Museu do Mar e Museu Marítimo – Santos

Dois museus vizinhos localizados no bairro da Ponta da Praia que desvendam curiosidades sobre o mundo marinho, navios e piratas.

Museu Marítimo

Ao som da antigas canções entoadas por marinheiros, o visitante embarca em uma viagem pelos mares a bordo de embarcações históricas em companhia de marinheiros e piratas.

Inaugurado no dia 17 de dezembro de 2005 possui um dos mais importantes acervos de história marítima e arqueologia submarina do país.

Com grande coleção privada espalhada em seus dois pavimentos, o visitante irá conhecer a história de embarcações famosas, naufrágios ocorridos na costa brasileira, modelos de navios e diversos materiais resgatados no fundo do mar.

Em seu acervo possui:

  • Relíquias resgatadas em navios naufragados ao longo da costa brasileira;
  • Material resgatado do navio espanhol “Príncipe de Astúrias”, o maior naufrágio do Brasil.Peças originais recuperadas do navio pirata francês “Boloret”, afundado em Paranaguá (PR) no ano de 1718.
  • Antigos equipamentos de mergulho.
  • pinturas a óleo sobre tela, de autoria de Carlos Alfredo Hablitzel, retratando célebres episódios navais da história brasileira.
  • Modelos e maquetes de caravelas, galeões e outros navios famosos, como o H.M.S. Titanic.
  • Grande modelo construído por ex-tripulante do “Windhuk”, navio alemão que entrou no Porto de Santos disfarçado de embarcação japonesa, no início da II Guerra Mundial.
  • Produtos provenientes de navios à vela e a vapor, que chegavam ao Porto de Santos durante o século XIX – garrafas, produtos farmacêuticos e de perfumaria, artigos de escritório, cachimbos, objetos de uso pessoal, etc.
  • Coleção de medalhas comemorativas das Marinhas do Brasil e exterior.
  • Objetos de serviço de bordo de companhias marítimas de diversas nacionalidades.
  • Representações personificadas de piratas, marujos e comandantes, como o capitão Smith, do Titanic.
  • E muitas outras atrações!

Museu do Mar

Inaugurado no dia 30 de junho de 1984 possui um dos maiores acervos de espécies marinhas em exposição pública no Brasil.

Abriga curiosidades do mundo subaquático, animais preservados em formol e  taxidermizados. Os visitantes poderão ver o maior tubarão baleia do mundo, único em exposição na América do Sul.

Oferece cursos de mergulho e taxidermia.

Seu acervo é composto de:

  • Diversas espécies de tubarões da costa brasileira.
  • Tubarão-Baleia, com quase 6 metros de comprimento e mais de 1 tonelada.
  • Tubarão-Anão, o menor do mundo, com 24 cm de comprimento.
  • O raríssimo tubarão Odontaspis noronhai – somente três em exposição no mundo.
  • Grandes dentes fossilizados do Carcharodon megalodon, tubarão pré-histórico que viveu há 30 milhões de anos.
  • Mandíbulas dos mais perigosos tubarões do Brasil.
  • O Albatroz-viajeiro, a maior ave marinha do mundo, com aproximadamente 3 metros de envergadura, originária do Atlântico Sul.
  • Belíssima coleção de conchas marinhas do Brasil e exterior.
  • A gigantesca concha marinha Tridacna gigas, medindo 1 metro de comprimento e pesando 148 Kg.
  • Uma lula de 15 Kg!
  • O curioso peixe-lua (254 Kg)
  • O Marlin-Azul (ou Agulhão-Negro), peixe oceânico com 3 metros de comprimento e 350 Kg.
  • Esponjas, corais, crustáceos, etc.

Museu do Mar/ Museu Marítimo

Funcionamento:Todos os dias 9h as 18h.

Museu do Mar – Rua República do Equador, 81 – Ponta da Praia – Santos – São Paulo

Museu Marítimo – Avenida Governador Fernando Costa, 343 – Ponta da Praia – Santos – São Paulo

Informações: (13) 3261-4808

Localização: A três quadras do Mercado de Peixes, da Ponta da Praia.

