“Azul Resplendor” com Eva Wilma no Teatro Municipal

Azul-Resplendor

Um dos maiores nomes das artes cênicas no país, Eva Wilma chega a Santos, de 16 a 18 de Maio no Teatro Municipal de Santos, com uma produção cujo efeito é duplo.

Além de comemorar seus 80 anos de vida, o espetáculo marca os 60 anos de carreira.Na peça, Eva Wilma vive Blanca Estela, uma grande diva do teatro que foi convencida por um ator inexpressivo e fã incondicional a voltar aos palcos após 30 anos longe deles. A montagem, dirigida por Renato Borghi e Elcio Nogueira Seixas, mostra os bastidores da preparação de um espetáculo, com os jogos de poder, os afetos, as vaidades e as ilusões do meio artístico.Um pouco daquilo que, afinal, fez parte da vida de Eva Wilma durante o seu tempo de carreira.

 

Azul Resplendor

Dias: 16 a 18 de Maio de 2014

Horário: Sexta, sábado e domingo 21h30

Ingressos: R$ 70,00 a R$ 80,00

Teatro Municipal Brás Cubas

Av. Sen. Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias – Santos – SP

Informações:(13) 4062-0177

Ingressos

Agenda Cultural do Teatro Coliseu – Abril/Maio

teatro Coliseu

25 de Abril – Sidney Magal – http://wp.me/p1it5U-3oU

26 de abril – Banda 14 Bis – http://wp.me/p1it5U-3oY

02 de maio – Irmã Selma e o Seu Terço Insana –http://wp.me/p1it5U-3qN

3 de maio – Beatles 4ever – http://wp.me/p1it5U-3rw

09 de Maio – Queimando o filme – Stand up de Fabio Rabin http://wp.me/p1it5U-3qS

10 a 11 de maio – Palavra de Mulher – http://wp.me/p1it5U-3rB

15 de maio – A Banda Mais Bonita da Cidade –http://wp.me/p1it5U-3q5

17 de maio – Tango & Paixão – http://wp.me/p1it5U-3my

24 e 25 de maio – Atreva-se – http://wp.me/p1it5U-3rF

Espetáculo “Palavra de Mulher” – O Universo Feminino no Teatro Coliseu

10222

O universo feminino sempre foi tema recorrente nas canções de Chico Buarque e ganhou os palcos em montagens como Ópera do Malandro, Gota D’àgua e O Corsário do Rei. Para o crítico Zuza Homem de Melo, “nenhum letrista brasileiro supera Chico Buarque na arte de escrever canções para personagens femininas”. Assim, o espetáculo Palavra de Mulher abre o ano em que Chico faz setentinha em clima de cabaré.

Para interpretar as músicas do compositor carioca, o diretor Fernando Cardoso escolheu cantoras ligadas artisticamente ao artista. Lucinha Lins, Tania Alves e Virgínia Rosa.

No palco, atmosfera de cabaré, com adereços, objetos cênicos, iluminação e figurino ajustados no clima. As intérpretes se revezam com interpretações em trio, duo e solo. As músicas são executadas com instrumentos acústicos (piano, acordeão, contrabaixo e bateria/percussão).

Entre as canções escolhidas estão Basta Um Dia, Bem Querer, O Meu Amor, Folhetim, Sob Medida, Terezinha, Tango de Nancy, À Flor da Pele, Mil Perdões, Olho nos Olhos, Atrás da Porta, Viver do Amor, entre outras. As músicas não foram selecionadas de forma aleatória, seguem uma dramaturgia subliminar em cena. As cantoras incorporam a personalidade das personagens para dar mais vivacidade na interpretação.

Para Fernando Cardoso, por conta do vasto repertório de Chico Buarque, a montagem procura mostrar uma faceta de sua obra. “É difícil encontrar uma lista de canções representativas de todo o trabalho musical desse compositor carioca. Por isso, decidimos fazer um recorte com as músicas que retratam o universo feminino e criar um espetáculo para expressar esse clima.”

Classificação: Não recomendado para menores de 10 anos.

