“A História dos Amantes” no Teatro Municipal

10826

Primeiro texto de teatro de Marcelo Serrado e também sua primeira direção, A História dos Amantes é uma comédia sobre a visão masculina dos relacionamentos e do universo feminino.

A peça traz Anderson di Rizzi, Daniel Rocha e Hugo Bonemer que interpretam as personagens, Zé, Hugo e Luiz, 3 amigos de infância que se encontram num bar para uma apresentação da banda integrada por eles, os amigos rememoram histórias da infância, contam suas experiências pessoais e falam de passado e futuro.

Os atores se revezam entre os personagens masculinos e femininos – transição marcada por adereços usados pelos atores que ajudam a compor a cena. As histórias, contadas com muita despretensão e humor, são costuradas por 9 músicas tocadas e cantadas ao vivo pelos atores. Com Daniel tocando violino, Hugo no violão e Anderson com o carron, o trio passa por um repertório que vai de Chitãozinho e Xororó a Beatles.

Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos.

A História dos Amantes

Dia: 12 de abril de 2014

Horário: Sábado 21h30

Teatro Municipal Brás Cubas

Av. Sen. Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias – Santos – SP

Informações: (13) 4062-0177

Preço: R$ 60,00

Ingressos

Peppa Pig no Teatro

10968

Peppa Pig desenho animado britânico e um dos favoritos da criançada ganha vida no teatro.

No espetáculo,  a menina Paty, uma criança levada de sete anos, procura por Guto, seu melhor amigo, para brincar e contar histórias. Paty ao percebe que seu amigo não chega, começa a interagir com a plateia, contando sua primeira história.

Todas as histórias contadas por Paty e Guto são baseadas nos episódios de Peppa Pig, onde enquanto eles as contam, elas vão acontecendo no palco. Além de Peppa Pig, não poderia faltar o papai, a mamãe de Peppa e seu irmão George, que juntos vão entrar em grandes aventuras de férias. Em cena contamos ainda com a personagem Rebbeca,a Coelha.

A adaptação teatro produzida e dirigida por Anderson Fiorese, conta ainda com um rico cenário, objetos extraídos do desenho, todos produzidos com extremo cuidado e riqueza de detalhes, o que torna o espetáculo ainda mais atrativo. Além disso, o espetáculo conta ainda com projeção em alta definição, proporcionando uma melhor qualidade a parte visual do espetáculo.

Peppa Pig no Teatro

Dias:02 a 03 de maio de 2014

Horário: Sexta-Feira 14h e 16h | Sábado 14h e 16h

Teatro Municipal Brás Cubas

Av. Sen. Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias – Santos – SP

Informações: (13) 4062-0177

Preço: R$ 60,00 a R$ 70,00

Ingressos

“Lazy Town” no Municipal

lazy

“Lazy Town”, em versão teatral é um premiado espetáculo que está encantando pais e filhos no mundo todo, trabalhando com uma temática motivacional que incita crianças e adultos a tomarem decisões saudáveis. É um trabalho preocupado com uma alimentação atrelada a hábitos saudáveis. Confronta nossos pequenos a situações do dia-a-dia e dilemas que os tornam cada vez mais especiais.

Adaptado da televisão, o espetáculo “LazyTown” A versão teatral mantém a mensagem do seriado, no qual os personagens instigam as crianças a serem mais ativas, fazendo ginástica, comendo produtos saudáveis como uma maçã. Lazytown traz para o palco tudo que a criança já vive.

Classificação: Livre.

Meia Entrada: estudante, idoso, aposentado e professores da rede pública.

Ponto de venda: Bilheteria do Teatro Municipal Brás Cubas Segunda a Sábado 14:00 até as 19:00 hrs

Poupafarma – Em Santos, Av. Epitácio Pessoa, 584 – Ponta da Praia, Praça da Independência, 07 – Gonzaga, e em São Vicente – Rua Frei Gaspar, 735 – Centro.

Lazy Town

Teatro Municipal Brás Cubas

Av. Senador Pinheiro Machado, 48 – Marapé

Dias 8 e 9 de junho (sábado e domingo)

Horários: 11, 15 e 18 horas

Ingressos

Enhanced by Zemanta

Espetáculo ‘Camille & Rodin’ no Municipal

camille e rodin

O espetáculo ‘Camille & Rodin’ traz aos palcos brasileiros a história de dois grandes escultores franceses, internacionalmente consagrados. De um lado, Camille Claudell, uma jovem intuitiva, dona de uma imaginação excepcional, uma mulher determinada que rompeu laços com sua classe social, com a moral vigente e com as normas de conduta bem aceitas em sua época para se tornar umas das grandes artistas de sua época. De outro, Auguste Rodin, um gênio já maduro, no auge de sua força criadora, um artista que soube representar, através de sua arte, as paixões humanas.

A peça retrata o encontro destes dois artistas  na encantadora Paris no final do século XIX.que em  curto espaço de tempo se apaixonam.