Valor  da entrada: R$ 20,00 para os dois museus

R$ 15,00 para grupos (acima de 30 pessoas) previamente agendado

Museus Santistas

cafe Captura de tela inteira 13042013 153434.bmp Captura de tela inteira 13042013 153604.bmp conquistas pinacoteca porto miss maritimo de vaney

Seis museus de Santos recebem Plano de Comunicação

instituto de pesca

Representantes de museus da Baixada Santista receberam, em reunião na Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, na última terça-feira (12), o Plano de Comunicação Institucional elaborado especificamente para equipamentos artísticos da região. O evento teve a presença do secretário estadual de Cultura, Marcelo Mattos Araújo.

Em Santos, foram contemplados os museus do Instituto de Pesca, do Mar, Marítimo, Memorial das Conquistas, do Porto e a Pinacoteca Benedicto Calixto.

O Plano de Comunicação Institucional, elaborado por técnicos do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) e Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari (ACAM Portinari), busca ampliar o acesso a estes locais e também apontar sua diversidade de atrações e riqueza cultural. A iniciativa faz parte do Programa de Modernização dos Museus Paulistas e aborda melhorias no atendimento ao público e nova identidade visual desses espaços.

A confecção de material de divulgação dos equipamentos da região, denominada Orla Cultural, também esteve na pauta. A iniciativa será lançada em data a ser definida.

Enhanced by Zemanta

Museu do Café promove degustação, oficinas e jogos na praia

cafe

O Museu do Café, em parceria com a Prefeitura de Santos, leva um pouco da história deste grão para a orla, com o projeto Museu do Café vai à praia. Entre as diversas atrações estão oficinas, degustação de drinks e exposição de objetos históricos.A programação, gratuita, será realizada até o dia 30 deste mês, em uma tenda personalizada montada no Gonzaga.

Entre os destaques estão as atividades educativas e os jogos temáticos, que serão promovidos todos os dias e prometem entreter a garotada. Para quem gosta de apreciar um bom café, nesta quinta-feira e nos próximos dias 17 e 24, às 17 horas, o barista da Cafeteria do Museu do Café, André Almeida, dará dicas de preparo da bebida.

Neste sábado e no próximo dia 19, também às 17 horas, a programação oferece uma degustação de drinks gelados à base de café. Além de provar a bebida, o visitante poderá conhecer um pouco mais da história do produto. Serão expostos objetos históricos, como um torrador de bola e um moedor da primeira metade do século 20.

Oficinas

A tenda de praia do Museu do Café realizará duas oficinas especiais. Em uma atividade de três horas, a oficina de escultura de areia será desenvolvida no dia próximo dia 18, a partir das 15 horas. A aula será conduzida pelo professor universitário e artista plástico Gilson de Melo Barros, que ensinará métodos e dicas de como criar e preservar esculturas feitas com água do mar e areia.

Para registrar os bons momentos dessas férias, no dia 20, às 15 horas, quem estiver na praia do Gonzaga poderá participar da oficina de fotografia. Os inscritos deverão levar sua própria câmera fotográfica. O espaço do Museu do Café vai à praia funciona na praia do Gonzaga, sempre das 10h30 às 17h30.

 

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

Museu do Café tem Programação Especial na Semana Nacional dos Museus

O Museu do Café, localizado na Bolsa Oficial de Café, Centro Histórico de Santos, ficará aberto para visitação gratuita na sexta-feira (18), em comemoração à Semana Nacional dos Museus, que acontece de 14 a 20 deste mês.

No período de 14 a 20 de maio o equipamento contará com programação especial. Entre as atrações destaca-se a mostra interativa batizada de Cinco Sentidos do Café. A visita monitorada abordará, a cada espaço expositivo, um dos cinco sentidos – visão, paladar, olfato, tato e audição – sentidos esses provocados por uma das bebidas mais populares do planeta e da qual o porto de Santos é o maior exportador mundial.

