Curso de bartender

Bartender

A Escola de Gastronomia e Hotelaria do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira (SinHores) inseriu na grade de cursos dois novos módulos: Treinamento em qualidade e técnica de atendimento, com aulas iniciando em junho, e o curso de Bartender, que também volta a ser ministrado no sindicato a partir do mês que vem. As inscrições para estes e outros cursos já estão abertas.

Desta vez, o curso de Bartender será ministrado pelo professor Heitor Corrêa de Magalhães, formado pela Associação Brasileira de Bartender. Com o objetivo de qualificar profissionais e jovens iniciantes para o mercado de trabalho, serão ministradas aulas teóricas e práticas que fazem parte do curso preparatório para trabalhadores em navios de cruzeiros marítimos, hotelaria e similares. Durante as aulas, os alunos aprenderão, na teoria e na prática, as funções principais do bartender; histórico e caracterização do bar; ética profissional do bartender; histórico das bebidas alcoólicas; histórico e classificação dos coquetéis; dicas para preparar coquetéis, entre outros.

Informações sobre os cursos na sede do sindicato, na avenida Conselheiro Nébias, 365, ou pelo telefone 3223-7372.

 

Jornal da Orla

Enhanced by Zemanta

Matricule-se no Sesc Santos, é rápido e fácil.

sesc-novo

Se você trabalha no ramo do comércio de bens e serviços tem o direito de usufruir das inúmeras atividades culturais, sociais e esportivas promovidas pelo SESC.

Matricule-se no Sesc Santos, é rápido e fácil.

Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, com contrato registrado na carteira profissional, podem fazer a matrícula gratuita na categoria ‘Comerciário’. Dependendo da disponibilidade de vagas na unidade, as pessoas que não se enquadram nessa categoria podem, pagando uma pequena taxa anual, se inscrever como ‘Usuários’ .

Comerciários

– Trabalhadores do comércio de bens de serviços e turismo – carteira de trabalho com contrato registrado, RG, CPF.

– Aposentados do comércio de bens e serviços e turismo – carteira de trabalho, carta de concessão, extrato trimestral do INSS, RG e CPF.

– Pensionistas de trabalhadores do comércio de bens e serviços de turismo – carteira de trabalho do cônjuge falecido, certidão de óbito, extrato trimestral do INSS, RG e CPF.

– Desempregados do comércio de bens e serviços – carteira de trabalho com o último registro, comprovante de estar desempregado a menos de 12 meses, RG e CPF.

– Dependentes

Pais do titular, padrasto ou madrasta – RG, CPF. Padrasto ou madrasta apresentar certidão de casamento ou declaração de união.

Cônjuge – RG, CPF, certidão de casamento ou certidão de nascimento do filho em comum, ou, declaração de união estável mencionando nome e documentos de ambos e duas testemunhas maiores de 18 anos, com firma reconhecida de todos.

Filhos até 21 anos – Certidão de nascimento, RG e CPF.

Filhos até 24 anos – RG, CPF, comprovante de matrícula em curso regular e declaração de imposto de renda do titular.

Tutelados até 21 anos – certidão de nascimento, RG, CPF e comprovante de tutela.

A inscrição é gratuita e válida para todo território nacional.

Usuários

– Titular – RG e CPF.

Dependentes

– Cônjuge – RG, CPF, certidão de casamento, declaração de união estável mencionando nome e documento de ambos e de duas testemunhas maiores de 18 anos todos com firma reconhecida ou certidão de nascimento do filho em comum.

– Filhos menores de 21 anos – certidão de nascimento, RG e CPF.

A inscrição individual custa R$ 57,00 e a familiar R$ 114,00 e tem validade restrita ao Estado de São Paulo.

 

O SESC não aceita mais inscritos na categoria Usuário.

*Para confecção da carteirinha é necessário uma foto 3X4 tirada no ato da matrícula.

 

83859834-225c-46ab-bd69-140c3f2fede3

Atualização 2016

 

Todos os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, com carteira de trabalho assinada por empresas que pagam a contribuição para manter o Sesc podem ter credencial plena.

 

Tem direito a credencial plena quem trabalha em:

 

Comércio

Supermercados, lojas automotivas, papelarias, shoppings, farmácias, casas lotéricas.

