Tudo que você precisa saber para trabalhar em navios de cruzeiro!

ship-combo2

Tenho visto com frequência pessoas interessadas em trabalhar em navios de cruzeiros assim como eu que há alguns meses decidi pegar carona nessa onda.

A primeira coisa que aconselho é que pesquisem muito sobre esse universo, hoje com a internet é possível entrar no Google e com poucas palavras “tripulantes de cruzeiros”  achar uma infinidade de informações (agências, blogs, videos) e o primeiro click sempre nos leva a outros.

Se você realmente quer trabalhar em navios tenha em mente que a vida a bordo não será fácil e você verá isso nos vários blogs disponíveis, mas não deixem que as coisas negativas façam com que desistam antes mesmo de viver a experiência. Sempre digo que se você não experimentar não terá como saber se é bom, afinal cada um tem uma forma de pensar e ver a vida.

Confesso que assim que comecei a pesquisar os blogs fiquei um pouco apreensiva com os pontos negativos, mas não desisti e continuei a pesquisar e foi então que me perguntei, se é tão ruim como todos dizem então porquê voltam?

Decidi então seguir um pouco dos passos de um dos vários tripulantes que montaram blogs porque ele gostava da mesma coisa que eu o BAR, ele havia feito um curso de bartender em uma escola de capacitação para quem quer trabalhar em navios e hotéis, e como eu sempre gostei de fazer coquetéis em casa e em festas decidi investir no curso.

Fui lá na escola assisti uma palestra sobre vida a bordo e fiz minha inscrição para o curso, senti também a necessidade de voltar para as aulas de inglês já que é o idioma oficial a bordo e o meu estava enferrujado, rs.

Concluído o curso hora de preparar o currículo e se cadastrar nas agências para participar dos processos seletivos fiz os cadastros em meados de dezembro e começo de janeiro e a primeira entrevista realizei em fevereiro e no mesmo dia recebi a aprovação para a vaga de cocktail waitress (garçonete de bar).

A Entrevista

É importante que você saiba que normalmente fazemos duas entrevistas a primeira com a agência e outra com a cia marítima.

Na entrevista com a agência, geralmente te perguntam o porque quer trabalhar a bordo, qual a posição que está aplicando, qual a pretensão salarial e algo sobre você, essa entrevista pode ser em português ou inglês isso vai depender da posição que está aplicando e do nível do idioma que você mencionou no CV, a minha foi toda em inglês.<

Após a primeira aprovação é só aguardar que a sua agência te mandará informações sobre a entrevista com a cia, como eu moro em Santos as minhas duas entrevistas foram presenciais, mas podem ser também via Skype. Passado uns 15 dias recebi mensagem com a data da segunda entrevista, essa entrevista é mais técnica então é importante estudar bastante sobre a sua posição. A minha foi em português, inglês e espanhol (idiomas que mencionei no meu CV).

Dica importante para a entrevista presencial, traje é social completo… meninas maquiagem é essencial, mas lembrem é entrevista e não balada e nada de roupa curta e decotes.

Cursos

Se você não tem qualificação pode ser que tenha que fazer algum curso para se capacitar para a vaga escolhida, mas as agências normalmente te ajudam com isso.<

Todo tripulante de navio que faz temporada brasileira é obrigado a fazer o STCW e CFPN são dois cursos exigidos pela Marinha, mas espere as instruções da sua agência para correr atrás disso pra evitar gastos desnecessários.

Guardem um grana para todo o processo, pois você terá muitas despesas e algumas serão reembolsadas pela cia, mas somente quando já estiver a bordo. Você gastará algo em torno de R$ 3.000,00 dependendo de onde mora, pois poderá ter gastos com hospedagem, transporte e alimentação. Então pense bem se vale a pena!

Para finalizar

Não esqueçam que você está indo a trabalho e não a passeio, todo o glamour do navio é para os passageiros e não para você; você irá trabalhar de 12 a 14 horas por dia, não terá dia de folga e sim horas entre os turnos de trabalho; as leis trabalhistas são de acordo com a bandeira do navio, ou seja, navio com bandeira Italiana as leis são as Italianas e CLT abordo simplesmente não existe; irá conviver com pelo menos 40 nacionalidades diferentes e terá que respeitar as diferenças, mas terá uma experiência de vida incrível e única e com certeza terá muita história para contar a seus familiares na volta do contrato e depois aos seus netos.

