Museu do Mar e Museu Marítimo – Santos

Dois museus vizinhos localizados no bairro da Ponta da Praia que desvendam curiosidades sobre o mundo marinho, navios e piratas.

Museu Marítimo

Ao som da antigas canções entoadas por marinheiros, o visitante embarca em uma viagem pelos mares a bordo de embarcações históricas em companhia de marinheiros e piratas.

Inaugurado no dia 17 de dezembro de 2005 possui um dos mais importantes acervos de história marítima e arqueologia submarina do país.

Com grande coleção privada espalhada em seus dois pavimentos, o visitante irá conhecer a história de embarcações famosas, naufrágios ocorridos na costa brasileira, modelos de navios e diversos materiais resgatados no fundo do mar.

Em seu acervo possui:

  • Relíquias resgatadas em navios naufragados ao longo da costa brasileira;
  • Material resgatado do navio espanhol “Príncipe de Astúrias”, o maior naufrágio do Brasil.Peças originais recuperadas do navio pirata francês “Boloret”, afundado em Paranaguá (PR) no ano de 1718.
  • Antigos equipamentos de mergulho.
  • pinturas a óleo sobre tela, de autoria de Carlos Alfredo Hablitzel, retratando célebres episódios navais da história brasileira.
  • Modelos e maquetes de caravelas, galeões e outros navios famosos, como o H.M.S. Titanic.
  • Grande modelo construído por ex-tripulante do “Windhuk”, navio alemão que entrou no Porto de Santos disfarçado de embarcação japonesa, no início da II Guerra Mundial.
  • Produtos provenientes de navios à vela e a vapor, que chegavam ao Porto de Santos durante o século XIX – garrafas, produtos farmacêuticos e de perfumaria, artigos de escritório, cachimbos, objetos de uso pessoal, etc.
  • Coleção de medalhas comemorativas das Marinhas do Brasil e exterior.
  • Objetos de serviço de bordo de companhias marítimas de diversas nacionalidades.
  • Representações personificadas de piratas, marujos e comandantes, como o capitão Smith, do Titanic.
  • E muitas outras atrações!

Museu do Mar

Inaugurado no dia 30 de junho de 1984 possui um dos maiores acervos de espécies marinhas em exposição pública no Brasil.

Abriga curiosidades do mundo subaquático, animais preservados em formol e  taxidermizados. Os visitantes poderão ver o maior tubarão baleia do mundo, único em exposição na América do Sul.

Oferece cursos de mergulho e taxidermia.

Seu acervo é composto de:

  • Diversas espécies de tubarões da costa brasileira.
  • Tubarão-Baleia, com quase 6 metros de comprimento e mais de 1 tonelada.
  • Tubarão-Anão, o menor do mundo, com 24 cm de comprimento.
  • O raríssimo tubarão Odontaspis noronhai – somente três em exposição no mundo.
  • Grandes dentes fossilizados do Carcharodon megalodon, tubarão pré-histórico que viveu há 30 milhões de anos.
  • Mandíbulas dos mais perigosos tubarões do Brasil.
  • O Albatroz-viajeiro, a maior ave marinha do mundo, com aproximadamente 3 metros de envergadura, originária do Atlântico Sul.
  • Belíssima coleção de conchas marinhas do Brasil e exterior.
  • A gigantesca concha marinha Tridacna gigas, medindo 1 metro de comprimento e pesando 148 Kg.
  • Uma lula de 15 Kg!
  • O curioso peixe-lua (254 Kg)
  • O Marlin-Azul (ou Agulhão-Negro), peixe oceânico com 3 metros de comprimento e 350 Kg.
  • Esponjas, corais, crustáceos, etc.

Museu do Mar/ Museu Marítimo

Funcionamento:Todos os dias 9h as 18h.

Museu do Mar – Rua República do Equador, 81 – Ponta da Praia – Santos – São Paulo

Museu Marítimo – Avenida Governador Fernando Costa, 343 – Ponta da Praia – Santos – São Paulo

Informações: (13) 3261-4808

Localização: A três quadras do Mercado de Peixes, da Ponta da Praia.

