II Motim Teatral – Mostra Regional do Festival Santista de Teatro ( FESTA)

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nessa segunda edição do Motim, o Movimento teatral irá expandir a mostra regional de grupos teatrais para mais duas cidades além de Santos, as apresentações também serão realizadas em Cubatão e Praia Grande.

Serão 26 apresentações gratuitas, de 14 grupos diferentes que ocuparão praças , teatros e espaços alternativos ao longo do mês de abril culminando com um grande encerramento que se dará no dia 1 de maio em Santos.

Nesse dia do trabalhador, o Movimento Teatral da Baixada Santista promoverá um ato contra a precarização do trabalho artístico na região. Há muito tempo que a região é conhecida como um celeiro de grandes artistas, porém existem poucas condições para que nossos artistas possam exercer profissionalmente suas atividades na região.

Acreditamos que só com muito diálogo e políticas públicas estruturantes, podemos modificar essa triste realidade que empurra nossos melhores artistas para fora da região em busca de melhores condições de trabalho

O “Motim Teatral” como já diz o nome é a oportunidade dos grupos da região de buscarem uma interlocução com a sociedade por um outro viés, potencializado pela sua arte e projetado para fazer a Cultura regional avançar.

 

REALIZAÇÃO: Associação dos Artistas e  Movimento Teatral da Baixada Santista APOIO INSTITUCIONAL: Secretaria do Estado da Cultura. APOIO: Vila do Teatro, Prefeitura de Santos, Superbacana Produções, Revista Sanatório Geral , Prefeitura de Cubatão, Teatro do Kaos, Prefeitura de Praia Grande.

 

PROGRAMAÇÃO

 

SANTOS / ABRIL

 

Dia 18, Sexta feira – Fonte do Sapo as 16h30

 

Teatro Widia e Coisas de Teatro – Cia. de Arte  – FARRANDANÇA

 

Três histórias retratam de forma bem humorada o cotidiano de uma tradicional trupe de artistas mambembes. Calixto, o contrarregra, sonha em ser Otelo, mas tem um obstáculo no meio do caminho: Sr. Antônio, seu sogro e dono da companhia que teima em lhe esfriar a cena. Os músicos e o maestro da orquestra não se entendem, enquanto a dançarina e a vendedora de balas disputam o amor do patrão. Os atores utilizam as técnicas do teatro popular, com referências da commedia dell’arte, farsa e números de clowns.

Ficha técnica: Direção e Adaptação: Platão Capurro Filho

Com André Nunes, Bruna Telly, Camila Baraldi, Daniel Valverde, Deia Oliveira, Wagner Bastos e Márcia Marques

Classificação etária: Livre

 

20h – Vila do Teatro

 

Superbacana Produções  – Dama da Noite (Santos/SP)

Luiz Fernando Almeida encarna a “Dama da Noite” e as angústias de um ser humano que não se sente inserido no mundo que vê e vive.

Ficha técnica: Autor:  Caio Fernando Abreu. Ator:  Luiz Fernando Almeida. Direção: André Leahun

Classificação Etária: 14 anos

 

  22h30  -Vila do Teatro

 

Cia Ohm de Teatro – Dentro de Mim Mora Outra (Santos/SP)

 

Apesar da grande relatividade cultural humana em perceber o ambiente, podemos dizer que existem certas universalidades entre os seres humanos que os caracterizam como espécie. Uma delas seria a capacidade de organizar ideias e percepções da vida, a partir da capacidade de categorizar. No entanto, as categorias de pensamento são socialmente construídas, então, deve-se ter o cuidado de contextualizar, culturalmente, o tempo e o espaço em que essas categorias foram concebidas, assim como a sua função social, em um dado contexto histórico e cultural. Nesse sentido, transexualidade não se trata de uma categoria natural, mas de uma percepção moderna de um fenômeno típico e recorrente da diversidade sexual humana comum em muitas culturas.

Ficha técnica: Dramaturgia: Ronaldo Fernandes.  Elenco:  Renata Carvalho.

Classificação etária: 16 anos

 

Dia 19, sábado  –  Vila do Teatro – 20h  

 

Cia da Solitude – Algumas Historias (Santos/SP)

 

A vida e a obra de Paulo José é apresentada ao público por um Jovem Aprendiz que, ao compartilhar também sua identificação com este grande artista, acaba por falar de um encontro de gerações entre atores que têm em comum o amor aos palcos.