Para debater o protagonismo da cidade em diferentes épocas, às 19h de quinta-feira ( 17) será realizada a mesa redonda “O café e o pré-sal em Santos”. O encontro entre arquitetos, historiadores e cientistas sociais tratará das mudanças urbanísticas em andamento no município a fim de se adaptar ao crescimento proporcionado pelas atividades do pré-sal, comparado àquele observado no início do século passado, quando Santos se tornou a capital mundial dos negócios do café. A participação no debate é gratuita, com vagas limitadas a 40 participantes.

Os interessados devem se inscrever pelo telefone (13) 3213-1750. A agenda de eventos prevê, ainda, exibição de filmes no espaço da cafeteria, além de exposição de painéis sobre a trajetória do café no Brasil e a relação com o porto e a cidade.

A programação da Semana Nacional dos Museus teve como inspiração o tema proposto pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram): “Museus em um Mundo em Transformação – Novos desafios, novas inspirações”. A celebração vai mobilizar 1.100 organizações culturais em 553 cidades de todo o País, totalizando mais de 3.400 atividades,

O Museu do Café fica na rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. O horário de funcionamento é de terça a sábado das 9 às 17 horas, e aos domingos entre 10 e 17 horas. Os ingressos para visitação custam R$ 5, 00. Estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam meia-entrada. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado, das 8 às 18 horas, e aos domingos, entre 10 e 18 horas.

Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br.

Boqnews

Enhanced by Zemanta

Revista Ceciliana sobre Patrimônio Cultural será lançada na 10ª Semana Nacional de Museus

 Semana Nacional de Museus acontece anualmente para comemorar o Dia Internacional de Museus, no dia 18 de maio. A iniciativa é do Instituto Nacional de Museus (IBRAM) em parceria com instituições de todo o Brasil. Neste ano, a sua 10ª edição ocorrerá entre os dias 14 e 20 de maio, quando instituições museológicas e culturais promoverão eventos em torno do tema Museus em um Mundo em Transformação – novos desafios, novas inspirações.

Em Santos, a Semana acontece com a participação da Universidade Santa Cecília (Unisanta), por meio do Espaço Cultural Unisanta e do curso de Pós–Graduação em Patrimônio Cultural, Memória e Preservação.
m dos destaques da programação é o lançamento de uma edição especial da Revista Ceciliana digital, com o tema Patrimônio Cultural, Memória e Preservação.  A revista conta com 14 artigos, além de relatos de experiência, formas visuais, textos opinativos e contos desenvolvidos por alunos e professores do Curso de Pós-Graduação da Unisanta.

Para a coordenadora do curso, a Prof.ª Dra. Ana Kalassa El Banat, a preocupação com a preservação da memória é tão antiga quanto a nossa história enquanto civilização. Nesse contexto, as transformações culturais, mesmo as mais sutis, podem tornar-se inquietantes.

“Essa revista apresenta o resultado parcial de pesquisas realizadas por alunos e professores e demonstra a vasta gama de interesses, problemáticas, hipóteses e resultados desse processo do pensar a cultura, reforçando ainda mais nossa percepção sobre a necessidade constante de nos debruçarmos sobre esse campo de conhecimento, questionando seus saberes, suas formas e suas forças”, destaca Ana.

Programação

A abertura acontece na próxima segunda-feira (14), às 20 horas, com a mesa-medonda A Leitura de Imagem como proposta para valorização do patrimônio artístico local, com as professoras Ana Paula Silva,  Márcia Santtos e Maria Emília Sardelich. A mediação da mesa será da Prof.ª Dra. Ana Kalassa El Banat, no Consistório da Unisanta, no térreo do Bloco M, localizado na Rua Oswaldo Cruz, 277.

O lançamento da Revista Ceciliana será na quinta-feira (17), às 19 horas, com a abertura da Exposição do Grupo de Gravura Mariana Quito e apresentação do Quarteto de Cordas Martins Fontes, no Espaço Cultural Unisanta – Galeria de Arte, no térreo do Bloco M.