 

Serviços

Hospitais, clinicas médicas e odontológicas , escolas particulares, cinemas, bares restaurantes, salões de beleza, empresas de segurança e limpeza, agências de publicidade, veículos  de comunicação.

 

Turismo

Hotéis, motéis, pousadas, agências de turismo.

 

Aposentados

Nesses setores podem fazer a credencial plena.

 

Tem direito também:

se seu ultimo registro em carteira for de uma empresa do comércio de bens, serviços e turismo e você esta:

  • desempregado há até 12 meses
  • em licença por motivos de saúde ou prestando serviço militar

 

Para saber se sua empresa contribui com o Sesc, envie uma mensagem para Fale Conosco  no Portal do Sesc, informando o CNPJ da empresa que consta em seu contrato de trabalho registrado na carteira profissional.

 

 

 

Sesc Santos

R. Conselheiro Ribas, 136 – Aparecida

(13) 3278-9800

sesc matricula

Arte circense encanta as crianças no Praia & Cia com oficina gratuita

Circo

Picadeiro na praia. Esse pode ser o sonho de férias ideais de muita criança e que, agora, pode ser concretizado gratuitamente na oficina de circo montada dentro da arena Praia & Cia, na praia do Gonzaga.

No espaço, crianças entre 5 e 14 anos aprendem um pouco da arte circense e se divertem com atividades que trabalham o equilíbrio, força, integração, entre outros.

São quatro tipos de oficinas oferecidas. Na aérea, as acrobacias são feitas com a lira circense. Já na de equilíbrio, o desafio é ficar em pé sobre uma bola ou caminhar num arame. Na de manipulação, os pequenos tentam manipular malabares, claves, argolas, bolas e bastões. Também há no local uma cama elástica. A arena funciona das 10 às 18 horas.

“Não estamos fazendo só recreação. Aqui pode-se aprender princípios básicos de circo e começar a ter noção do corpo, do espaço, peso, lateralidade”, explica um dos monitores da oficina e professor de artes, Alexandre Almeida.

Para o professor de Educação Física e artista circense Denis Oliveira, que faz a monitoria das oficinas, a movimentação dos jovens é muito importante. Na arena, eles trabalham a coordenação, o fortalecimento muscular, o equilíbrio físico e mental. “Na bola, por exemplo, além de mexer todos os membros, eles têm que perder o medo”, conta Oliveira.

“Ela ainda é pequena (tem 4 anos), mas adorou se equilibrar e mostrar para a mãe que conseguiu atravessar de um lado para o outro”, diz Fabiano Rodriguez, que trouxe a filha Maria Eduarda para se divertir no espaço pela primeira vez.

Álcool x menores

A novidade na 11ª edição do evento, que segue até 3 de fevereiro, é a tenda interativa da campanha Álcool para menores é proibido, do Governo do Estado, onde os visitantes podem tirar fotos que são postadas, ao final de cada dia, na rede social Facebook.

A campanha faz parte da iniciativa de conscientizar a população sobre a Lei nº 14.592,que proíbe qualquer estabelecimento de vender, oferecer ou entregar bebidas alcoólicas a menores de 18 anos ou permitir que eles bebam em suas dependências. A Arena Praia & Cia é uma realização do Sistema A Tribuna de Comunicação com patrocínio master da Sabesp e Governo do Estado de São Paulo e Royal Caribbean Internacional, patrocínio Dicico, co-patrocínio Carrefour e GVT e apoio da Prefeitura de Santos.

 

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

Aquário e Orquidário ampliam período de funcionamento

Tendo em vista o grande público registrado desde o início do ano no Aquário e Orquidário, a Setur (Secretaria de Turismo) vai ampliar o período de funcionamento dos parques, medida que vigorará até o término da temporada de verão (28 de fevereiro).

A partir da próxima semana, o Aquário passa a abrir também às segundas-feira. Durante a semana, o parque funciona das 9h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 20h – a bilheteria fecha sempre meia hora mais cedo.

Já o Orquidário abrirá às segundas a partir do próximo dia 21, funcionando diariamente das 9 às 19h (a bilheteria fecha 1h antes), permitindo ao público mais uma hora de visitação.

Movimento
De 1 a 10 deste mês, o Aquário recebeu 36.150 visitantes, 9,8% a mais do que igual período no ano passado, e Orquidário. 6.665 pessoas – no início de 2012, o parque encontra-se fechado para obras.