 

Palavra de Mulher

Dias: 10 a 11 de maio de 2014

Horário: Sábado 21h | Domingo 20h

Teatro Coliseu

Rua Amador Bueno, 237 – Centro

Informações: (13) 4062-0016

Gênero: Comédia

Preço:  R$ 50,00 a R$70,00

Ingressos
.

Enhanced by Zemanta

Peça “Esta Partida Não Será Televisionada” no Morro da Nova Cintra

unnamed

Companhia do Elefante apresenta o espetáculo de rua “Esta Partida Não Será Televisionada” nessa quarta-feira (20), na Praça Guadalajara (Morro da Nova Cintra – Santos/SP). De maneira dinâmica, o espetáculo revela os bastidores do futebol, como a utilização de dinheiro público para interesses privados, despejos e remoções, ilegalidades e manipulação dos veículos de comunicação. A peça mistura elementos do teatro popular.

Esta Partida Não Será Televisionada

Data: 20/11 – Quarta-Feira – 17H

Praça Guadalajara – Morro da Nova Cintra (Santos/SP)

Avenida Santista, 632 – Em frente à Igreja São João Batista

‘Paulo Gustavo – Hiperativo’ no Mendes Convention Center

paulo gustavo

Prepare-se para rir – e muito! O espetáculo Hiperativo de Paulo Gustavo completa três anos de sucesso e traz a Santos seu humor peculiar, talento diferenciado, visão criativa e alguns recursos especiais.

Ele, mostra alguns dos dramas que vivemos nos dias de hoje, como fazer escolhas, expressar-se, administrar os medos todos (de avião, de ficar sozinho, de perder a saúde), a convivência com as pessoas, a irritação que ela pode provocar as inevitáveis comparações, a vida afetiva na pós-modernidade com suas noitadas, buscas, caças, competições, erros, inseguranças… não  é nada fácil.

Paulo Gustavo, que atualmente comanda o programa 220 Volts no Canal Multishow, é autor e ator  do espetáculo e do filme Minha Mãe É Uma Peça,  que esta em cartaz há 07 anos e que  já foi visto por mais de 2 milhões  de espectadores.

Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos.

 

 

Paulo Gustavo – Hiperativo

Dia: 23 de novembro de 2013

Horário: Sábado 21h30

Preço: R$ 60,00 à R$ 80,00

Mendes Convention Center

Av. Gen. Francisco Glicério, 206 – Santos – SP

Informações: (13) 4062-0027

Ingressos

‘O Príncipe da Dinamarca’ no Municipal

tum tum

Inspirada no clássico ‘Hamlet’, de William Shakespeare, será apresentado no Teatro Municipal o espetáculo ‘O Príncipe da Dinamarca’, da Cia. Vagalum Tum Tum.

A história do príncipe de Dinamarca é contada por caveiras que vivem em um cemitério e pelos coveiros Ser e Não Ser que trabalham no lugar.

O ingresso pode ser trocado por uma lata de achocolatado, que será doada ao Fundo Social de Solidariedade. A troca antecipada deve ser feita no hospital Infantil Santos (av. Ana Costa, 411, Gonzaga) ou até uma hora antes do evento (se houver ingresso), na bilheteria do Municipal.

‘O Príncipe da Dinamarca’

Dia: sexta-feira 18/10

Horário: às 20h

Teatro Municipal Braz Cubas

Av. Pinheiro machado, 48, Vila Mathias

Informações: 3226-8000

Classificação: 6 anos

‘A Partilha’ no Teatro Municipal

a_partilha

A peça, cuja estreia aconteceu há 20 anos, se tornou um clássico contemporâneo que já foi montado em mais de 12 países. A montagem original permaneceu em cartaz por seis anos e foi vista por mais de um milhão de espectadores. A trama conta a história de quatro irmãs que se reencontram no velório da mãe e repassam suas próprias histórias a partir do fatídico acontecimento.

A tijucana Selma (Patricya Travassos) é a irmã mais conservadora e vive um casamento tedioso com um militar; Regina (Elizangela) é liberada, esotérica e tem uma visão “alto astral” da vida; Lúcia (Arlete Salles) abandonou um casamento convencional e o filho para viver um grande amor em Paris; e Laura (Alessandra Maestrini), a caçula, revela-se uma intelectual sisuda e surpreende as irmãs com suas atitudes, sobretudo quando se assume homossexual. As quatro mergulham no passado e deixam vir à tona as diferenças e afetos em uma jornada emocionante, repleta de humor e ironia.

