Mostra Regional do FESTA apresenta grupos teatrais da região

festa

Cerca de 20 grupos teatrais irão se apresentar nos próximos dias em Santos. Eles fazem parte do Motim– Mostra Regional do FESTA (Festival Santista de Teatro), que trará ao público uma demonstração da produção que é feita hoje no litoral.

O local escolhido para as apresentações é a Praça dos Andradas, que concentra parte da produção teatral que é feita na região.

Localizam-se na praça a Cadeia Velha, sede da Oficina Cultural Pagu (em reforma), o Teatro Guarany, o Espaço Teatro Aberto, que abriga espetáculos e apresentações musicais, além da Vila do Teatro, onde acontecem apresentações e também oficinas. É uma região de fácil acesso (em frente ao Terminal Rodoviário).

A Vila do Teatro e o Espaço Teatro Aberto serão os locais de apresentação dos espetáculos do Motim, além da própria Praça dos Andradas, onde haverá espetáculos ao ar livre, e ainda uma estrutura de palco e tenda montada, o contêiner-palco do Teatro a Bordo.

Dentro da programação acontece ainda a exibição dos vídeos do projeto Copo Cheio de Palavras. Completando um ano de existência o blog, com mesmo nome, mantido pelo autor Betinho Neto, contou com a participação de mais de 20 pessoas, atores ou não, gravando textos. Os próprios escolhiam os textos que mais se identificavam para a gravação que ocorreu no Teatro Municipal Brás Cubas.

Motim procura fazer parte de intensas discussões dentro do Movimento Teatral da Baixada Santista, como forma de fomentar a produção regional e a formação de público, que antecede o FESTA – Festival Santista de Teatro, que acontece em abril.

Confira abaixo a programação:

Segunda – 04 de fevereiro
16h Centopeia Judite – Cia Arueiras do Brasil (Teatro A Bordo)
19h Histórias do Mar – Grupo Teatro Aberto (Praça dos Andradas)
20h30 Vozes da Guerra – Cia Teatral Arcadia (Sala Experimental Teatro Aberto)
22h00 Dama da Noite – Superbacana Produções (Vila do Teatro)

Terça – 05 de fevereiro
17h30 Pagliacciaria – Grupo Tescom (Praça dos Andradas)
19h30 O Palhaço – Grupo Temetal (Teatro A Bordo)
21h Intervenção: Judia – Silia e Ceci Dance Theatre (Teatro A Bordo)
22h30 Dentro de mim mora outra – Cia Ohm (Vila do Teatro)

Quarta – 06 de fevereiro
15h30  O Mago de Zóz – Cia Art & Manha – Cubatão (Teatro A Bordo)
17h30  Uma Palhaçada Federal – Os Panthanas (Praça dos Andradas)
19h30  Uma Lição Longe Demais – Cia Café Teatral (Sala Experimental Teatro Aberto)
21h  Uma Outra Estação – Instituto Teatro Genoma (Vila do Teatro)

Quinta – 07 de fevereiro
19h  Copo Cheio de Palavras / Projeto: Venha Encher seu copo aqui – Liliane São Paulo – Prologo/Ana Luiza – 24 horas no ar/Katia Baliano – Vodka (Teatro a Bordo)
19h30  Ispinho e Fulô de Patativa – Cia Teatral Carcarah Voador (Vila do Teatro)
20h30  Suruba Teatral (espaço de trocas entre os grupos – Teatro Aberto)
22h  Valsa n°6 – Cia do Elefante (Sala Experimental Teatro Aberto)
23h59  Negrinha – Oficina do Imaginário (Vila do Teatro)

Sexta – 08 de fevereiro
16h30  Cinderela Brasileira – Casa3 – Guarujá (Teatro A Bordo)
19h  Copo Cheio de Palavras / Projeto: Venha Encher seu copo aqui – Nyna Simões – Boa Tarde/Ricardo Vasconcellos – Sem titulo/Junior Brassalotti – Carência/Kadu Verissimo – Luiza (Teatro a Bordo)
19h30  Arrumadinho – Trupe Olho da Rua (Praça dos Andradas)
21h  Encerramento – Sarau do MOTIM

Enhanced by Zemanta
A Tribuna

Peça traz os sonhos da periferia paulistana ao Centro Histórico

“Passagem Funda – Histórias de Barro e Estrelas” é o nome do espetáculo encenado nesta quarta (28), às 19h, na praça dos Andradas (Centro Histórico), com interpretação do grupo Bico de Lata, formado por jovens do bairro Cidade Tiradentes, que fica no extremo leste da capital paulista.

A história mostra a transformação de Tatiana. Cansada da rotina maçante e refletindo sobre os rumos que a vida vem tomando, a jovem dorme no ônibus que a leva da escola para casa. Através do sonho, ela faz uma viagem pelo passado do seu bairro, onde viviam seres mágicos até a chegada dos primeiros retirantes.

