Espetáculo “Esta partida não será televisionada”em Santos

1441577_10152006028414777_814486946_n

Idealizado para apresentações na rua, o espetáculo é resultado de processo de criação coletiva de sete atores da companhia durante cinco meses de pesquisa. De maneira dinâmica, o espetáculo revela os bastidores do futebol através de temas urgentes, como a utilização de dinheiro público para interesses privados, despejos e remoções, ilegalidades e manipulação dos veículos de comunicação. A peça mistura elementos do teatro popular, como música, narrativa, divisão por quadros e crítica social através do humor.

Direção: Marcus Di Bello
Elenco: Alessandra Santana, Alex Sandro Lopes, Felippe Alves, Flávia Simões, Jamili Limma, Kaylane Souza e Lucas Degásperi

Programação:

16 de novembro – Sábado – 17H
Fonte do Sapo – Aparecida (Santos/SP)
Avenida Bartolomeu de Gusmão, s/nº – Próximo ao Canal 5

20 de novembro – Quarta-Feira – 17H
Praça Guadalajara – Morro da Nova Cintra (Santos/SP)
Avenida Santista, 632 – Em frente à Igreja São João Batista

24 de novembro – Domingo – 17H
Sociedade Pró-Melhoramentos do Bairro Jardim Rádio Clube – Jardim Rádio Clube (Santos/SP)
Avenida Vereador Álvaro Guimarães, nº 622

Apoio: Tescom Promoções Artísticas e Culturais, Noguthi Temakeria, Bar Biruta e Restaurante 3 Estrelas
Apoio Institucional: II Festival de Artes Cênicas do CAMPSV, Diretoria Municipal de Cultura de Mongaguá, Secretaria de Cultura de Santos, Secretaria de Cultura de Cubatão e Sociedade Pró-Melhoramentos do Bairro Jardim Rádio Clube

4ª Mostra de Teatro Olho da Rua

A Mostra de Teatro Olho da Rua vai para sua 4ª edição e esse ano ocupará praças do centro de Santos – Praça Mauá e Praça dos Andradas, reforçando o aspecto cultural do centro, a mostra terá como base a Vila do Teatro na Praça dos Andradas, espaço ocupado por coletivos teatrais que há um ano e meio deram vida ao local que estava ocioso.

Esse ano serão 8 espetáculos vindos da região, do interior e da capital abordando diversas linguagens teatrais em chave de interlocução com o público, toda programação é gratuita e a abertura será realizada pela Trupe Olho da Rua 12h30 na Praça Mauá no dia 14 de novembro.

A Mostra de Teatro Olho da Rua teve sua primeira edição em 2009 trazendo em todas as edições grupos nacionais, no segundo ano foi contemplada pelo edital da FUNARTE de Festivais de Artes no Brasil e na terceira edição contou com o edital do ProAc de Festivais de Artes no Estado de São Paulo, trazendo a Santos mais de 200 artistas de todo país e de outros países como México, Argentina e França.

A 4ª Mostra de Teatro Olho da Rua acontecerá dias 14 e 15 de novembro, com realização da Trupe Olho da Rua, parceria Vila do Teatro, MTR-SP, RBTR e MTBS, apoio SECULT Santos. Confira abaxo a programação:

Dia 14 de novembro:

Trupe Olho da Rua (Santos) – Alto dos Palhaços
Local – Praça Mauá
Horário – 12h30

Circopatas (Santos) – JÁ
Local – Praça dos Andradas
Horário – 16h

Nativos Terra Rasgada (Sorocaba)- Ditinho Curadô
Local – Praça dos Andradas
Horário – 16h30

Casa 3 (Guarujá)- Rapunzelee
Local – Praça dos Andradas
Horário – 18h

Dia 15 de novembro

Daniel Meirelis (Santos) – Eu, Migo e Meu Umbigo
Local – Praça dos Andradas
Horário – 16h

Trupe Lona Preta (SP)- O Perrengue da Lona Preta
Local – Praça dos Andradas
Horário – 16h30

Buraco D`Oráculo (SP) – Ópera do Trabalho
Local – Praça dos Andradas
Horário – 18h

O Coletivo (Santos/Guarujá) – Projeto Bispo
Local – Praça Mauá
Horário – 20h

Sobre os espetáculos:

Ópera do Trabalho – Buraco D´Oráculo (São Paulo)

Tomando como mote a pesquisa sobre a precarização do trabalho e o teatro musical, o Buraco d`Oráculo criou coletivamente o espetáculo Ópera do Trabalho. Na pesquisa foram agregados jovens atores, para além dos integrantes do grupo. Ambos, integrantes do grupo e participantes do projeto, receberam preparação musical, vocal e corporal no decorrer do processo.

O objetivo do espetáculo é questionar e desvelar a maneira como os produtores estão cada vez mais apartados de sua produção e submetidos a péssimas condições de trabalho. No entanto, tudo é apresentado com comicidade, porém de forma crítica, como prima grande parte do teatro de rua.

O Perrengue da Lona Preta -Trupe Lona Preta (São Paulo)

O “sagrado” direito a propriedade privada, símbolo da cultura oficial, é reinterpretado no “O Perrengue da Lona Preta”, um espetáculo inspirado na tradição circense. Nele os palhaços Rabiola e Chico Remela reconstroem, de forma divertida, os símbolos, pretensamente eternos da ordem vigente.