Prefeitura altera horário para prática de esportes na praia

esporte

Com a chegada da temporada de verão, a Prefeitura de Santos alterou os horários para a prática de esportes nas praias. O objetivo é preservar a segurança dos banhistas.

A prática de futebol está liberada até as 9 horas e depois das 16h30 a pelo menos 150 metros de cada lado dos canais. No restante da praia, será possível a prática até as 9h e após às 17h30. As mudanças vigoram até o final de fevereiro.

Os jogadores de tamboréu e mini-tênis só poderão praticar as modalidades até as 11h e depois das 16h30 em toda extensão da praia. Já os surfistas terão seu espaço limitado ao trecho do Canal 2 até a divisa com São Vicente.

Os adeptos do frescobol podem praticá-lo até as 9h (na área que distar 100 m de cada lado dos canais) e após às 17h, ao longo da praia. Essa regra em particular segue até o final de março.

A prática de Slack Line (corda esticada onde os participantes se equilibram) será permitira na Praça das Bandeiras, Parque Roberto Mário Santini (Emissário Submarino), Complexo Esportivo Rebouças, Praça Caio Ribeiro de Moraes e Silva (em frente ao Sesc) e na área em frente ao Colégio Escolástica Rosa, sempre com equipamentos próprios. Segundo a Secretatia Municipal de Esportes é proibida a utilização de árvores e postes para amarrar a corda.

Esportes náuticos

Os esportes náuticos estão liberados em todos os dias e horários, sempre na área do Centro Náutico (em frente ao Aquário Municipal). O Wind Surf pode ser praticado a 150 metros da arrebentação.

Voleibol, futvôlei, basquetebol, beach tênis e fut tênis também estão liberados para entidades autorizadas. Nenhuma  quadra pode ser montada a menos de 5 metros da guia do calçadão, por ser área reservada ao trânsito de veículos de serviço. Os demais interessados precisam de autorização da Semes.

Enhanced by Zemanta

Show de tango no Coliseu

Pela primeira vez em Santos, o espetáculo ‘Buenos Aires, un tango y un amor’, da Cia Tango-a-Tierra, será encenado domingo (18), às 20h, no Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico). Os dançarinos e idealizadores do grupo, Guillermo Salvat e Silvia Grynt, são os protagonistas da montagem.

O show terá participação de um conjunto musical ao vivo, que dará o tom do ritmo argentino. Dividida em duas partes, a produção retrata os bailes dos anos 30 e 40, e em outro momento, a transformação do tango, tanto no âmbito musical como no coreográfico.

A Cia. já levou o ritmo para África do Sul, Austrália, Estados Unidos, Europa e Japão. Constam do currículo participações em festivais internacionais, atuação em outras companhias e criação de coreografias para outros espetáculos.

Os ingressos custam de R$ 60,00 a R$ 90,00 e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, das 14h às 19h. Classificação: livre. Estudantes, professores e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Informações: 3226-8000.

 

Enhanced by Zemanta

Santos, a cidade mais feminina do país.

Em dez anos, o Brasil passou a ter quase 4 milhões de mulheres a mais do que homens, segundo dados do Censo Demográfico de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o estudo, a relação entre os gêneros é de 96 homens para cada 100 mulheres.
Seguindo a tendência nacional, Santos está no topo da lista das cidades que mais possuem mulheres proporcionalmente ao sexo oposto. Na Cidade, a conta é de  84,3 homens para cada 100 mulheres, o que representa 18% a mais de representantes do sexo feminino.
A diferença já começa a surgir a partir dos 20 anos. O número influencia o comércio varejista e atacadista da Cidade. Do total de lojas cadastradas na prefeitura em 2011, 23,6% são voltados exclusivamente para o público feminino, como comércio de bijouterias, vestuário e perfumaria.
A diferença pode ser observada também nas ruas e, principalmente, nos bares e baladas. Segundo Michel Pereira, proprietário do Torto Bar, o público feminino sempre foi predominante. “Raramente vemos a casa com o número equilibrado de homens e mulheres”, diz.
Cena positiva para os homens, que procuram uma companheira. Já para as mulheres, a dificuldade em encontrar alguém é grande, por conta da alta competitividade. “Sinto-me em desvantagem diante da terrível lei da procura e da oferta. Com tantas possibilidades e facilidades para homens ficou muito mais fácil encontrar mulheres que se encaixem no tipo de relação que pretendem viver. Contudo, vejo que as mulheres estão mais libertas do que há tempos atrás, menos dependentes e mais dispostas a viverem quantas experiências sejam necessárias até encontrar um cara bacana para se envolver de verdade”, acredita a professora Daniella Silva de Oliveira.
Para ela, é principalmente nas baladas onde se revela o quanto as jovens mulheres santistas sofrem. “Produzimo-nos da cabeça aos pés e quando chegamos à balada para arrasar, o “gatinho” está de chinelo de dedo. Fora a desproporção de – muitas vezes – chegar a seis mulheres para um homem. Ainda bem que os vicentinos e os cubatenses têm vindo curtir as baladas santistas”, ressalta, rindo.
A empresária Simone Miranda é um exemplo de que a situação está difícil por aqui e que, muitas vezes, a solução é se relacionar com pessoas de outras cidades. Em uma viagem a negócios, Simone conheceu seu atual namorado – um carioca que mora atualmente em Porto Alegre. “Na cidade está muito difícil achar alguém solteiro e com qualidades”, diz.