Valor  da entrada: R$ 20,00 para os dois museus

R$ 15,00 para grupos (acima de 30 pessoas) previamente agendado

Anúncios

Seis museus de Santos recebem Plano de Comunicação

instituto de pesca

Representantes de museus da Baixada Santista receberam, em reunião na Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, na última terça-feira (12), o Plano de Comunicação Institucional elaborado especificamente para equipamentos artísticos da região. O evento teve a presença do secretário estadual de Cultura, Marcelo Mattos Araújo.

Em Santos, foram contemplados os museus do Instituto de Pesca, do Mar, Marítimo, Memorial das Conquistas, do Porto e a Pinacoteca Benedicto Calixto.

O Plano de Comunicação Institucional, elaborado por técnicos do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) e Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari (ACAM Portinari), busca ampliar o acesso a estes locais e também apontar sua diversidade de atrações e riqueza cultural. A iniciativa faz parte do Programa de Modernização dos Museus Paulistas e aborda melhorias no atendimento ao público e nova identidade visual desses espaços.

A confecção de material de divulgação dos equipamentos da região, denominada Orla Cultural, também esteve na pauta. A iniciativa será lançada em data a ser definida.

Enhanced by Zemanta

Museu do Mar – Santos

O Museu do Mar é uma entidade única no Brasil, de iniciativa privada, sem finalidade lucrativa, tendo como principal objetivo o aperfeiçoamento cultural e intelectual da comunidade pelo estudo sistemático das ciências do mar.

Seu acervo é conhecido no mundo inteiro por pesquisadores, institutos oceanográficos e demais instituições congêneres – com os quais mantém a entidade permanente intercâmbio científico -, sendo considerado pela comunidade especializada um dos mais completos e diversificados da América Latina.

O Museu do Mar foi inaugurado – e aberto oficialmente à visitação pública – no dia 30 de junho de 1984, fruto da iniciativa pessoal de seus idealizadores, o casal Quíncio Francisco Ferreira e Carmen Alonso Ferreira que, juntamente com seu filho, o biólogo marinho Luiz Alonso Ferreira – diretor-presidente da entidade desde sua fundação – iniciaram na década de 1960 o trabalho de coleta das espécies, pesquisa e organização do acervo.

Sediado em Santos, o Museu do Mar localiza-se à Rua República do Equador, nº 81, no bairro da Ponta da Praia, no mesmo local em que teve origem a criação da instituição. Até o presente momento, quase 1.000.000 de pessoas (brasileiros e estrangeiros de diversos países) já visitaram a entidade.

No prédio, em estilo colonial, amplo salão abriga o rico acervo, disposto através de uma dinâmica de apresentação interna que favorece a exposição lógica e clara, em ordem evolutiva, dos principais grupos marinhos – tudo em modernas vitrines e painéis.

Cerca de 90% do material apresentado vem do exterior, proporcionando aos visitantes uma visão geral de animais não somente do Brasil, mas de diversos mares e oceanos do planeta. Aquários de rochas vivas com coloridas espécies de peixes e invertebrados dos recifes de corais tornam o ambiente mais alegre e descontraído, atraindo a atenção e curiosidade de crianças, jovens e adultos.

Investindo em seu caráter científico e educacional, o Museu do Mar possui ainda biblioteca especializada com aproximadamente 2.000 volumes versando sobre os mais variados assuntos ligados ao mar, laboratório para estudos e pesquisas científicas e área para trabalhos de taxidermia – embalsamamento de animais marinhos. Conta também com uma sala de vídeo; sua videoteca reúne cerca de 100 títulos de documentários e filmes relativos aos temas biologia marinha e ecologia.