Na sexta-feira (18), às 19h30, será ministrada a Palestra A salvaguarda e a organização de acervo para preservação do patrimônio arqueológico local e a visita guiada ao Centro Regional de Pesquisas Arqueológicas (CERPA), com o Prof. Pós Dr. Manoel Gonzalez, na Rua Ana Pimentel, 12 – Ponta da Praia.

As atividades até o dia 18/5 são abertas a todos os interessados pelos temas discutidos e para o público em geral, com entrada franca.

Encerrando a semana, os alunos da Unisanta participarão da Oficina Preservação, Conservação e Restauro de bens culturais em suporte papel, no sábado (19), das 9h30 às 17h30, com Kamila Fernandes Vasques e Thiago de Melo Antunes, na Sala de Gravura, no Bloco D, 5º andar, da Unisanta, localizado na Rua Oswaldo Cruz, 266.

Boqnews

Linha turística volta a funcionar no horário normal

Com o fim da temporada de verão, a Linha Conheça Santos volta a funcionar aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h. Desde o dia 20 de dezembro, o roteiro, que envolve cerca de 40 atrações da Zona Leste da cidade, circulava também de terça a sexta, em três horários, para visitas panorâmicas e apenas uma parada no Museu do Café (Centro Histórico).

Agora, a linha turística permite desembarque – e posterior reembarque – no Parque Roberto Mário Santini, Memorial das Conquistas do Santos FC; Palácio Saturnino de Brito (Sabesp), Complexo Turístico do Monte Serrat, Praça Mauá; museus Marítimo, do Mar e de Pesca (atualmente fechado para obras), Aquário e Pinacoteca Benedicto Calixto.

O passeio conta com guia de turismo da Setur (Secretaria de Turismo), que destaca história e curiosidades das atrações. O embarque é na Praça das Bandeiras (Praia do Gonzaga) e a tarifa custa R$ 10,00.

 

Enhanced by Zemanta

Museu do Café homenageia Semana de 1922

Mostra pode ser visitada gratuitamente entre 13 e 27 de fevereiro no espaço da Cafeteria do Museu

No dia 13 de fevereiro, o Museu do Café, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, abre ao público a
exposição temporária “Paulo Prado, a oligarquia cafeeira na Semana de Arte Moderna”, que celebra os 90 anos
do evento que se tornou um marco para o desenvolvimento literário e artístico nacional. A mostra, localizada no
espaço da Cafeteria do Museu, pode ser visitada gratuitamente até o dia 27.

A exposição é formada por três painéis que contextualizam o surgimento do embrião da ideia, sua importância
para o panorama artístico brasileiro, mas, principalmente, o papel fundamental daqueles que financiaram e
viabilizaram a realização da Semana de Arte Moderna no Teatro Municipal de São Paulo, um evento audacioso e dispendioso.

Nesse cenário, entre outros incentivadores e patrocinadores, destaca-se Paulo Prado, homem de negócios,
cafeicultor e conhecedor das ideias mais atuais da época a quem coube o papel de líder do comitê responsável
pelas despesas, atraindo o patrocínio da alta elite paulistana. Sua atuação fez com que Prado ficasse marcado
como o grande promotor da Semana de 1922.

“O movimento de artistas e escritores contou com a solidariedade de alguns poucos homens. Entre eles, Paulo
Prado foi o principal incentivador e articulador. Hoje celebramos noventa anos de um evento que ocorreu graças
às forças de uma elite intelectual e artística em busca de modernidade e aos esforços de uma elite financeira e
cafeicultora, em uma época em que o café movia São Paulo e o Brasil”, explica Marcela Rezek, coordenadora
técnica do Museu do Café.

O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário estendido de
funcionamento, durante a temporada de verão, é de segunda-feira a sábado das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h. Os ingressos para visitação custam R$ 5, estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam meia entrada. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda-feira a sábado das 8h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h.

Mais informações estão disponíveis no endereço http://www.museudocafe.org.br.