Ficha técnica: Interpretação: Bruno Fracchia . Dramaturgia: Bruno Fracchia, inspirada no livro Memórias Substantivas, de Tânia Carvalho . Direção: Paula D´Albuquerque

Classificação etária: 14 anos

Casa de Frontaria Azulejada – Centro de Santos – 22h

 

Oficina do imaginário – Negrinha (Santos/SP)

 

“Negrinha”, um conto de Monteiro Lobato, trata da história de uma criança órfã nascida na senzala, que não tem nome e é chamada de Negrinha, em alusão à cor de sua pele. Relatando situações de maus tratos e humilhações, denuncia um Brasil preconceituoso, que mantém preconceitos e segregações ainda nos dias de hoje. A aparição de uma boneca leva esta criança a descobrir-se pessoa, modificando o curso da história. Ao se ver sem a boneca, objeto que lhe fez despertar à condição humana, Negrinha acaba perdendo o sopro de vida que trazia em si.

30 lugares por sessão

Ficha técnica:  texto: Monteiro Lobato.  Direção: Paula D’Albuquerque

Direção Musical: Maestro Ulysses Mansur.

Elenco: Deia Oliveira, Luiz Fernando Almeida, Nathalia Mendes e Pri Calazans

Part. Especial Lacteavia Consorte e Rosy Padron

Classificação: 14 anos

 

Dia 20, domingo  

 

Praça Mauá – Centro de Santos – 19h

 

O Coletivo – Projeto Bispo- Tratados como bichos, comportam-se como um. (Santos/SP)

 

Direção: Kadu Verissimo. Elenco: Junior Brassalotti, Juliana Sucila, Renata Carvalho, Rafael de Souza, Rony Magno, Wendell Medeiros, Lucas Oliveira, Sérgio Bratz,  Malvina Costa e Zécarlos Gomes

“Tratados como bicho, comportam-se como um”, espetáculo que traça um panorama que conduz a uma imersão na perspectiva do excluído e um mergulho no labirinto do artista. Onde o passado e o presente se fundem, assim como elementos da religião, do simbólico e questões sociais que se apresentam como um pano de fundo onde a realidade e a ficção se misturam.

O enredo utiliza a dicotomia loucura/liberdade, num sentido metafórico. A impermanência das coisas se estabelece como a própria estrutura dramatúrgica, em que os atores continuamente desconstroem uma realidade cênica para construir outra, criando uma atmosfera dual entre loucura e prisão, arte e liberdade de expressão.

O ponto de partida é a Praça Mauá. A partir dali, varias cenas acontecem em diversos pontos do centro histórico de Santos ate que o publico chega a Casa da Frontaria Azulejada onde será convidado a entrar e assistir  o desenrolar do espetáculo. Em cada rua, cada esquina, o espectador pode se deparar com personagens que estão todos os dias nas ruas e que muitas vezes passam despercebidos por nossos olhares treinados e ignorar tudo o que não nos convém.

Capacidade dentro da Frontaria Azulejada: 50 pessoas

Classificação Indicativa: 18 anos

 

 Vila do Teatro – 21h

 

A Confraria Produções Artisticas – Amor por Anexins

O espetáculo é construído por meio de jogo de palavras e ditados populares e promove uma reflexão bem humorada sobre amor, dinheiro e casamento por conveniência. Narra a história de Isaías e Inês. Ele está louco para casar-se e vive propondo casamento a Inês, uma senhora distinta viúva e costureira. Isaías escreve-lhe cartas de amor falando de suas intenções, destacando suas qualidades.

Ficha técnica: Direção Egbert Mesquita. Autor: Arthur Azevedo. Elenco:  Angelica Magenta, André Leahun e Camila Baraldi (stand in)

Classificação etária: Livre

 

Dia 26, sábado

 

Casa de Frontaria Azulejada – Centro de Santos – 22h

 

Oficina do imaginário – Negrinha (Santos/SP)

 

“Negrinha”, um conto de Monteiro Lobato, trata da história de uma criança órfã nascida na senzala, que não tem nome e é chamada de Negrinha, em alusão à cor de sua pele. Relatando situações de maus tratos e humilhações, denuncia um Brasil preconceituoso, que mantém preconceitos e segregações ainda nos dias de hoje. A aparição de uma boneca leva esta criança a descobrir-se pessoa, modificando o curso da história. Ao se ver sem a boneca, objeto que lhe fez despertar à condição humana, Negrinha acaba perdendo o sopro de vida que trazia em si.

30 lugares por sessão

Ficha técnica:  texto: Monteiro Lobato.  Direção: Paula D’Albuquerque

Direção Musical: Maestro Ulysses Mansur.