Existem algumas agências espalhadas pelo Brasil onde você poderá se inscrever são elas: InfinityValemarNew CrewRosa dos VentosISMBR. Entrem também nos vários grupos de tripulantes no Facebook, leia os blogs e tire todas as suas dúvidas para depois não dizer que “entrou de gaiato no navio”, rs

Nos encontramos em breve a bordo

Good Luck!
Silvana Costa
Tripulante Costa Crociere

Inscrições abertas para curso “A Hora é essa” da Fatto Brazil

navio

Sonha em trabalhar em cruzeiros marítimos? A Fatto Brazil (Centro de Treinamento para Hotéis) está com uma ótima oportunidade para quem quer trabalhar com turismo. O curso “A hora é essa” está com inscrições abertas e reúne as principais oficinas: bartender, barista, garçom e camareira. Outro diferencial é o investimento acessível: três parcelas de R$ 50.

O diretor executivo da Fatto Brazil, Fabrício Britto, apresenta o curso como uma forma de realizar o sonho de trabalhar em cruzeiros marítimos, conhecer novas culturas e também se especializar para a Copa do Mundo e as Olimpíadas no Brasil, para quem visa o setor hoteleiro. “Pensando na dificuldade financeira das pessoas e na imensa falta de mão-de-obra qualificada no setor do turismo em nossa região, a escola criou um programa de qualificação diferenciado mantendo a qualidade e as características do sistema FATTO BRAZIL de ensino. Após o curso, o aluno será encaminhado para entrevistas com os hotéis, restaurantes e equipamentos turísticos de toda região além dos cruzeiros marítimos”, comentou Britto, que também é um ex-tripulante.

O “A hora é essa” tem duração de três meses, com três turmas (manhã, tarde e noite). As inscrições devem ser feitas na Fatto Brazil, que fica na Rua Euclides da Cunha, 105 – Gonzaga. É necessário levar o original e uma cópia do RG, CPF e comprovante de residência. Outros cursos da escola estão disponíveis no site www.fattobrazil.com.br ou pelo telefone (13) 3288-2258.

 

Enhanced by Zemanta

Escola oferece workshop gratuito de entretenimento em cruzeiros

1_132105116215

A Fatto Brazil, empresa especializada no treinamento de tripulantes, está com inscrições abertas para o workshop Lazer e Recreação. O evento acontece na próxima quarta feira e contará com a presença do ator e maquiador teatral Kleber Kleis. Para participar é necessário contribuir com 1 litro de leite que será doado a instituições sociais.

O workshop abordará os serviços de recreação realizados em hotéis e cruzeiros marítimos, com a realização de atividade teóricas, práticas e demonstrativas.

O convidado, Kleber Reis, tem 10 anos de experiência em recreação, e ocupou o cargo de chefe do setor na companhia MSC Cruzeiros.

O evento contará com duas turmas, das 14h às 17h30 e das 19h às 22h30. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (13) 3288-2258 ou na própria escola, na Rua Euclides da Cunha, 105, no Gonzaga, Santos.

 

A Tribuna

Turista ganha via expressa para chegar ao terminal

Para melhorar o acesso de turistas e minimizar o impacto da temporada de cruzeiros no sistema viário do Porto de Santos, a Concais, empresa arrendatária do Terminal de Passageiros Giusfredo Santini, criou uma via expressa para os hóspedes que vão embarcar em navios no complexo. Nesta estação, o trajeto desse público deverá ser feito pela Avenida Eduardo Guinle. Já aqueles que estão deixando as embarcações e os ônibus (chegando ou partindo) continuarão usando a Avenida Perimetral.

A implantação da via foi destacada na última sexta-feira pelo diretor da Concais, Flavio Brancato, durante a escala do primeiro navio da temporada, o Aida Cara. A embarcação atracou no complexo por volta das 5 horas e só partiu por volta da meia-noite. Durante este período, cerca de 1,8 mil pessoas passaram pelo cais santista, entre embarques, desembarques e trânsito. A maior parte deles era de alemães, a mesma nacionalidade da bandeira da embarcação.

“Foi uma forma curiosa de começar a temporada com o embarque de estrangeiros”, disse Brancato, que aproveitou para apontar as números e destacar algumas das mudanças da estação. A reorganização do tráfego foi um dos principais pontos lembrados pelo diretor.

Para esta temporada, a Concais decidiu segregar o trânsito para evitar a formação de filas na Avenida Perimetral, no trecho próximo ao terminal, conforme verificado em anos anteriores. A partir de agora, os turistas que vêm de São Paulo ou outras regiões deverão acessar a instalação de cruzeiros pela Avenida Eduardo Guinle. O caminho pela Perimetral será utilizado apenas por ônibus ou veículos de passeio dos passageiros que estão retornando de viagem.

O novo trajeto está indicado em uma placa de sinalização instalada pela Codesp, a Autoridade Portuária de Santos, a pedido da Concais, logo na subida do Viaduto do Paquetá.