Enhanced by Zemanta

Museus de Santos: roteiro de história, cultura e lazer

Além das praias, as férias de verão em Santos são uma boa oportunidade para passeios culturais com a família. A cidade conta com 13 museus distribuídos entre a orla e o Centro Histórico.

Tendo como principal atração o esqueleto de uma baleia Fin, com 23 m de comprimento e 7 toneladas, o Museu de Pesca (Ponta da Praia) é um dos mais visitados. A instituição conta também com sala lúdica que simula um barco; lula gigante, com 5 m de comprimento e 91 quilos – único exemplar em exposição no mundo; além de crustáceos, peixes, moluscos, aves e mamíferos marinhos taxidermizados.

No mesmo bairro estão localizados o Museu do Mar, que exibe um exemplar do raro tubarão Odontaspis noronhai; mandíbulas dos mais perigosos tubarões do Brasil e um peixe-lua de 254 kg; e o Marítimo, com réplicas de embarcações e peças recolhidas de navios afundados, como o espanhol Príncipe de Astúrias; maquetes de caravelas e até do Titanic.

Já o esporte é destaque em três museus: Centro de Memória Esportiva De Vaney, que reúne acervo fotográfico, biblioteca, hemeroteca e uma coleção com 1.328 troféus conquistados por atletas da cidade desde 1939; Memorial das Conquistas do Santos FC, onde é possível conhecer a trajetória do time por meio de filmes e clipes exibidos numa sala que parece um campo de futebol, e até entrar no gramado da Vila Belmiro.

Há também o Museu do Surfe, no Parque Municipal Roberto Mário Santini (emissário submarino), que apresenta a história do esporte em Santos e no mundo. Lá estão 70 pranchas doadas por surfistas renomados, algumas ainda de madeira. O público pode conferir também troféus e medalhas de atletas, fotos e telas pintadas.

Outro lugar que vale uma visita é o Miss (Museu da Imagem e Som de Santos), no Centro de Cultura Patrícia Galvão. Há exposição de equipamentos fabricados no século passado, como gramofone, vitrola, rádio, televisão, máquinas fotográficas e filma¬doras, entre outras peças curiosas.

Centro Histórico
A Bolsa Oficial do Café, prédio imponente de 1922, abriga o Museu dos Cafés do Brasil. Na entrada fica a cafeteria, com grande variedade de tipos e aromas do grão para degustar, e mais à frente, a Sala dos Pregões, em cujo teto está o vitral ‘A visão de Anhanguera’, de autoria de Benedicto Calixto. Grandes painéis do mesmo pintor também ornamentam o museu e retratam o passado da cidade.

No sopé do Morro do São Bento está localizado o Museu de Arte Sacra, no antigo Mosteiro de São Bento, com cerca de 400 peças. Ali, encontra-se a imagem mais antiga de Santa Catarina de Alexandria (1540) e de Nossa Senhora das Dores, com cabelo humano. O museu também expõe a coleção de ‘paulistinhas’, imagens de até 50 cm que eram levadas em expedições pelos bandeirantes.

O roteiro inclui ainda o Museu do Porto, Pinacoteca Benedicto Calixto, Outeiro de Santa Catarina e o Palácio Saturnino de Brito. Informações podem ser obtidas pelo Disk Tour, no 0800-173887, todos os dias, das 8h às 20h.

Enhanced by Zemanta

Visita Noturna no Museu do Café

Hoje dia 31 de janeiro o Museu do Café abriu às 19:00 horas para sua primeira visita noturna. O grupo formado por profissionais do turismo pôde apreciar o acervo do museu de uma forma diferenciada, com as luzes apagadas (o que realçava a beleza do prédio) e com monitores caracterizados de personagens da época (corretor da bolsa, maquinista da São Paulo Railway, italiana, francesa e até Benedito Calixto).