Atrações

No Museu do Mar você conhecerá de perto um dos maiores acervos de espécies marinhas em exposição pública no Brasil. Veja um pouco do que você vai encontrar:

  • Diversas espécies de tubarões da costa brasileira.
  • Tubarão-Baleia, com quase 6 metros de comprimento e mais de 1 tonelada.
  • Tubarão-Anão, o menor do mundo, com 24 cm de comprimento.
  • O raríssimo tubarão Odontaspis noronhai – somente três em exposição no mundo.
  • Grandes dentes fossilizados do Carcharodon megalodon, tubarão pré-histórico que viveu há 30 milhões de anos.
  • Mandíbulas dos mais perigosos tubarões do Brasil.
  • O Albatroz-viajeiro, a maior ave marinha do mundo, com aproximadamente 3 metros de envergadura, originária do Atlântico Sul.
  • Belíssima coleção de conchas marinhas do Brasil e exterior.
  • A gigantesca concha marinha Tridacna gigas, medindo 1 metro de comprimento e pesando 148 Kg.
  • Uma lula de 15 Kg!
  • O curioso peixe-lua (254 Kg)
  • O Marlin-Azul (ou Agulhão-Negro), peixe oceânico com 3 metros de comprimento e 350 Kg.
  • Esponjas, corais, crustáceos, etc.

Atrações Vivas

  • Aquários com rochas vivas representando o meio ambiente marinho dos recifes de corais.
  • Coloridas espécies de peixes ornamentais dos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico.
  • Espécies que inspiraram os personagens do filme “Procurando Nemo”.  (Nemo, Dori, Anêmona, etc.).

Em Santos, desvende os mistérios das profundezas marinhas. Vá ao encontro de uma infinidade de espécies encontradas nos oceanos de todo o mundo.

 

    Prova de pedestrianismo altera ponto de linha turística

    Em função da segunda etapa da 27ª edição do Campeonato Santista de Pedestrianismo, a Setur (Secretaria de Turismo) transfere domingo (24), às 10h e às 11h, para a Praça da Independência, o ponto da Linha Conheça Santos. Essa segunda etapa é conhecida como Prova dos Bombeiros e contará com 331 inscritos dessa corporação, 40 dos quais já disputaram a primeira fase.

    O ponto retorna ao seu local habitual, na Praça das Bandeiras, também no Gonzaga, a partir da saída das 12h, prosseguindo até o último roteiro, marcado para as 16h.

    A linha é um city tour por mais de 40 pontos de interesse turístico e cultural, havendo possibilidade de desembarque – e posterior reembarque – em 11 equipamentos: Parque Roberto Mário Santini, Orquidário, Memorial das Conquistas do SFC, Palácio Saturnino de Brito, Complexo Turístico do Monte Serrat, Praça Mauá/Bolsa de Café, museus do Mar e Marítimo, Aquário, Feir’Art da Praça Caio Ribeiro de Morais e Silva e Pinacoteca Benedicto Calixto. O roteiro contempla ainda o Museu de Pesca, fechado para manutenção.

     

    Enhanced by Zemanta

    Cidade oferece alternativas de diversão longe da folia

    Santos também é o lugar ideal para quem quer se divertir longe da folia. Praias, parques, museus e programação cultural são as opções nos dias de Carnaval. Para começar, as sete praias margeadas pelo maior jardim de orla marítima do mundo são diversão certa para todas as idades.

    Ainda à beira-mar, a pedida é o Cine Arte Posto 4, junto ao canal 3. Com sessões diárias às 16h, 18h30 e 21h e ingressos a R$ 3,00 (inteira) e R$ 1,50 (meia), exibe durante o Carnaval a comédia dramática Românticos Anônimos (França-Bélgica). No sábado (18), outra alternativa é o projeto Chorinho no Aquário (Ponta da Praia), que apresenta, a partir das 19h, roda de choro e samba do Movimento Sincopado.

    Também na orla estão a Biblioteca Mário Faria (Posto 6, praia da Aparecida, sábado e domingo, das 9h às 13h), com acervo de livros, jornais e revistas; e a Gibiteca Marcel Rodrigues Paes (Posto 5, praia do Boqueirão, sábado, das 9h às 19h e domingo, das 9h às 14h), com mais de 15 mil gibis.