Miguel Falabella comanda a direção do espetáculo desde o início. “Essa peça foi modificadora da vida de todos nós. Estávamos saudosos daquele momento e o reencontro tem sido uma grande alegria. O bacana é podemos lançar um olhar mais maduro sobre o texto. Estou partindo do zero, dirigindo uma nova peça. Mantemos o frescor, mas com a experiência de reencontrarmos velhos conhecidos e celebrar”, exalta Falabella.

Classificação: 12 anos.

Meia Entrada: estudantes, professores e pessoas acima de 60 anos.

Ponto de venda sem taxa de conveniência: FARMACURA – Av. Conselheiro Nébias c/ praia e L´RICCA planejados no Siqueira Campos 606.

A Partilha

Dias: 21/09 ás 21 hs e 22/09 ás 20 hs

Gênero: Comédia

Local: Teatro Municipal Brás Cubas

Endereço: Av. Senador Pinheiro Machado, 48 – Marapé

Preço: R$50 a R$100

Ingressos

‘Encontros Impossíveis’ no Teatro Sindi Petro

encontrsoa impossiveis

Com situações acontecendo dentro do apartamento do protagonista,’Encontros Impossíveis’ é uma peça contemporânea em forma e conteúdo, com cenografia e uma tecnologia arrojada. Por meio de projeções serão trazidos ao palco personalidades que nos últimos dois séculos nos divertiram, nos fizeram chorar, refletir e nos ajudaram a enxergar a nossa relação com a vida e com o mundo.

Neste contexto o autor, numa orquestração perfeita entrelaçando diálogos de grande estranheza, impacto, provocação e humor, conduz o personagem Adão, um jornalista de meia idade vivido pelo ator Renato Prieto a contracenar com personalidades como Freud, Carmen Miranda, Marilyn Monroe, Judy Garland, Gandhi, Madre Teresa de Calcutá, Chico Xavier, Martin Luther King e Frank Sinatra.

Com essa licença poética ao teatro, autor e diretor com a sensibilidade que lhes é peculiar utilizarão a metalinguagem visual que o texto oferece, colocando o cinema dentro do teatro para enfatizar como esses dois mundos da ficção mesclam-se,interpenetram-se numa verdadeira subversão da linguagem tradicional teatral para tratar de temas que tocam e questionam o ser humano abrindo espaço para momentos de risos, emoções e reflexões em meio a uma tecnologia nunca antes aplicada ao teatro como forma de composição dramatúrgica.

Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos.

Encontros Impossíveis

Teatro Sindi Petro

Av. Conselheiro Nébias, 248 – Vila Matias – Santos – SP

Informações: (13) 4062-0177

Dias: 14 e 15 de Setembro de 2013

Horário: Sábado 21h | Domingo 19h

Ingressos

Gênero: Drama

Preço: R$ 50,00

Comédia ‘A Minha Primeira Vez’ é destaque no Municipal

DIVULGACAO0

Com a iniciação sexual de internautas como mote, o espetáculo ‘A Minha primeira Vez’, do produtor americano Ken Davenport, é apresentado sábado (3), às 21h, e domingo (4), às 19h, no Teatro Municipal. O elenco é composto por Emiliano D’Avila e Ronny Kriwat (que fizeram parte da novela ‘Avenida Brasil’), e Tammy Di Calafiori, Gabriella Mergani, Ian Soffredini e Natalia Rosa.

Encenada na América, Europa e Ásia, a peça é montada pela primeira vez no país, com tradução, adaptação e direção de Isser Korik. O produtor usou depoimentos do texto original e de brasileiros, que foram colhidos do site www.aminhaprimeiravez.com.br, criado no começo de 2012.

No palco, cenas que vão do divertido ao romântico, do trágico ao emotivo, diante de um cenário virtual que reproduz imagens no fundo do palco. No enredo, um casal flagrado pelo porteiro no elevador, a menina difícil que perde o namorado e o último virgem da turma, entre outros casos.

As entradas custam R$ 60,00 e R$ 30,00. Venda pelo Compre Ingressos, no telefone 4062-0177 ou no site. O Municipal fica na av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Classificação: 16 anos.