Museu do Café
Rua XV de Novembro nº 95, Centro
Telefone: (13) 3213-1750

Horários:
Segunda a Sábado
das 09h às 17h

Domingo
das 10h às 17h

Ingressos:
Inteira: R$ 5,00
Meia: R$ 2,50

O museu estará aberto para visitação noturna nos dias 9 e 23 de fevereiro, 8 e 22 de março, 19 e 26 de abril, 10 e 24 de maio, 14 e 28 de junho, 12 e 26 de julho, 16 e 30 de agosto, 13 e 27 de setembro, 11 e 25 de outubro, 08 e 22 de novembro, 06 e 13 de dezembro, sempre até as 21h.

A cafeteria também estará aberta.

Enhanced by Zemanta

Expediente para o Dia de Finados

A prefeitura de Santos terá o seguinte expediente no feriado desta quarta-feira (2), Dia de Finados:

Prontos-socorros e hospitais – plantão 24 horas.

Unidades básicas de saúde – não funcionam, exceto a da Nova Cintra, que manterá pronto-atendimento 24 horas para urgências e emergências.

Linha turística do Bonde – funciona das 11h às 17h, a cada 30 minutos, com saída da Praça Mauá.

Visita monitorada ao paço municipal – funciona das 11h às 17h, a cada 30 minutos.

Linha Conheça Santos – roteiros das 9h às 17h, com saídas do Posto 3.

Aquário – aberto das 9h às 19h45.

Orquidário – fechado para reforma.

Postos de Informações Turísticas (PITs) – funciona no Aquário (das 9h às 20h); Bonde do Gonzaga (8h às 20h); Central de Informações Turísticas Metropolitana (antiga Ilha de Conveniência, das 8h às 20h); Parque Municipal Roberto Mário Santini (emissário submarino, 8h às 18h); Rodoviária (8h às 20h) e Praça Mauá (10h às 18h). Disk Tour 0800-173887, funciona todos os dias, das 8h às 18h.

Jardim Botânico – aberto das 8h às 18h.

Biblioteca Municipal Mário Faria (Posto 6 – praia da Aparecida) e Gibiteca Marcel Rodrigues Paes (Posto 5 – praia do Boqueirão) – não abrem.

Jardim das Artes – Praça Vereador Luiz La Scala (em frente ao Aquário): funciona 9h às 20h.

Concha das Artes – (Concha Acústica – ao lado do Canal 3) – funciona das 12h às 20h.

Feira de Antiguidades (Praça Rotary – entre as ruas Carlos Afonseca e Fernão Dias, Gonzaga) – não funciona.

Pantheon dos Andradas (Praça Barão do Rio Branco, 16, Centro Histórico) – funciona das 11h às 17h.

Estacionamento Regulamentado – liberado.

Corredores exclusivos de ônibus (Av. Ana Costa) e preferencial (avenidas Conselheiro Nébias e Bernardino de Campos – Canal 2) – liberados.

Poupatempo – Não funciona.

Feiras livres – Serão armadas normalmente.

FeirArte – Será realizada no Boqueirão, das 14h às 22h.

Mercado de Peixe – funciona normalmente, das 6h às 18h.

Mercado Municipal – funciona das 7h às 13h.

Coleta de lixo domiciliar – Não será realizada.

Cata-Treco – Não haverá coleta.

Lixo Limpo – normal.

Limpeza das praias – normalmente.

Outros

Bancos – Todas as agências do país estarão fechadas na quarta-feira.
INSS – Não funciona na quarta-feira.
Comércio – Facultativo.


Shoppings

Praiamar –Na quarta-feira, a praça de alimentação e lazer estará aberta das 11 às 22 horas e as lojas das 15 às 21 horas. Expediente normal nos outros dias.

Miramar – Na quarta-feira, a praça de alimentação abre das 12 às 22 horas e as lojas das 15 às 21 horas. Nos outros dias, o expediente é normal.

Super Centro Boqueirão – Fechado na quarta-feira.

Parque Balneário – Na quarta-feira, o expediente é das 11 às 22 horas.

Pátio Iporanga – Na quarta-feira, shopping e praça alimentação funcionam das 12 às 22 horas. As demais lojas funcionam das 15 às 21 horas.

Enhanced by Zemanta