Explicações
O fenômeno, segundo o demógrafo do IBGE, Gabriel Mendes Borges, acontece por diferentes fatores. O primeiro é o fator biológico – mesmo nascendo menos mulheres, os homens morrem mais naturalmente. A mortalidade nos primeiros anos é maior entre os meninos, por exemplo. “Outra causa – com impacto forte- que se acentua, principalmente, a partir dos 20 anos, são as fatalidades por violência, acidentes de carros, entre outros fatores, que vitimam mais homens”, explica.
Além disso, o pesquisador lembra o fato de Santos ter uma população na terceira idade bastante alta. “Depois dos 75 anos, por exemplo, existe quase o dobro de mulheres. Por conta da população acima de 60 anos, Santos estará sempre entre as primeiras cidades a apresentar esta diferença”, acrescenta.
De acordo com o coordenador do Núcleo de Pesquisas e Estudos Socioeconômicos (Nese), da Universidade Santa Cecília, Jorge Manuel de Souza Ferreira, é possível perceber também a migração natural dos homens santistas – que buscam oportunidades fora, principalmente, na Capital. “Esta busca por vagas em outros municípios, estados ou mesmo países é algo que ainda acontece mais entre os homens”, ressalta.
Já de acordo com o demógrafo Miguel Borges isto realmente ocorre, porém os últimos dados sobre migração não mostram um grande diferencial por sexo na Cidade. “Desta forma, o maior número de mulheres no município é realmente devido ao diferencial de mortalidade entre os sexos, aliado à terceira idade”, explica.
O demógrafo acredita que este efeito migratório pode começar a acontecer realmente nos próximos anos, com as novas vagas que surgirão em razão da cadeia de gás e petróleo, principalmente com a migração de homens para a Cidade. “A diferença, principalmente na faixa etária das pessoas profissionalmente ativas, pode começar a dar uma equilibrada”, acredita.
No mercado de trabalho, mulheres ainda são minoria
Mesmo sendo maioria na Cidade após os 20 anos, as mulheres ainda são minoria no mercado de trabalho. Dado que pode ser confirmado pela último levantamento realizado pelo Núcleo de Pesquisas e Estudos Socioeconômicos (Nese), da Universidade Santa Cecília, em setembro do ano passado (veja quadro ao lado).
De acordo com o pesquisador e coordenador Jorge Manuel de Souza Ferreira, ainda existe uma preferência dos empregadores por contratar homens. “Esta restrição é algo histórico, que já está mudando, mas muitos ainda continuam com receio em relação a contratar mulheres em idade fértil por conta do período de licença, entre outros fatores. Muitas vezes, mesmo em condições de igualdade para disputar a vaga, elas ainda acabam perdendo para o sexo oposto por motivos como este”, explica.
“No geral, a maior taxa de desemprego acontece na faixa dos 16 aos 24 anos, principalmente, por conta da escolaridade. É necessário que todos busquem se qualificar. Analisar o que o mercado está precisando e na sua área buscar cada vez mais aperfeiçoamento”, explica. Entre os desempregados, por exemplo, 3,45% das mulheres possuem o Ensino Fundamental incompleto. Já em relação ao Ensino Médio incompleto o número de homens sobe para 15,15% contra apenas 3,45% de mulheres. Em nível superior, existem mais mulheres desempregadas com diploma (17,24%), do que homens (9,09%).
A pesquisa mostra que o grau de escolaridade e a procura por qualificação da mulher é maior. “O que pode ser analisado nos bancos escolares na busca por qualificação”, explica. Neste sentido, Jorge Manuel acredita que a situação pode ficar mais equilibrada nos próximos anos.
Boqnews
Enhanced by Zemanta