Ao contar esta história de amor e arte que até hoje causa um encanto hipnótico e avassalador, Camille & Rodin também leva para o palco a obra desses artistas e revela o ambiente artístico e cultural do final do século XIX e início do século XX, levando o espectador a uma impactante e comovente viagem no tempo.

Elenco: Melissa Vettore e Leopoldo Pacheco

Direção: Elias Andreato

Duração: 75 minutos.

Classificação: 12 anos.

Ingressos: R$ 80,00

Meia Entrada: estudante, idoso, aposentado e professores da rede pública.

Dias: 01 de junho às 21 horas

02 de junho às 20 horas


Local: Teatro Municipal Brás Cubas

Endereço: Avenida Senador Pinheiro Machado, 48 – Marapé

Ingressos

Enhanced by Zemanta

Patati & Patatá voltam a Santos com o novo show: Volta ao mundo!

A dupla de palhaços Patati & Patatá retorna a Santos nos próximos dias 03 e 04 de novembro, com o espetáculo “Volta ao Mundo com Patati Patatá”.

A Torre Eifel, a Estátua da Liberdade, a Torre de Pisa e o Cristo Redentor são alguns dos famosos monumentos que representam os principais países do mundo no cenário do espetáculo.

Patati & Patatá “Volta ao Mundo”

Local: Teatro Municipal Brás Cubas

Endereço: Avenida Senador Pinheiro Machado, 48 – Marape

Duração: 60 minutos.

Classificação: Livre.

Preço: R$ 80,00

Meia-Entrada: crianças a partir de 2 anos, estudantes, professores e idosos acima de 60 anos. Crianças até 1 ano e 11 meses no colo não pagam.

Ponto de venda sem taxa de conveniência:
Bilheteria Teatro Municipal Brás Cubas de terça a domingo das 14:00 às 19hrs.

Ingresso Rápido

Enhanced by Zemanta

Mostra valoriza o hiper-realismo

Pinturas tão fieis à realidade que parecem fotografias, ressaltando ao máximo os detalhes que, para muitos, passam de forma imperceptível. Essa é uma das definições do hiperrealismo, estilo de pinturas e esculturas que têm como finalidade ser o mais próximo possível daquilo que vemos como fotografias. E Santos recebe uma exposição que muito tem a ver com esse tema.

É a mostra Real Momento, do artista plástico santista Linaldo Cardoso, que tem mais de 30 anos no ramo da pintura. São 18 telas, pintadas a óleo, em diversos tamanhos, que mostram flagrantes de diversas pessoas e objetos relacionados à prática de três atividades: paraquedismo, pesca e ciclismo.

A exposição está no teatro Municipal Brás Cubas e está aberta à visitação de segunda a domingo, das 14 às 18 horas, com entrada gratuita até o dia 6 de outubro. O artista ganhou diversos prêmios em salões de artes plásticas realizados em todo o Brasil com suas obras. Além da pintura, Cardoso é especializado em restauração de peças.

A ideia de fazer a mostra começou há três anos, depois de uma viagem da filha à Europa. “Ela me mostrou algumas fotos que fez na Alemanha de pessoas praticando esportes radicais. Minha esposa sempre falava para fazer quadros de pessoas e, a partir deste momento, veio a motivação”, diz Linaldo.

Ele passou a ir ao Morro do Votoruá, em São Vicente, acompanhar os saltos feitos do lugar. Registrava, com uma câmera, cada detalhe. Também clicou provas de triatlon realizadas na Cidade. “O nome da mostra, Real Momento, veio justamente disso, da ideia de ser o mais fiel possível à realidade, aos detalhes, desde a marca da bicicleta aos detalhes do rosto dos praticantes”.
História – Linaldo Cardoso sempre gostou de trabalhar com arte. “Desde criança gostava de mexer com pintura. Tinha talento para construir brinquedos, avião e foguete. Meu apelido era Professor Pardal”, conta. Fez cursos de mecânica e trabalhou na área, em multinacionais, mas nunca deixou a questão artística de lado. “A arte está no sangue. A gente pode até protelar, mas não podemos fugir”.

Paralelamente ao trabalho de mecânico, ingressou na Escola Livre de Pintura de Santos. Fez a primeira exposição dos trabalhos em 1986. “Eram paisagens e natureza morta”, relembra. Vendeu todas as telas, se empolgou, e começou a se dedicar somente à pintura. Até que, em uma mostra feita 10 anos depois, vendeu apenas uma tela.

Foi aí que começou a trabalhar com restauração. Conheceu o professor de pintura, Oswaldo de Freitas, que o incentivou a entrar no restauro de obras. “Tinha muita afinidade com ele, que foi me ensinando passo a passo do que fazer. Fui a vários lugares e realizei muitos trabalhos com ele”, observa Linaldo.

Recebeu convites para fazer restauros em Miami, nos Estados Unidos. Lá, pode se aperfeiçoar no assunto. “Visitei museus e galerias. Sempre mantenho contato com outros artistas em feiras e encontros para estar atualizado”. Comandou, ainda, serviços de recuperação de obras de arte na Associação Comercial de Santos (algumas delas de Benedito Calixto) e no Colégio São José.