Conforme a placa, os hóspedes que vão embarcar devem seguir pela alça da esquerda do viaduto, acessando a Eduardo Guinle. Ao final da avenida, deverão contornar a Praça Nossa Senhora de Fátima, a Praça da Santa, para ingressarem no terminal de bagagens. Após despachar as malas, eles deixarão a plataforma pela via próxima ao Armazém VII-A (ao lado da Praça da Santa) e vão percorrer uma quadra da Eduardo Guinle.

Os motoristas vão, então, contornar a quadra onde fica a sede da Portofer e subir o Viaduto de Outeirinhos, para entrar na Avenida Perimetral. Os passageiros terão, em seguida, a chance de escolher o local para estacionar o carro. Caso optem pelo próprio estacionamento da Concais, poderão deixar o veículo antes mesmo de liberarem as bagagens.

No caso de vans, automóveis de turistas que desembarcaram e ônibus, o trajeto deve ser o mesmo que foi realizado na temporada passada – pela Avenida Perimetral (sentido Centro/ Praia) até o Canal 4 (Avenida Siqueira Campos), onde é feito o contorno para que o motorista volte para a Perimetral (sentido Praia/ Centro) e siga em direção ao terminal.

“A nossa intenção foi dividir o fluxo com uma melhor coordenação do tráfego”, mencionou o diretor da Concais. Ele acredita que a medida reduzirá os congestionamentos.

Tripulantes

Oferecer maior conforto aos tripulantes também é um dos objetivos da Concais nesta temporada. Os funcionários dos navios contam agora com o chamado “repasse livre”, feito por uma corretora de câmbio dentro do próprio terminal. Com ele, os trabalhadores têm a possibilidade de enviar recursos para a família sem precisar sair da instalação.

Além disso, foi disponibilizada uma sala de 60 metros quadrados com ar-condicionado e televisão onde a tripulação poderá aguardar o embarque ou ficar depois do desembarque. O espaço fica no segundo andar do terminal de bagagens.

 

A Tribuna

Enhanced by Zemanta

Operadoras abrem 600 vagas para cruzeiros até o fim do ano

Com a aproximação do início de mais uma temporada brasileira de cruzeiros marítimos, o mercado de trabalho para tripulantes volta a aquecer. Para preencher os postos disponíveis em seus navios, as companhias marítimas já iniciaram as contratações de profissionais. A expectativa é de que pelo menos 600 vagas sejam abertas até o final do ano.

As oportunidades são para diversos cargos a bordo, principalmente, os relacionados aos departamentos de governança (camareiro e auxiliar de limpeza) e restaurante (garçom e assistente de garçom). Também há vagas nas áreas de segurança, recreação, entretenimento e vendas.

Idade mínima de 18 ou 21 anos (de acordo com o cargo) e inglês (no mínimo) básico são pré-requisitos. As empresas também exigem capacitação na área em que o tripulante vai atuar e treinamentos de segurança e habilitação reconhecidos pela Marinha do Brasil.

Os salários podem variar de US$ 550,00 a US$ 1.500,00, de acordo com a função.

Para se candidatar a uma dessas vagas, os candidatos devem procurar uma agência de seleção e recrutamento de tripulantes. A Internacional Serviços Marítimos (ISM BR), parceira da Fatto Brazil (Centro de Treinamento para Hotéis e Tripulantes de Navio), oferece vagas para trabalho em navios da Costa Cruzeiros, Ibero Cruzeiros, Royal Caribbean e Pullmantur. A inscrição pode ser feita no site da ISM BR (www.ismbr.net/cadastre).

Devido a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), elaborado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT), as companhias marítimas internacionais devem contratar tripulantes brasileiros pelo período de seis a nove meses. Com isso, o profissional tem a oportunidade de participar não só da temporada de cruzeiros brasileira, mas também da europeia.

Qualificação

Apesar da boa quantidade de vagas no setor, o número de candidatos também é grande. Para se destacar no mercado de trabalho de cruzeiros marítimos, a qualificação pode ser uma alternativa.

A Fatto Brazil oferece cursos e treinamentos específicos para cada área de atuação em alto-mar. As aulas abordam não só as atividades relacionadas ao cargo pretendido, mas sim toda a rotina e o cotidiano de um tripulante a bordo de um navio de cruzeiros.

Segundo a Fatto Brazil, em cinco anos de atuação, a empresa já qualificou mais de 6.500 pessoas. Desse total, 97% dos alunos trabalham ou já trabalharam no mercado de cruzeiros marítimos.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefones (13) 3288-2258 ou no site www.fattobrazil.com. A escola fica na Rua Euclides da Cunha, 105, Gonzaga, em Santos.