Jardim Botânico e Engenho dos Erasmos, atrações de linha turística

Que tal conhecer a segunda maior área verde da cidade, em passeio monitorado que destaca diversas curiosidades de espécies vegetais, algumas ameaçadas de extinção? E ainda as ruínas de um engenho, cuja história está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico da região e à exportação de produtos, em pleno século 16? Para completar, das 15h30 às 17h, haverá, no espaço do engenho, mais uma edição do projeto Viola Caipira, com o grupo Viola Arranjada, de Campinas.

A Linha Conheça Santos-Zona Noroeste está recheada de atrações, sábado (19), passeio que começa às 15h30, com saída do Posto de Salvamento 3 (Praia do Gonzaga), e envolve o Jardim Botânico Chico Mendes e as ruínas do Engenho de São Jorge dos Erasmos, considerado a primeira multinacional do país. É necessário fazer reserva antecipada , entre 13 e 14h30, pelo telefone 3289-3674 e o roteiro fica suspenso em caso de chuva.

O roteiro, com tarifa a R$ 10,00 e 2h30 de duração, envolve subida pelo Morro da Nova Cintra, com o micro-ônibus alcançando depois a Caneleira, na Zona Noroeste. Durante o trajeto, um guia de turismo da Setur (Secretaria de Turismo) chama a atenção para a variedade de cenários do passeio, sobretudo vistas da cidade de novos ângulos.

O passeio no jardim botânico é monitorado por técnico do parque, que destaca as peculiaridades de vários espécimes. A linha é realizada graças à parceria entre as secretarias de Turismo e de Meio Ambiente.

Enhanced by Zemanta

Aquário bate recorde de visitas

Nada menos que 15.474 visitantes estiveram no Aquário entre sábado e terça, aproveitando o fim de semana prolongado pelo feriado da Proclamação da República. A cidade recebeu 310.143 turistas, segundo a Setur (Secretaria de Turismo). A ocupação da rede hoteleira chegou a 72% em 10 estabelecimentos contatados pela secretaria.

O Memorial das Conquistas do Santos FC foi o segundo equipamento mais visitado, com 3.350 pessoas, seguindo-se o bonde turístico, com 1.600 passageiros; Museu de Pesca, 1.460; Monte Serrat, 581; Pinacoteca Benedicto Calixto, 135, e Pantheon dos Andradas, com 123. As linhas Conheça Santos (city tour) e Conheça Santos-Morros registraram 113 e 16 passageiros, respectivamente.

O PIT (Posto de Informações Turísticas) da Rodoviária foi o que registrou maior procura, atendendo 52 pessoas, enquanto o Disk Tour 0800-173887 teve 50 ligações. O PIT Mauá realizou 34 atendimentos; o do Gonzaga (instalado provisoriamente no Posto de Salvamento 3), 16, e o posto instalado no Parque Roberto Mário Santini (emissário), 13. Já a Central Metropolitana de Informações Turísticas acusou 23 atendimentos.

Enhanced by Zemanta

Santos oferece roteiro cultural no feriado prolongado

Eventos gratuitos a preços populares nas áreas de literatura, música e dança serão realizados em vários pontos neste final de semana prolongado. Veja os destaques da programação.

Livros e poesia
Para os amantes da literatura, neste sábado (12), das 9h às 14h, acontece no Poupatempo (Rua João Pessoa, 246, Centro Histórico), o projeto Leia Santos – um incentivo à leitura’. Domingo (13), às 15h, na Biblioteca Municipal Mário Faria (posto 6, praia da Aparecida), haverá o ‘Encontro Literário’ com o Clube Poetas do Litoral. Entrada franca.