Elenco: Deia Oliveira, Luiz Fernando Almeida, Nathalia Mendes e Pri Calazans

Part. Especial Lacteavia Consorte e Rosy Padron

Classificação: 14 anos

 

Dia 27, domingo

 

Praça Mauá – Centro de Santos – 19h

 

O Coletivo – Projeto Bispo- Tratados como bichos, comportam-se como um. (Santos/SP)

 

Direção: Kadu Verissimo.

Elenco: Junior Brassalotti, Juliana Sucila, Renata Carvalho, Rafael de Souza, Rony Magno, Wendell Medeiros, Lucas Oliveira, Sérgio Bratz,
Malvina Costa e Zécarlos Gomes.

“Tratados como bicho, comportam-se como um”, espetáculo que traça um panorama que conduz a uma imersão na perspectiva do excluído e um mergulho no labirinto do artista. Onde o passado e o presente se fundem, assim como elementos da religião, do simbólico e questões sociais que se apresentam como um pano de fundo onde a realidade e a ficção se misturam.

O enredo utiliza a dicotomia loucura/liberdade, num sentido metafórico. A impermanência das coisas se estabelece como a própria estrutura dramatúrgica, em que os atores continuamente desconstroem uma realidade cênica para construir outra, criando uma atmosfera dual entre loucura e prisão, arte e liberdade de expressão.

O ponto de partida é a Praça Mauá. A partir dali, varias cenas acontecem em diversos pontos do centro histórico de Santos ate que o publico chega a Casa da Frontaria Azulejada onde será convidado a entrar e assistir  o desenrolar do espetáculo. Em cada rua, cada esquina, o espectador pode se deparar com personagens que estão todos os dias nas ruas e que muitas vezes passam despercebidos por nossos olhares treinados e ignorar tudo o que não nos convém.

Capacidade dentro da Frontaria Azulejada: 50 pessoas

Classificação Indicativa: 18 anos

 

Vila do Teatro – Pça dos Andradas ao lado da Rodoviária.

Casa da Frontaria Azulejada- Rua do Comercio 96- Centro- Santos

Espetáculo ‘Negrinha ‘em curta temporada na Vila do Teatro

negrinha

Adaptação do conto de Monteiro Lobato, a montagem, dirigida por Paula D’ Albuquerque, conta a história de Negrinha, uma criança nascida na senzala, que fica órfã aos sete anos. Sofrendo maus tratos e humilhações, ela se descobre ao ver pela primeira vez uma boneca, o que muda o rumo da história.

O enredo faz refletir sobre temas como escravidão, preconceito, direitos humanos, infância e dignidade. O espetáculo é encenado ao ar livre, com iluminação feita apenas pela luz das velas. Há uma interação sensorial dos atores e músicos com a plateia, trazendo o conto para uma reflexão atual, sempre através do campo lúdico.

No elenco: Deia Oliveira, Luiz Fernando Almeida, Nathalia Mendes e Priscila Calazans.

Participação do coral Via Láctea Consorte. Direção musical do maestro Ulisses Mansur.

O espetáculo se apresenta as sextas-feiras 14,21 e 28 de fevereiro, às 21h na Vila do Teatro com ingressos no sistema Pague quanto puder. Capacidade 30 pessoas.

A Vila do Teatro fica na Praça dos Andradas, esquina com a Rua Visconde do Embaré – Centro Histórico.

Espetáculo Dama da Noite de volta a Santos

dama

O espetáculo fará três apresentações na Vila do Teatro no mês de Novembro, sempre as sextas-feiras (01,08 e 15) às 21h com ingressos no sistema “Pague quanto puder”.  É uma ótima oportunidade para o publico da Baixada Santista assistir ao espetáculo que volta a Santos após duas temporadas de sucesso em São Paulo.

“Foi um ano de muito trabalho e também de muitas surpresas, não poderíamos encerrar o ano sem realizar uma apresentação em nossa cidade pois já estamos com saudades do publico santista”- conta o ator Luiz Fernando Almeida

O ator Luiz Fernando Almeida encarna a personagem e as angústias de um ser humano que não se sente inserido no mundo que vê e vive. O espetáculo tem direção de André Leahun.

Em um cenário que é uma residência, mas que pode ser também um clube ou o que a imaginação do público desejar, a “Dama da Noite” não se limita à atuação e instiga um diálogo com seu público em clima intimista.

O premiado espetáculo mostra ao público um conto do escritor que, mesmo depois de sua morte, faz sucesso nas redes sociais com frases de várias de suas obras compartilhadas pelos usuários.