‘Medo de Escuro’ estreia no Coliseu

Tendo como pano de fundo o som de George Harrison e astros da cultura pop de diferentes épocas, o espetáculo ‘Medo de Escuro’ estreia nesta sexta-feira (9), às 21h, no Teatro Coliseu, com reapresentação no sábado (10), às 21h, e domingo (11), às 20h. A produção, do músico e jornalista Julinho Bittencourt, aborda a existência humana, com enfoque nas angústias e ambiguidades dos tempos pós-modernos.

É a história do relacionamento entre um músico e uma designer de moda, ambos vulneráveis ao encanto da cultura pop, com direção de Platão Capurro Filho e interpretação dos atores Fabíola Nascimento e Ernani Sequinel.

A entrada é franca, com retirada de ingressos uma hora antes da apresentação. O espetáculo tem apoio da Lei Rouanet. O Coliseu fica na rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico. Classificação: 14 anos. Informações: 3226-8000

Comédia romântica, atração de sábado e domingo no Coliseu

‘A história de nós 2’, comédia romântica encenada por Alexandra Richter e Ernesto Piccolo, é o destaque no Teatro Coliseu, sábado (27), às 21h, e domingo (28), às 20h. A peça tem como tema um homem dividido entre o desejo de ascender profissionalmente, vontade de manter um casamento e sonho de ser eternamente livre, e de uma mulher dividida entre carreira, maternidade e paixão. O texto é de Licia Manzo, com direção de Ernesto Piccolo.

As entradas, de R$ 70,00 a R$ 80,00, estão à venda na bilheteria do teatro, das 12h às 17h, ou pelo Compre Ingressos, no telefone 4062-0016. Estudantes, professores e pessoas com mais de 60 anos pagam meia-entrada. O Coliseu fica na rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico. Classificação: 12 anos. Informações: 3226-8000.

Cocoricó no Clube dos Portuários

Julio e sua turma foram convidados pelo primo João para fazerem uma participação em um show na cidade. Embarcaram para essa aventura, preparados para cantar apenas uma música, mas quando chegam ao circo para a apresentação, são surpreendidos com mais uma novidade: os outros artistas que fariam parte do espetáculo cancelaram seus números, e caberá a Julio, Alípio, Lola, Lilica, Zazá e Caco, a animada tarefa de tomar conta do evento.

Decidem apresentar todas as canções que eles cantam no dia a dia no Paiol, e convidam João para participar dos números musicais com eles, já que o primo é um expert em street dance. A partir daí, a turma enfrentará diversos desafios, e junto com a criançada precisará encontrar soluções para que o espetáculo continue. Afinal, o show não pode parar!

O texto de Flavio de Souza propôs um universo bastante rico para a montagem do Cocoricó no Teatro. Dentro dos 15 anos do programa, exibido na TV Cultura, Julio e sua turma circulam por dois cenários: fazenda e cidade. As músicas escolhidas costuram a história do início ao fim, e convidam as crianças para participarem de todo o espetáculo.

Domingo, dia 9 de setembro, às 17 horas.

Ingressos: Inteira:
Setor 1 – R$ 40,00
Setor 2 – R$ 30,00

Ingresso Rápido

Clube dos Portuários

Rua Joaquim Távora, 424 – Marapé
Informações:(13)3252-6711
Enhanced by Zemanta

“Conversando com Mamãe” no Teatro Municipal Brás Cubas

Há muitas formas de amar. Nenhuma delas, contudo, soa tão desmesurada e incondicional como aquela que une mãe e filho. É um pouco sobre esse afeto obsessivo que se debruça “Conversando com Mamãe”. Com Beatriz Segall e Herson Capri no elenco, o espetáculo que estreia hoje parte do mesmo argumento que motivou o filme homônimo argentino.

Assim como no longa de Santiago Carlos Oves, é a relação conturbada entre os personagens que movimenta a trama – adaptada para o teatro pelo espanhol Jordí Galcerán. Dirigida por Susana Garcia, a peça, parte da crise financeira de Jaime. Eis o motivo para que ele resolva visitar sua mãe, um costume há muito tempo perdido, e anunciar a decisão de vender o apartamento no qual ela vive.