‘Fábrica de chocolate’
O ambiente sombrio, medo e violência de momentos obscuros da nossa história serão revividos neste sábado, às 21h, no Teatro Guarany, com o espetáculo a ‘Fábrica de chocolate – os porões da ditadura na visão dos torturadores’. Os ingressos, gratuitos, devem ser retirados uma hora antes da peça na bilheteria (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico). Informações: 3219-3828.

‘Baile na Praia’
A atração de domingo do projeto ‘Baile na Praia’ é Johnny Brazilian Band, das 18h às 22h, na Fonte do Sapo (praia da Aparecida). Em caso de chuva, o evento será cancelado. Iniciativa: prefeitura.

Seletiva
Interessados em participar de especial de fim de ano da Rede Globo podem se inscrever na seletiva nos próximos dias 15 e 22. O coreógrafo Ricardo Andrade aguarda os inscritos a partir das 19h30, no Teatro Municipal Braz Cubas (Avenida Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). A apresentação será no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Informações: 7815-5847.

Balé
Por R$ 2,00, pode ser conferido no Coliseu, na terça (15) e quarta-feira, às 20h, o espetáculo ‘Abacadá – Turnê 2011’, da Cia. de dança Cisne Negro. Direção artística: Hulda Bittencourt. As entradas estão à venda na bilheteria do teatro (Rua Amador Bueno, 237), das 14h às 19h. Informações: 3226-8000.

 

Enhanced by Zemanta

Feriado em Santos é sinônimo de lazer e cultura

Em todos os cantos da cidade não faltam opções de lazer nesse feriado prolongado, muitas delas de graça. E só montar a programação e ir para as ruas, onde há entretenimento para crianças, centros de compras, exposições, passeios e visitas monitorados. Um dos destaques é a 24ª Feira de Orquídeas, que acontece no Jardim Botânico (Rua João Fraccaroli s/nº, Bom Retiro), que por si só já é uma atração com 90 mil m², com muito verde, alamedas, playground e lagos.

As novidades da mostra podem ser conferidas na sala de exposições do parque. As orquídeas são vendidas a partir de R$ 5,00. Para essa edição, serão apresentadas a orquídea ‘Freira-velada’, cujo formato lembra o capuz de freira, e a Renanthera, de cor vermelha, além das tradicionais.

Os visitantes poderão aproveitar para tirar dúvidas sobre o plantio e comprar vasos plásticos, adubo químico e orgânico, caixeta e substrato para orquídeas.

No Centro Histórico, pode-se começar pelo Pantheon dos Andradas (Praça Barão do Rio Branco s/nº), onde estão os restos mortais de José Bonifácio de Andrada e Silva, Patriarca da Independência do Brasil, e de seus irmãos Antonio Carlos, Martim Francisco e padre Patrício Manuel.

A Linha Turística do Bonde (Praça Mauá) promove um passeio de 5km, passando por 40 pontos de interesse turístico e histórico, com acompanhamento de guia de turismo.

Outra alternativa é a visita monitorada ao Palácio José Bonifácio, sede da prefeitura, que inclui os lustres de cristal da Bohêmia; salão nobre decorado em estilo Luís XVI; e a Sala Princesa Isabel, com seus quatro vitrais.

Do outro lado da cidade, na orla, a diversão também é garantida nos 7 km de praias, que atendem banhistas e esportistas; e a ciclovia margeando o jardim – considerado o maior de orla marítima segundo o Guinness Book (livro dos recordes). Ali ficam diversas atrações. A mais visitada é o Aquário (Praça Luiz La Scala s/nº, Ponta da Praia), com espécies raras de diversas partes do mundo.

As exposições tradicionais ‘Concha das Artes’ (em frente aa Concha Acústica, Gonzaga) e ‘Jardim das Artes’ (em frente ao Aquário, na Ponta da Praia) apresentam as novidades dos artistas da região. E a Gibiteca Marcel Rodrigues Paes (Posto 5) também faz parte do rol de atrativos da orla e oferece 15 mil gibis, mangás e livros dos cartunistas Angeli e Glauco, além de Maurício de Sousa.

Já quem quer partir para as compras encontra na cidade uma boa variedade de centros comerciais: três shoppings, galerias e ruas praticamente dedicadas ao comércio e à gastronomia, a maior parte concentrada no bairro do Gonzaga.

 

santos.sp.gov.br/