Ainda este mês, Dama da Noite se apresenta como convidado no maior Festival da Cultura da Diversidade da América Latina, o Mix Brasil, com sessões em São Paulo ( dias 10 e 13/11) e no RJ ( 16 a 20/11).

Outra novidade, é que em 2014, Dama da Noite ganha as telonas e vira  um curta-metragem com direção dos cineastas Ricky Mastro e Guilherme Ricci. As filmagens estão programadas para o primeiro semestre. “ Acabamos de definir a equipe e vamos começar a mexer no roteiro” diz Luiz.

 

O espetáculo

“Dama da Noite” estreou em abril de 2011. Cumpriu 9ª temporadas consecutivas na cidade de Santos e duas na cidade de São Paulo sempre com enorme sucesso de público e crítica.

O espetáculo esta entre os finalistas do premio Aplauso Brasil 2013 nas categorias Ator, Diretor e Figurino e ainda foi indicado nas categorias Melhor Espetáculo Independente e Cenografia.

Também foi indicado ao premio Papo Mix da Diversidade 2012 na categoria espetáculo Teatral, ficou em 2º lugar no Premio Nacional de Teatro de Mogi das Cruzes (2011) e o premio de melhor Maquiagem no 2º FESTKAOS onde ainda foi indicado nas categorias Ator, Melhor Espetáculo, Melhor Iluminação e Melhor Trilha Sonora.

Participou de Festivais importantes como: Mix Brasil (Acre), FESTAC (Festival Nacional de Teatro do Acre, Festival de Teatro de Curitiba (FRINGE) Premio Nacional de Teatro de Mogi das Cruzes, Festival Santista de Teatro, Sansex- Mostra da Cultura de Diversidade de Santos, MOTIM Teatral, FESTKAOS entre outros).

 

Dama da Noite

De: Caio Fernando Abreu

Com: Luiz Fernando Almeida

Direção: André Leahun

 

Quando?  Sextas-feiras 01/08/15 de Novembro, às 21h.

Onde?  Vila do Teatro

Pça dos Andradas, s/no ao lado da Rodoviária de Santos.

Ingresso: Pague quanto puder.

Dama da Noite se apresenta no Festival Santista de Teatro

dama da noite

O ator Luiz Fernando Almeida encarna a personagem e as angústias de um ser humano que não se sente inserido no mundo que vê e vive. O espetáculo tem direção de Andre Leahun.  A apresentação acontecerá na próxima terça-feira, 17 de Setembro, as 22h na Vila do Teatro em Santos, integrando a programação do FESTA 55 ( Festival Santista de Teatro) e tem Entrada Franca.

Em um cenário que é uma residência, mas que pode ser também um clube ou o que a imaginação do público desejar, a “Dama da Noite” não se limita à atuação e instiga um diálogo com seu público em clima intimista.

O premiado espetáculo mostra ao público um conto do escritor que, mesmo depois de sua morte, faz sucesso nas redes sociais com frases de várias de suas obras compartilhadas pelos usuários.

“Dama da Noite” estreou em abril de 2011 e cumpriu nove temporadas na cidade de Santos e duas temporadas em São Paulo no Espaço Cultural Pinho de Riga  sempre com enorme sucesso de público e crítica. O espetáculo ganhou o segundo lugar no Prêmio Nacional de Cultura de Mogi das Cruzes, na categoria Teatro Adulto, em 2011 e também foi indicado ao premio Papo Mix da Diversidade Sexual na categoria Melhor Espetáculo Teatral em 2012.Recebeu o premio de Melhor Maquiagem ( Kleber Kleis e Fernando Pompeu) no 2º FESTKAOS e foi indicado nas categorias Melhor Ator, Melhor Iluminação e Melhor Trilha Sonora no mesmo evento. Dama da Noite também esta entre os finalistas em 03 categorias no Premio Aplauso Brasil 2013 ( Ator, Diretor e Figurino) concorrendo com nomes importantes do cenário teatral brasileiro.

Serviço:

Dama da Noite no Festival Santista de Teatro

Terça-feira 17/09 as 22h na Vila do Teatro

Pça dos Andradas – Esquina com a rua Visconde do Embaré.

ENTRADA FRANCA.