Ditinho Curadô – Nativos Terra Rasgada (Sorocaba)

A peça conta a historia de Ditinho, o retrato de um costumeiro caipira, que belo dia foi agraciado com o dom de falar com santos através das fitas da bandeira do divino. Deste dia em diante Ditinho resolve ajudar as pessoas, e entre uma consulta e outra, inocentemente levado por sua vontade de ajudar, Ditinho começa a acumular benefícios que o levam a subir de vida, eleger um prefeito, entre outras confusões que esse “dom” divino trouxe a pacata vida desse pobre caipira.

Rapunzelee – Casa 3 (Guarujá)

RapunzeLee é uma releitura urbana do clássico Rapunzel, onde a Bruxa Babete, através de seu diário, conta a “sua” versão dos fatos. Musical infantil que homenageia o rock brasileiro, personificado na figura da cantora Rita Lee, onde suas canções servem de inspiração para a criação dramatúrgica e visual do espetáculo.

O espetáculo foi concebido esteticamente para espaços alternativos, possibilitando diretamente a interação entre atores e a sociedade.

Alto dos Palhaços – Trupe Olho da Rua (Santos)

“Alto dos Palhaços” é um auto de natal irreverente, com personagens fantásticos do universo natalino, músicas natalinas em diversos ritmos executadas ao vivo, uma boa dose de bom humor e crítica. O espetáculo é realizado ao ar livre, propondo um espaço de comunhão nas praças públicas. Um olhar crítico e divertido sobre o Natal.

Projeto Bispo – O Coletivo (Santos / Guarujá)

“Tratados como bicho, comportam-se como um”, espetáculo que traça um panorama que conduz a uma imersão na perspectiva do excluído e um mergulho no labirinto do artista. Onde o passado e o presente se fundem, assim como elementos da religião, do simbólico e questões sociais que se apresentam como um pano de fundo onde a realidade e a ficção se misturam.

Circopatas – JÁ (Santos)

Espetáculo de variedades circenses concebido para rua com números acrobacias, malabares,pernas de pau e muita diversão.

Daniel Meirelis – Eu, Migo e Meu Umbigo (Santos)

Suspiro, um jovem palhaço se vê em plena solidão, fruto de seu próprio egoísmo, o que lhe faz criar seres imaginários para suprir sua falta, que só o faz lembrar que é impossível viver sozinho.

Mais informações – trupeolhodarua@gmail.com
Caio Martinez Pacheco – (0xx13) 9 8145-2143

Cultural Street Shots em Santos

cultura de rua santos

A 17ª edição do Cultura Inglesa Festival traz como tema agregador a cultura de rua nas grandes cidades. Com o objetivo de valorizar a arte das ruas nas cidades de Campinas, São José dos Campos, Santos e Sorocaba, o concurso cultural Street Shots premiará as melhores fotos nas categorias arquitetura, escultura, grafite e mural.

As imagens farão parte de um mapa colaborativo de arte de rua, construído em parceria com o projeto Arte Fora do Museu (http://arteforadomuseu.com.br). O resultado ficará disponível para consulta online depois do Festival, tornando-se um importante legado cultural e artístico para estas cidades.

Os participantes devem postar as fotos no seu Facebook, Twitter ou Instagram, sempre colocando o endereço da obra fotografada, o nome e autor da obra (caso o participante os saiba), a hashtag do concurso #StreetShots17CIF e indicando sua cidade #Santos. Além disso, devem responder à pergunta “Por que a obra escolhida não pode ficar de fora do mapa da sua cidade?”.

As fotos devem ser postadas entre 29 de abril e 26 de maio e, após essa data, uma comissão julgadora irá escolher o vencedor, que será premiado com uma máquina fotográfica e um kit com brindes do convidado internacional Nick Walker. O resultado será divulgado no dia 12 de junho, no site do 17º Cultura Inglesa Festival, na Fanpage no Facebook e no perfil oficial da Cultura Inglesa São Paulo no Twitter.

Assim como as cidades do interior que receberão atrações do Festival, Santos também terá uma programação especial dedicada ao tema cultura de rua. Serão atividades de Live Painting com artistas locais convidados e oficinas abordando estilos da arte urbana, como estêncil, grafite e stickers. Além disso, os interessados poderão acompanhar e participar de um bate-papo com Nick Walker que ocorrerá no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, e será transmitido ao vivo para espaços culturais das quatro cidades: Cine Arte Posto 4, em Santos; Chalé Francês, em Sorocaba; Galeria Perímetro Urbano, em Campinas; e Espaço Cultural Mario Covas, em São José dos Campos.

Além das atrações de cultura de rua, as cidades receberão também uma mostra de cinema e um show com atrações musicais locais e internacionais. Campinas e Santos também contarão com apresentações de uma peça de teatro britânica, selecionada no prestigiado Fringe Festival de Edimburgo.

 

Boqnews

A rua do Papai Noel em Santos

Quem passa pelo cruzamento das ruas Álvaro Alvim e Humberto de Campos, no Embaré, em Santos, verá não só uma, mas diversas casas cobertas com enfeites de Natal.

Inevitavelmente, a quadra virou ponto turístico na Cidade. Basta ficar parado no local por cinco minutos para conferir o constante fluxo de pessoas.

Papai Noel

Para incrementar ainda mais a tradição, o Papai Noel chega a Rua Álvaro Alvim às 20h30. Serão distribuídos mais de 1.200 pirulitos. Os organizadores são os próprios moradores, que estimam a presença de 500 a 600 pessoas. O Papai Noel poderá ser visto em uma das casas nos finais de semana que antecedem o Natal.