Serviço – A exposição Real Momento ocorre no foyer do Teatro Municipal (Avenida Pinehiro Machado, 48, de segunda a sexta, das 14 às 18 horas. Até 6 de outubro. Entrada franca.

 

 

Boqnews

Enhanced by Zemanta

“Conversando com Mamãe” no Teatro Municipal Brás Cubas

Há muitas formas de amar. Nenhuma delas, contudo, soa tão desmesurada e incondicional como aquela que une mãe e filho. É um pouco sobre esse afeto obsessivo que se debruça “Conversando com Mamãe”. Com Beatriz Segall e Herson Capri no elenco, o espetáculo que estreia hoje parte do mesmo argumento que motivou o filme homônimo argentino.

Assim como no longa de Santiago Carlos Oves, é a relação conturbada entre os personagens que movimenta a trama – adaptada para o teatro pelo espanhol Jordí Galcerán. Dirigida por Susana Garcia, a peça, parte da crise financeira de Jaime. Eis o motivo para que ele resolva visitar sua mãe, um costume há muito tempo perdido, e anunciar a decisão de vender o apartamento no qual ela vive.

A personagem de Beatriz Segall recusa-se enfaticamente a sair. E, gradualmente, vai expondo ao filho uma personalidade desconhecida. “No filme, tudo é explícito. Aqui, não”, argumenta a atriz de 85 anos, que interpreta o papel da matriarca de 82. “Você vai tomando conhecimento da vida deles aos poucos. E, apesar de a peça ter apenas dois atores, me parece que ela tem mais conteúdo.”

Nessa jornada, o relacionamento dos dois se reinventa. Merece novos matizes. Jaime percebe que existem muitas facetas de sua mãe que ele ignora completamente. Entre elas, a existência de um novo namorado. O fato é surpreendente para o filho, assim como a mulher que ele vai desvendando. “Não é uma amizade qualquer entre mãe e filho. Ela o desconcerta. Porque diz coisas nas quais ele nunca havia pensado”, diz a intérprete.

Não são apenas as finanças de Jaime que andam combalidas. Súbito, o até então bem-sucedido pai de família vê seu casamento ruir. Depara-se com uma vida aparentemente sem propósito. Uma sensação que só se aprofunda à medida que cresce a cumplicidade com a mãe.

As questões que a montagem perpassa parecem todas muito sérias: afetos, laços que se dissolvem, uma crítica ao mundo de aparências em que a posse de bens tornou-se o valor máximo. Todos esses temas, porém, são movimentados com a leveza própria da comédia. Em diálogos que oscilam entre a mordacidade e a delicadeza.

Dias: 22/09, sábado ás 21 horas e  23/09, domingo ás 20 horas
Categoria: Teatro
Gênero: Comédia
Local: Teatro Municipal Brás Cubas
Endereço: Avenida Senador Pinheiro Machado, 48 – Marapé
Classificação: 16 anos.
Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada: Estudantes, professores da rede pública e idosos acima de 60 anos).

Compre Ingressos

 

Agência Estado

Comédia “Trair e Coçar é Só começar” no Teatro Municipal

A comédia Trair e Coçar é Só começar, de Marcos Caruso, comemorou 26 anos ininterruptos em cartaz, em março de 2012. Recordista absoluto no Brasil, o espetáculo acumulou até agora um total de cerca de seis milhões de espectadores em quase nove mil apresentações desde sua estreia em 26 de março de 1986, no Rio de Janeiro.

Tendo como personagem principal a empregada Olímpia, a peça está em cartaz em São Paulo, desde agosto de 1989, de onde sai somente para fazer turnês pelo país. Apenas três estados do Brasil (Acre, Amapá e Rondônia) ainda não assistiram à montagem.

Em 26 anos, 86 atores passaram pela peça, entre eles, Suely Franco, Denise Fraga, Adriano Reis, Rômulo Arantes, José Augusto Branco, Ana Rosa, Alexandre Reinecke, Imara Reis, Roberto Arduin, Roberto Pirillo, Bruna Gasgon, Clarisse Abujamra, Mário Cardoso e Annamaria Dias.

No elenco atual, a famosa personagem criada por Marcos Caruso é interpretada por Anastácia Custódio. Completa o elenco de nove atores: Carlos Mariano, Jonathas Joba, Samantha Caracante, Carla Pagani, Mario Pretini, Carlos Martin, Siomara Schröder e Ivan de Almeida. A direção geral tem assinatura de Attílio Riccó e o atual diretor é José Scavazini.

 

Dias: 18 e 19 de agosto de 2012.
Horários: Sábado 21h | Domingo 19h.
Gênero: Comédia
Preço: R$ 60,00
Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos.

 

Teatro Municipal Brás Cubas

Av. Sen. Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias

Informações: (13) 4062-0177

Compre Ingressos