O elenco é formado por Cínthia Arruda, Eliot Meirelles, Emily Meirelles, Renata Margareth e Rodrigo Arrais, com texto e direção de Juliana Flory. O Bico de Lata foi criado em 2008, a partir do trabalho de formação teatral desenvolvido pelo grupo Pombas Urbanas. Apoio: prefeitura.

 

Boqnews

Após dois meses em reforma, Praça dos Andradas é entregue reformulada

Após dois meses de trabalhos, a Prefeitura de Santos inaugurou na noite desta segunda-feira a Praça dos Andradas, no Centro, em frente à Estação Rodoviária da Cidade, totalmente remodelada.

Com uma reforma avaliada em R$ 250 mil, o equipamento público perdeu o aspecto de abandono que persistia no local há vários anos e se transformou num bonito cartão-postal para aqueles que chegam ao Município por meio dos ônibus de viagem. 

Entre as principais mudanças da praça estão a nova iluminação, que consumiu R$ 180 mil de todo o orçamento da reforma, a retirada do gradil que cercava o equipamento, o novo paisagismo dos jardins e quatro picos de água no chafariz.

A nova praça dos Andradas também recebeu 30 novas lixeiras de concreto, novos bancos de madeiras, limpeza e, em alguns trechos, colocação de novo piso.

“Para melhorar a fluência da praça, nós abrimos passagens que não existiam anteriormente. Nesses trechos colocamos os novos mosaicos”, explicou o secretário de Serviços Públicos (Seserp) de Santos, Carlos Alberto Tavares Russo.

O prefeito João Paulo Papa esteve presente durante a cerimonia de inauguração, mas optou por não discursar. Ele apenas observou a obra realizada e logo em seguida se retirou. 

 

A Tribuna

Vila do Teatro é novo ponto cultural na Praça dos Andradas

A Vila do Teatro abre as portas nesta quinta-feira (31), às 19h, no Centro Histórico, para oferecer, gratuitamente, arte e cultura. Instalada na Rua Visconde do Embaré, nº 6, ao lado da rodoviária, na Praça dos Andradas, a Vila é resultado de antiga reivindicação de artistas da região e tem o apoio da prefeitura, que cedeu o imóvel.

Com mais esse espaço, a Praça dos Andradas e seu entorno seguem em processo de renovação, caracterizando cada vez mais como ponto de referência cultural. A transformação começou com a reinauguração do Teatro Guarany, em dezembro de 2009. Em seguida, foi aberta a Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo, no prédio anexo ao teatro.

No ano passado, o Espaço Aberto (iniciativa privada) passou a funcionar ao lado do Guarany. A Cadeia Velha (do governo do Estado), atualmente em reforma, é outro lugar onde são realizadas atividades no mesmo perfil.

“Nós artistas temos a ideia de fazer daqui uma espécie de Praça Roosevelt (tradicional centro cultural paulistano)”, diz Raquel Rollo, componente da Trupe Olho da Rua, um dos grupos que vai gerir a Vila do Teatro. Ela será ocupada ainda por mais duas companhias: Oficina do Imaginário e Quarteto Trio Los Dos. O coletivo (como é chamado no meio artístico o conjunto das três companhias), vai oferecer saraus e oficinas gratuitas, além de apresentações.

Programação de abertura
As atividades começam às 19h, com cortejo na Praça dos Andradas, seguida, às 20h, da cerimônia da abertura no interior da Vila do Teatro. A partir do dia 1º de junho, das 14h às 19h, iniciam as inscrições gratuitas para oficina de circo, teatro de rua e dança. Informações: www.santos.sp.gov.br/agendacultural.

Trupe Olho da Rua vai exibir espetáculo natalino com humor

Até o final do mês, será exibido em oito pontos da cidade o espetáculo ‘Alto dos Palhaços – um ano antes do fim’, do grupo teatral Trupe Olho da Rua. A primeira apresentação ocorre sexta-feira (9), no Embaré (Rua da Liberdade, 44), às 20h.

Os atores interpretam personagens típicos, com humor, ao som de músicas natalinas. O elenco é composto por Alan Plocki, Caio Martinez Pacheco, Douglas Zanovelli, João Paulo Pires, João Luiz Pereira, Letícia Padilha, Raquel Rollo, Rogério Ramos, Talita Berthi e Sergio Dantas.

Próximas exibições

– Parque Municipal Roberto Mário Santini (emissário submarino), dia 12, às 19h;

– Praça Mauá, dia 13, às 12h;

– Espaço Teatro Aberto, na Praça dos Andradas, dia 14, às 20h30;

– Praça da Vila Gilda, na Zona Noroeste, dia 15, às 19h;

– Praça dos Guerreiros, na Alemoa, dia 19, às 19h;

– Paquetá, na Rua General Câmara, 410, dia 21, às 19h;

– Praça do Coreto, em Caruara, dia 22, às 19h;

– Fonte do Sapo, na praia da Aparecida, dia 23, às 20h.

Em caso de chuva as apresentações serão remarcadas. Apoio: prefeitura, por meio da Secult (Secretaria de Cultura).

 

Enhanced by Zemanta