    Com obras de arte e exposições, a Pinacoteca Benedicto Calixto (Av. Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão) estará aberta no sábado, das 14h às 19h, retornando na quarta-feira de Cinzas, no mesmo horário. A entrada é gratuita.

    Atração mais visitada da cidade, o Aquário Municipal funciona de sábado a terça, das 9h às 19h45, fechando na quarta. A atração do parque é o leão-marinho Abaré Inti. Ingressos a R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,50 (meia).

    A Ponta da Praia também concentra os museus de Pesca (Av. Bartolomeu de Gusmão, 192, sábado e domingo, das 10h às 18h, ingressos a R$ 2,00 e R$ 1,00,) e o Museu do Mar (Rua República do Equador, 81, diariamente, das 9h às 18h, entradas a R$ 10,00 e R$ 15,00), com exposição de peixes, conchas, tubarões e baleias.

    O Centro Histórico reserva passeio no bonde turístico, que circula diariamente nos dias de folia, das 11h às 17h, com ingressos a R$ 5,00 e R$ 2,50. Os bondes saem da Praça Mauá (Estação ‘Buck Jones’) e passam por 40 pontos de interesse histórico e cultural. No bairro, vale visitar ainda a Bolsa Oficial do Café (Rua XV de Novembro, 95), seja para conhecer o Museu dos Cafés do Brasil ou para provar a bebida oficial da cidade. Com exceção da quarta-feira, o local estará aberto no sábado, segunda e terça, das 9h às 17h, e domingo, das 10h às 17h, com entrada a R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,50 (meia).

    Se o objetivo for o contato com a natureza, o Jardim Botânico Chico Mendes (Rua João Fraccaroli s/n°, Bom Retiro, diariamente, das 8h às 18h, com entrada franca) é o lugar ideal, concentrando 90 mil m² de área verde, a segunda maior da cidade. O parque tem espaço para caminhadas, playground e lagos para contemplação. No Morro da Nova Cintra, a Lagoa da Saudade também proporciona ao visitante momentos de tranquilidade.

    Enhanced by Zemanta

    Outras paisagens santistas

    As praias, o Aquário, o Museu de Pesca e a Pinacoteca, entre outras, são as atrações turísticas mais conhecidas de Santos. Mas há uma série de outros locais bem interessantes que muitas vezes passam despercebidos pelos próprios moradores da Cidade. Para ajudar a desbravar estes lugares, foi criada a linha “Conheça Santos- Zona Noroeste”, que circula dois sábados por mês (o próximo acontece dia 17). O passeio dura 2h30. Durante o trajeto, um guia de turismo da Setur (Secretaria de Turismo) chama a atenção para a variedade de cenários do passeio, sobretudo vistas da cidade de novos ângulos.

    Entre os locais a ser visitados, estão o Jardim Botânico Chico Mendes, uma grande área verde com 90 mil metros quadrados, que abriga cerca de 330 espécies vegetais, 100 metros de alamedas asfaltadas, três lagos e um viveiro de mudas com espécies da Mata Atlântica.

    A linha “Conheça Santos- Zona Noroeste” passa também pelo Engenho dos Erasmos, uma construção de 1534, auge do ciclo da cana-de-açúcar no Brasil. Segundo os pesquisadores da USP, que desenvolvem um trabalho arqueológico no local, é o engenho mais antigo e conservado do país. Durante 70 anos, ele fabricou e exportou açúcar e rapadura. Funcionava 24 horas por dia, pois dispunha de moenda hidráulica, operada por 130 escravos índios. O Engenho dos Erasmos pode ser considerado o primeiro empreendimento multinacional do Brasil, pois seus proprietários eram belgas.