A personagem de Beatriz Segall recusa-se enfaticamente a sair. E, gradualmente, vai expondo ao filho uma personalidade desconhecida. “No filme, tudo é explícito. Aqui, não”, argumenta a atriz de 85 anos, que interpreta o papel da matriarca de 82. “Você vai tomando conhecimento da vida deles aos poucos. E, apesar de a peça ter apenas dois atores, me parece que ela tem mais conteúdo.”

Nessa jornada, o relacionamento dos dois se reinventa. Merece novos matizes. Jaime percebe que existem muitas facetas de sua mãe que ele ignora completamente. Entre elas, a existência de um novo namorado. O fato é surpreendente para o filho, assim como a mulher que ele vai desvendando. “Não é uma amizade qualquer entre mãe e filho. Ela o desconcerta. Porque diz coisas nas quais ele nunca havia pensado”, diz a intérprete.

Não são apenas as finanças de Jaime que andam combalidas. Súbito, o até então bem-sucedido pai de família vê seu casamento ruir. Depara-se com uma vida aparentemente sem propósito. Uma sensação que só se aprofunda à medida que cresce a cumplicidade com a mãe.

As questões que a montagem perpassa parecem todas muito sérias: afetos, laços que se dissolvem, uma crítica ao mundo de aparências em que a posse de bens tornou-se o valor máximo. Todos esses temas, porém, são movimentados com a leveza própria da comédia. Em diálogos que oscilam entre a mordacidade e a delicadeza.

Dias: 22/09, sábado ás 21 horas e  23/09, domingo ás 20 horas
Categoria: Teatro
Gênero: Comédia
Local: Teatro Municipal Brás Cubas
Endereço: Avenida Senador Pinheiro Machado, 48 – Marapé
Classificação: 16 anos.
Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada: Estudantes, professores da rede pública e idosos acima de 60 anos).

Compre Ingressos

 

Agência Estado

Comédia “Trair e Coçar é Só começar” no Teatro Municipal

A comédia Trair e Coçar é Só começar, de Marcos Caruso, comemorou 26 anos ininterruptos em cartaz, em março de 2012. Recordista absoluto no Brasil, o espetáculo acumulou até agora um total de cerca de seis milhões de espectadores em quase nove mil apresentações desde sua estreia em 26 de março de 1986, no Rio de Janeiro.

Tendo como personagem principal a empregada Olímpia, a peça está em cartaz em São Paulo, desde agosto de 1989, de onde sai somente para fazer turnês pelo país. Apenas três estados do Brasil (Acre, Amapá e Rondônia) ainda não assistiram à montagem.

Em 26 anos, 86 atores passaram pela peça, entre eles, Suely Franco, Denise Fraga, Adriano Reis, Rômulo Arantes, José Augusto Branco, Ana Rosa, Alexandre Reinecke, Imara Reis, Roberto Arduin, Roberto Pirillo, Bruna Gasgon, Clarisse Abujamra, Mário Cardoso e Annamaria Dias.

No elenco atual, a famosa personagem criada por Marcos Caruso é interpretada por Anastácia Custódio. Completa o elenco de nove atores: Carlos Mariano, Jonathas Joba, Samantha Caracante, Carla Pagani, Mario Pretini, Carlos Martin, Siomara Schröder e Ivan de Almeida. A direção geral tem assinatura de Attílio Riccó e o atual diretor é José Scavazini.

 

Dias: 18 e 19 de agosto de 2012.
Horários: Sábado 21h | Domingo 19h.
Gênero: Comédia
Preço: R$ 60,00
Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos.

 

Teatro Municipal Brás Cubas

Av. Sen. Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias

Informações: (13) 4062-0177

Compre Ingressos

Laços Eternos no Coliseu

Laços Eternos, adaptação Teatral de Annamaria Dias, do livro de Zíbia Gasparetto/Lúcius. Uma história comovente, onde o amor é apresentado com toda a sua força e contundência, através das diversas vidas de seus principais personagens: Nina, Roque e Maria.

Alternando cenas vividas na atualidade e passadas no século XVIII, onde Nina era Geneviéve, Roque era Gustav e Maria – Marguerit, a Condessa D’Ancour. O texto resgata a trajetória dos acertos e desacertos de cada um, dentro do intenso aprendizado de sua existência.