Virada Ilegal 2013

virada ilegal

 

Vila do Teatro oferece teatro, cinema e literatura

vila do teatro

A programação cultural da Vila do Teatro deste sábado (20) inclui cinema, literatura e apresentação de peça teatral. A partir das 22h, o espaço abriga o lançamento da segunda edição da revista ‘Sanatório Geral’, periódico online de artes visuais que, neste mês, traz textos da Thaís Lyra, Cida Barroso, Júnior Texaco e Felipe Torre, entre outros colaboradores. A edição é de Betinho Neto.

Na sequência, destaque para o espetáculo ‘Dentro de mim mora outra’, que aborda as experiências da atriz transexual Renata Carvalho. A direção é de Maria Tornatore e o texto, de Ronaldo Fernandes. A montagem será reapresentada dia 26.

Já quem gosta de cinema tem uma boa opção, às 23h30, com o ‘Cineclube Maurice Legeard’, que promove a exibição de duas produções. A sessão começa com o curta-metragem ‘Nina’, de Rodrigo Zerbetto, sobre um clown que projeta seus questionamentos em outros dois personagens. Em seguida, a plateia assiste ‘La Strada’, de 1954, considerado um dos grandes filmes do italiano Federico Fellini.

O endereço é rua Visconde do Embaré, 6 (ao lado da rodoviária). Toda programação tem entrada franca, exceto o espetáculo, que integra o sistema ‘Pague quanto puder’. Informações: no blog, no Facebook e na Revista Sanatório Geral.

Começa na sexta 8ª temporada do espetáculo ‘Dama da Noite’

Tem início sexta-feira (2) a 8ª temporada do espetáculo ‘Dama da Noite’, protagonizado pelo ator Luiz Fernando Almeida e dirigido por André Leahun. As apresentações acontecerão nas cinco sextas-feiras de novembro, às 21h, na Vila do Teatro (praça dos Andradas, esquina com rua Visconde do Embaré, em frente à rodoviária).

Considerado um clássico do escritor gaúcho Caio Fernando Abreu, o texto retrata as angústias de alguém que não consegue se encontrar na sociedade. A produção ficou em segundo lugar no ‘Prêmio Nacional de Cultura de Mogi das Cruzes’ (categoria teatro adulto) e entre os 10 melhores espetáculos paulistas indicados pelo crítico Rodolfo Lima (Mix Brasil).

Luiz Fernando Almeida já conquistou prêmios de melhor ator coadjuvante nas montagens ‘Quando os Olhos se Fecham’ (Prêmio Plínio Marcos) e ‘O que terá Acontecido a Rosemary?’ (18º Festac – Festival de Teatro de Cubatão).

Os ingressos são vendidos no sistema ‘pague quanto puder’. A classificação é livre e o local tem capacidade para 30 pessoas. Informações: 8161-8751 ou no www.damadanoiteteatro.blogspot.com.

Enhanced by Zemanta

Vila do Teatro é novo ponto cultural na Praça dos Andradas

A Vila do Teatro abre as portas nesta quinta-feira (31), às 19h, no Centro Histórico, para oferecer, gratuitamente, arte e cultura. Instalada na Rua Visconde do Embaré, nº 6, ao lado da rodoviária, na Praça dos Andradas, a Vila é resultado de antiga reivindicação de artistas da região e tem o apoio da prefeitura, que cedeu o imóvel.

Com mais esse espaço, a Praça dos Andradas e seu entorno seguem em processo de renovação, caracterizando cada vez mais como ponto de referência cultural. A transformação começou com a reinauguração do Teatro Guarany, em dezembro de 2009. Em seguida, foi aberta a Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo, no prédio anexo ao teatro.

No ano passado, o Espaço Aberto (iniciativa privada) passou a funcionar ao lado do Guarany. A Cadeia Velha (do governo do Estado), atualmente em reforma, é outro lugar onde são realizadas atividades no mesmo perfil.

“Nós artistas temos a ideia de fazer daqui uma espécie de Praça Roosevelt (tradicional centro cultural paulistano)”, diz Raquel Rollo, componente da Trupe Olho da Rua, um dos grupos que vai gerir a Vila do Teatro. Ela será ocupada ainda por mais duas companhias: Oficina do Imaginário e Quarteto Trio Los Dos. O coletivo (como é chamado no meio artístico o conjunto das três companhias), vai oferecer saraus e oficinas gratuitas, além de apresentações.

Programação de abertura
As atividades começam às 19h, com cortejo na Praça dos Andradas, seguida, às 20h, da cerimônia da abertura no interior da Vila do Teatro. A partir do dia 1º de junho, das 14h às 19h, iniciam as inscrições gratuitas para oficina de circo, teatro de rua e dança. Informações: www.santos.sp.gov.br/agendacultural.