de petróleo da camada de pré-sal podem ser retiradas, gratuitamente, na Praia das Geociências, museu a céu aberto montado na Praia do Gonzaga. São cerca de 10 mil mini-frascos à espera dos visitantes do local, que ficará aberto até o próximo sábado.

A iniciativa integra as atrações do 46º Congresso Brasileiro de Geologia, evento que reúne cerca de quatro mil participantes de 21 países, em Santos. Além do brinde, a mostra conta com réplicas e fósseis de dinossauros, maquetes do relevo do litoral paulista e da camada do pré-sal, mini-plataforma de petróleo e museu com exemplares minerais brasileiros.

Segundo o presidente da comissão organizadora do congresso, Fábio Braz Machado, o espaço pretende ser um ponto de encontro de estudantes e interessados em Ciências. “O público terá acesso a informações sobre a formação do planeta, educação ambiental e uso sustentável dos recursos naturais, como o gás, petróleo e outros minerais”.

Já as crianças podem participar de oficinas e atividades lúdicas, como a confecção de réplicas de fósseis ou espécies de dinossauros.

Outra estrela da exposição é a cabeça de um alossauro – tipo de lagarto carnívoro e bípede, que viveu há cerca de 140 milhões de anos. “A ideia é aproximar as pessoas da Geologia, ciência cada vez mais frequente ao cotidiano da maioria da população”.

Toda a formação geológica da Terra é narrada por meio de uma linha do tempo, reduzida em 12 meses e chamada de planetbook (em referência à rede social Facebook). Na escala, o ser humano se desenvolve somente no último minuto do ano. Também há equipamentos e registros das primeiras explorações científicas da então província de São Paulo, datadas do final do século 19.

Serviço: Praia do Gonzaga, próximo à Praça das Bandeiras, até sábado (dia 6). Horário: sábado e domingo, das 11 às 18 horas. Segunda a sexta, das 10 às 18 horas. Entrada Franca.

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

Museu a céu aberto pode ser visitado a partir de hoje; entrada é gratuita

Réplicas e fósseis de dinossauros, maquete de cinco metros do litoral de São Paulo, maquete do pré-sal, uma mini-plataforma de petróleo, museu de geociência, tudo reunido em um grande espaço na Praia do Gonzaga, em Santos, promete ser uma das principais atrações do 46º Congresso Brasileiro de Geologia.

A Praia das Geociências é um museu a céu aberto que pretende ser o ponto de encontro de estudantes, curiosos e toda a população da região. O público poderá ter acesso a informações importantes ligadas à educação ambiental, uso sustentável dos recursos oferecidos pela natureza como o petróleo, o gás e outros minerais.

“É o local perfeito para passar uma manha agradável com a família e saber como podemos preservar os recursos naturais do planeta utilizando-os de forma sustentável. Será um dos nossos principais contatos com a cidade de Santos, queremos ver o público prestigiando esse evento importante para todos”, explica Fábio Machado, presidente da Comissão Organizadora do 46º Congresso. “Quem comparecer a Praia das Geociências também vai levar como brinde uma mostra de petróleo que vamos distribuir”, completa.

46º Congresso acontece até 5 de outubro

Divulgação de novos dados nos mais variados setores da geologia fazem parte da programação do 46º Congresso Brasileiro de Geologia e 1º Congresso de Geologia dos Países de Língua Portuguesa que acontece na cidade de Santos, de 30 de setembro a 5 de outubro, no Centro de Convenções do Grupo Mendes. Confira a programação.


PRAIA DAS GEOCIÊNCIAS
Local: Praia do Gonzaga, Av. Presidente Wilson com Av. Ana Costa, Santos.
Quando: de 29 a 30/9 das 11h às 18h / de 1 a 5/10 das10h às 18h/ 6/10 das 11h às 18h
ENTRADA GRATUITA

 

 

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

Santos será a Capital nacional da Geologia, a partir de domingo (30)

Durante esta semana, Santos se transformará na capital da Geologia por ser palco – de domingo (30) até sexta-feira (5) – do 46º Congresso Brasileiro de Geologia, que será promovido simultaneamente com o 1º Congresso de Geologia dos Países de Língua Portuguesa. O evento acontece no Mendes Convention Center.

A expectativa, de acordo com a Sociedade Brasileira de Geologia, responsável pela iniciativa, é que cerca de 4 mil estudantes e profissionais de diversos segmentos relacionados às Geociências participem das iniciativas. A proramação contará com palestras, conferências, minicursos, simpósios, fóruns, mesas-redondas e exposições de empresas e instituições ligadas ao setor.

O tema principal desta edição é Gerir os recursos naturais para gerar recursos sociais, que estimulará especialistas do segmento a refletir sobre o uso racional e eficiente dos recursos naturais.

De acordo com o coordenador do curso de Geologia da Unimonte – único na Baixada Santista -, Juarez Fontana, a cidade foi escolhida como sede pela importância da Bacia de Santos e pela descoberta do pré-sal. “Naturalmente, um congresso deste tipo confirma a importância da aplicação da Geologia no contexto regional. Na última edição, realizada em 2010, em Belém do Pará, os associados, por sugestão da Petrobras e com o apoio do Núcleo da Sociedade Brasileira, indicaram que fosse realizada em Santos”, explica Fontana, no segmento há 45 anos.

A profissão, como ressalta Juarez, é essencial nesta área, porém existem poucos profissionais. Atualmente, segundo Fontana, são apenas 13 mil geólogos no País. Neste sentido, criou o primeiro curso superior em Geologia na região. De acordo com Fontana, a intenção do curso é formar profissionais qualificados e preparados para entrar no mercado de trabalho. A primeira turma conta com 38 alunos. “Por ser uma área muito restrita, o número é ótimo. A intenção é prepará-los para este novo mercado na região e no mundo”, ressalta.

Para os formados ou aqueles que já estão no mercado de trabalho, as empresas do setor estão ávidas à procura por profissionais capacitados, com salário que giram entre R$ 4 e 7 mil para geólogos iniciantes, de acordo com recente pesquisa de mercado apresentada pelo empresa de recrutamento Robert Half.

Evento

A abertura oficial está marcada para este domimgo (30), às 19 horas, em evento exclusivo a convidados. A programação terá continuidade na segunda (1), a partir de 8h30. Para visitar a exposição, a entrada é gratuita. Já o acompanhamento das demais iniciativas, como o congresso, mesas-redondas e minicursos, só poderá ser feito mediante inscrição. Mais informações pelo site http://www.46cbg.com.br.

 

Boqnews

Enhanced by Zemanta