A vivência desse triângulo amoroso  e daqueles que o cercam nesta e em vidas passadas, é mostrada de maneira tocante e envolvente.

Revela as extraordinárias ligações amorosas e apaixonadas que acabam unindo os seres, por meio de suas atrações espirituais e carnais. E valoriza o amor: aos filhos, aos familiares, aos amigos e também aos inimigos.

As alegrias e sofrimentos de todos os participantes dessa trama, a  transformam  num momento emocionante e arrebatador.

A paixão, o amor, o ódio e também a resignação e a renúncia, mesclam-se nas ações desses personagens magistralmente criados no livro e reproduzidos na adaptação teatral.

Não há como não se identificar com o intenso e vibrante painel de emoções, desejos e comportamentos, que apresentam os integrantes desse universo magistralmente desvendado.

Laços Eternos é uma aventura de amor através dos séculos.

 

Dia: 5 de agosto de 2012.

Horário: Domingo 19h.
Gênero: Drama
Preço: R$ 50,00 a R$ 60,00

Teatro Coliseu

Rua Amador Bueno, 237 – Centro

Informações:  (13) 4062 0016

Compre Ingressos

Há Dois Mil Anos retrata o império romano no Teatro Municipal

O espetáculo “Há Dois Mil Anos” retorna a Santos no dia 11 de agosto, às 20 horas. Os interessados podem conferir essa adaptação do livro psicografado por Chico Xavier, no palco do Teatro Municipal Braz Cubas.

A peça retrata aspectos do Império Romano e mostra uma história de amor e reflexão sobre o verdadeiro sentido da vida. Na obra, uma das existências do espírito de Emmanuel, vivida na Roma Imperial, mostra a trajetória do Senador Romano Públio Lêntulus e de sua esposa Lívia que simbolizavam a força do Império construído pela Roma antiga.

Os ingressos devem ser retirados na bilheteria do Teatro Municipal e Teatro Coliseu sempre de terça a domingo das 14 às 19 horas, variando de R$ 25,00 a R$ 50,00. Outras informações pelo telefone: 3022 0357.

Enhanced by Zemanta

Denise Fraga protagoniza peça ‘Sem Pensar’ no Coliseu

A comédia e o drama das relações familiares são temas da peça ‘Sem Pensar’, que será encenada sábado (30), às 21h, e domingo, às 20h, no Teatro Coliseu, por Denise Fraga e elenco.

Na trama, Delilah (Júlia Novaes) é uma menina que, às vésperas de completar 13 anos, está prestes a ter o primeiro caso de amor com Daniel (Kauê Telloli), um rapaz mais velho que aluga um quarto em sua casa. Justamente neste momento tão delicado, os pais da adolescente, Vicky (Denise Fraga) e Nick (Kiko Marques), estão em crise no casamento.

A peça, escrita pela inglesa Anya Reiss e traduzida por Rodrigo Haddad, tem direção geral de Luiz Villaça. Integram o elenco Virgínia Buckowski, Isabel Wolfenson, Verônica Sarno e Paula Ravache.

Os bilhetes, a R$ 60,00 e R$ 70,00, estão à venda no Coliseu (Rua Amador Bueno, 237, Centro Histórico), das 14h às 19h, ou pelo Ingresso Rápido, no telefone 4003-1212. Classificação: 12 anos. Estudantes, professores e pessoas com mais de 60 anos pagam meia-entrada. Informações: 3226-8000.

Enhanced by Zemanta

Chico Xavier no Teatro Braz Cubas

Inspirado na obra ‘Paulo e Estevão’, do espírito Emmanuel, psicografada por Chico Xavier, o espetáculo ‘Paulo de Tarso, o Convertido de Damasco’ vai ser encenado às 20 horas de sábado no Teatro Municipal Braz Cubas. Os ingressos, já a venda, deverão ser adquiridos na recepção do Teatro (os preços não foram divulgados).