 

 

A Tribuna

 

Enhanced by Zemanta

Navios de cruzeiros marítimos oferecem mais de 800 vagas

Está aberta a fase de contratações para trabalhos em alto-mar. Existem mais de 800 vagas para a temporada de cruzeiros 2012/2013, que começará em novembro próximo e vai até abril do ano que vem. Os salários iniciais variam de US$ 650 (R$ 1.318,20, pela cotação do dólar da última sexta-feira) a US$ 2.600 (R$ 5.272,80), mas é preciso muito mais do que disposição para atuar neste mercado. Fluência em idiomas e bom relacionamento são fundamentais, assim como bom preparo físico e psicológico.

Conquistar um emprego em navios de cruzeiro vem sendo uma alternativa para a entrada de jovens no mercado de trabalho. Algumas funções não exigem muita experiência e oferecem bons rendimentos. Aliada a isso, a oportunidade de intercâmbio sem custos, mas com moradia e transporte, é um fator que atrai novos funcionários às companhias de navegação.

O processo de seleção é feito por empresas terceirizadas, que atuam somente no recrutamento de tripulantes de cruzeiros. A Infinity Brazil, que tem sede em Santos, na Capital e no Rio de Janeiro, seleciona candidatos para vagas em navios de passageiros.

As contratações das companhias Pullmantur, Royal Caribbean, Celebrity, Ocean Photo, Costa e Ibero ainda não foram concluídas para esta temporadas. Todas farão entrevistas nos próximos meses com candidatos da recrutadora. As duas últimas iniciaram os processos de contratação em abril, mas ainda abrem vagas.

As empresas buscam profissionais para atuar nos departamentos de restaurante, bares, governança (housekeeping), cozinha, recepção, entretenimento e fotografia. Para todas as funções, os candidatos devem ter experiência na área e inglês, no mínimo intermediário.

Segundo o gerente de recrutamento da Infinity Brazil, Marcelo Del Bel, é grande a procura por vagas nos restaurantes, bares e pontos de venda a bordo. Para estas funções, o nível de experiência não é tão cobrado.

“Para vagas em recepção, por exemplo, temos um problema maior por conta das dificuldade de contratação de pessoas com idiomas fluentes. A comunicabilidade deve ser boa em português e a pessoa precisa se fazer entender perfeitamente em inglês”, explica.

Este é um dos impedimentos mais comuns para a admissão de um candidato, mesmo para novas funções, que costumam ser rentáveis. Neste ano, foram abertas vagas para dançarinos e os dois principais pré-requisitos são lecionar os ritmos e ter inglês fluente.

Para trabalhar a bordo, além de experiência e formação profissional, é necessário um fator que não é de domínio do candidato, mas é decisivo na hora das escolhas: o perfil do profissional. Para identificar os candidatos certos para uma vaga, as empresas apostam na capacidade natural de sorriso e entretenimento dos interessados.

“O que nós vamos fazer com um funcionário que não sorri e tem a função de entreter os turistas? É impossível dar certo”, adverte Marcelo Del Bel.

Processo

Os candidatos a uma oportunidade em navios de cruzeiro devem se cadastrar no banco de dados da empresa recrutadora. Em caso de abertura de vagas, são feitas entrevistas, que podem ser presenciais ou através da internet.

Uma palestra sobre a vida no mar é ministrada para explicar quais são as funções, as remunerações e a rotina a bordo. Os contratos são de oito meses e estima-se que, neste período, o funcionário conheça de oito a dez países e mais de 20 locais.

Após a contratação, os tripulantes passam por treinamentos específicos da companhia em que vão atuar. Na Royal Caribbean, que deve admitir entre 400 e 500 profissionais para esta temporada, os candidatos fazem um curso de sobrevivência marítima, em que recebem noções sobre a vida a bordo.

No navio, os profissionais são acompanhados por um gerente de Treinamento e Desenvolvimento por duas semanas. Durante esse período, há treinamentos sobre segurança de bordo (incluindo uma simulação de emergência), ética, excelência de atendimento e controle de multidão, além de palestras sobre o consumo de álcool e drogas e assédio sexual e um treinamento de adaptação a diferentes culturas.

Na armadora, tripulantes que estão no primeiro contrato podem mudar de cargo dentro do próprio departamento. A partir do segundo contrato, podem concorrer à vagas em outros departamentos, se estiverem dentro dos pré-requisitos necessários para o cargo desejado.

Cada departamento tem seu próprio plano de carreira e os tripulantes pode mudar de posição e, consequentemente, rendimentos. No setor de facilities (limpeza), por exemplo, o profissional pode começar como faxineiro, passar para supervisor e assim por diante, até chegar à gerência.

A Tribuna

Enhanced by Zemanta