    Outras atrações do passeio estão nos morros: no Nova Cintra, os passageiros podem conhecer a Lagoa da Saudade, que conta com diversos equipamentos de lazer e também com apresentações de grupos de dança cigana; no São Bento, há o Centro Turístico, Cultural e Esportivo do Morro São Bento, onde o Rancho Típico Madeirense apresenta músicas típicas e podem ser comprados bordados e doces portugueses.

    A tarifa do passeio, feito em micro-ônibus com ar condicionado, custa R$ 10. É necessário fazer reserva a partir das 13h, no PIT (Posto de Informações Turísticas ) do Gonzaga, que funciona no bonde da Praça das Bandeiras, ou pelo telefone 3289-3674. O trajeto conta com monitoria de guia da Setur (Secretaria de Turismo) e, em caso de chuva, o passeio é suspenso.

    CONHEÇA TAMBÉM:

    Santos F.C. – Em clima de expectativa para a grande decisão do Mundial de Clubes, passeio extremamente atraente é o Memorial das Conquistas. Instalado no andar térreo do Estádio Urbano Caldeira, na Vila Belmiro, o local conta com troféus, camisas, flâmulas, documentos, uniformes, bolas, fotos ampliadas em tamanho natural e recursos multimídia que contam a trajetória do time que imortalizou Pelé e agora conta com o brilho do genial Neymar.  Aberto de terça a domingo, das 9h às 19h, e às segundas-feiras, das 13h às 19h. Agendamento de visitas monitoradas e em grupo pelos telefones 3257-4099 e 3257-4100, ou pelo e-mail  memorial@santosfc.com.br. Rua Princesa Isabel, nº 77, Vila Belmiro.

    Museu De Vaney – Outro local indicado para quem gosta de esportes é o museu que abriga o acervo do mais célebre cronista esportivo de Santos e também com a coleção de mais de 500 troféus conquistados em competições esportivas da cidade a partir de 1939. Possui também acervo fotográfico, biblioteca e hemeroteca. Funciona de segunda a sexta, das 8 às 18h. Entrada franca. Praça Engenheiro José Rebouças, s/nº, Ponta da Praia. Tel. 3269-8090.

    Museu do Mar – O maior acervo de conchas do país, incluindo as gigantes, com mais de um metro. Permite uma visão geral dos principais grupos marinhos do Brasil e de várias partes do mundo. Destaques para o tubarão-baleia, com 6 metros de comprimento, tubarão-anão adulto de 24 cm, além de tubarões xifópagos (um corpo e duas cabeças). Funciona diariamente, das 9h às 18h. Ingressos a R$ 10,00 (no caso de visita também ao Museu Marítimo, o preço passa a ser de R$ 15,00). Rua República do Equador, 81, Ponta da Praia. Tel. 3261-4808.

    Museu Marítimo- Inaugurado em dezembro de 2005, o Museu Marítimo tem significativo acervo da história marítima e da arqueologia submarina. Podem-se encontrar réplicas de navios e peças recolhidas no fundo do mar, como potes de creme dental, mamadeira de vidro, frascos de perfumes de remédios, também confeccionados com vidros. Para atrair a garotada, há bonecos vestidos de marinheiros e piratas. Funciona diariamente das 9h às 18h. Ingresso a R$ 10,00. Endereço: Av. Governador Fernando Costa nº 343, Ponta da Praia. Tel. 3271-4808.


    BANHO DE MAR INCLUSIVO

    Seis cadeiras anfíbias adaptadas estão à disposição, gratuitamente, de portadores de deficiência física, para ajudá-los no banho de mar. Trata-se do programa “Praia Acessível”, que estará disponível na praia do Boqueirão, ao lado do canal 3, até maio, aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. Os interessados devem se dirigir à barraca armada no local pelo tablado de madeira ao lado da mureta do canal. Após breve cadastro, o deficiente poderá usar gratuitamente a cadeira especial, sob supervisão de um fisioterapeuta. O “Praia Acessível” é resultado de uma parceria do Governo do Estado com a Prefeitura.

     

    Jornal da Orla

    Enhanced by Zemanta