Paulo e Estevão

Com direção de Renato Prieto, a peça conta a história do rabino Saulo de Tarso. O rabino está preparado para tornar-se sumo sacerdote e se apaixona por uma desconhecida que chega na cidade. Ao mesmo tempo, uma seita é criada em Jerusalém. Saulo não concorda com os métodos da nova “igreja” e condena à morte Estevão, um dos líderes da seita. Quando sua noiva descobre que Estevão era seu irmão desaparecido, termina o noivado e morre de tristeza. Saulo, então, decide vingá-la. Porém, um encontro com Cristo faz com que seu ódio seja transformado.

Serviço

Paulo e Estevão
Quando: sábado, 30 de junho
Que horas: 20 horas
Onde: Teatro Municipal Braz Cubas – Av. Sen. Pinheiro Machado, nº 48
Quanto: preço não foi divulgado (devem ser adquiridos na recepção do Teatro)

 

 

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

Peça Adultério é apresentada no final de semana, no Coliseu

Do famoso autor e cineasta Woody Allen, a peça Adultério faz temporada no próximo sábado, às 21 horas, e domingo, às 19 horas. A encenação fica por conta de Fábio Assunção, Norival Rizzo e Carol Mariottini.

A cena se passa às margens do Rio Udson, em Nova Iorque, e retrata o inusitado encontro de um roteirista (à espera da amante para terminar o relacionamento) e um homeless, envolvidos com a criação de uma obra e seu real autor.

Serviço

Peça: Adultério
Quando: sábado e domingo, dias 9 e 10
Onde: Teatro Coliseu – Rua Amador Bueno, 237, Santos
Que horas: sábado (21 horas) e domingo (19 horas)
Quanto: de R$ 50,00 a R$ 70,00

Mais informações: 4062-0016.

 

 

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

‘As encalhadas’, no Teatro dos Metalúrgicos

Acontece neste sábado, a partir das 21 horas, a peça ‘As encalhadas’, encenado no Teatro dos Metalúrgicos. Dirigido por Bibi Ferreira, a peça é escrita por Miriam Palma, que contracena no palco com Teca Pereira e Luciana Riccio. Há 12 anos em cartaz a peça já participou do Festival de Teatro Cômico da Maia, em Portugal em 2003; em 2004, do Festival Janeiro Brasileiro da Comédia de São José do Rio Preto, além de viagens por mais de 80 cidades brasileiras.

A primeira encalhada, Cecília, é solteirona convicta. Tem muitos namorados, mas não consegue se fixar em nenhum, colocando defeitos insuperáveis em todos. É representante do famoso “complexo de cinderela”. É apresentadora do programa “Mulher 2000”, presidente da A.S.A (Associação da Solitárias Anônimas) e psicóloga. Seu maior conflito é querer Ter um filho, pois é descendente de italianos, que supervalorizam a maternidade. Assim, decide procurar um reprodutor.

Narcisa, encontra-se casada no início do espetáculo, mas não menos sozinha. Seu marido, milionário, viaja muito e não lhe dá atenção. Ex-Miss Pindamonhangaba, saiu do concurso direto para o casamento. Depois de dez anos de casamento, descobre que foi traída todo esse tempo, então decide divorciar-se. Seu marido a deixa sem nenhum dinheiro e a partir daí começa sua “difícil tarefa” de encontrar outro milionário que a sustente.

A última encalhada, Grace, é maquiadora do programa “Mulher 2000” e vendedora de produtos eróticos. Seu grande sonho é casar-se, mas só se envolve com homens comprometidos, vivendo sempre o papel da amante. Seu maior objetivo é encontrar um homem que largue da esposa pra ficar com ela.

Essas três mulheres, apesar de possuírem perfis bem diferentes, encontram dificuldades muito semelhantes ao tentar lidar com o problema da solidão. Todas as situações são apresentadas em forma de esquetes bem humorados, na academia de ginástica, no cabeleireiro, no Sex-shop, até que elas descobrem que possuem também em comum o mesmo homem, Ernesto, marido de Narcisa, amante de Grace e reprodutor do filho de Cecília.

Seviço

As encalhadas
Endereço: Teatro dos Metalúrgicos – Av. Ana Costa, 55/Santos
Horário: 21 horas
Quando: 12 de maio, sábado
Preço: R$ 40,00 inteira – R$ 20,00 meia entrada

Enhanced by Zemanta