Santos comemora 466 anos de história

O surgimento de Santos tem início com a ocupação do litoral paulista pelos portugueses, em 1532, com a chegada de Martim Afonso de Sousa, fundador da Vila de São Vicente, que veio acompanhado de inúmeros homens, entre eles Braz Cubas, o fundador da Vila de Santos.

Cubas e outros colonizadores deram início ao povoado de Enguaguaçu, condição anterior à vila, e foi nomeado capitão desse núcleo. Uma de suas ações foi transferir o porto de São Vicente, que ficava na região da Ponta da Praia, para as proximidades do Outeiro de Santa Catarina, no Centro Histórico, facilitando o embarque e desembarque de mercadorias.

No mesmo local, Luiz de Góis construiu a capela de Santa Catarina, enquanto, em 1543, Braz Cubas fundou o primeiro hospital do Brasil, a Santa Casa de Misericórdia de Todos os Santos. A região tornou-se conhecida como Povoado do Porto de São Vicente e, depois, Povoado do Porto de Santos. O primeiro engenho de açúcar de Santos surgiu na região do Morro São Bento, entre 1532 e 1535.

Elevação à vila


Sabe-se que a data da elevação do povoado à vila se deu entre 1546 e 1547. A data oficial escolhida, portanto, foi 26 de janeiro de 1546. A Vila de Santos era nada mais do que a capela de Santa Catarina, o hospital, o prédio da Casa de Câmara e Cadeia e algumas moradias. Sua existência e expansão estavam ligadas ao mar e à atividade portuária.

Um segundo núcleo de povoação formou-se na região no Valongo, onde, em 1640, foi fundado o Convento de Santo Antônio do Valongo. Mais tarde, a intensa produção de açúcar em São Paulo e o escoamento da mercadoria pelo cais faz Santos tornar-se conhecida como ‘Porto do Açúcar’.

Em 1776, nasce, em 13 de junho, um dos mais ilustres santistas, José Bonifácio de Andrada e Silva, ministro, conselheiro de D. Pedro e articulador da Independência do Brasil. Segundo historiadores, por muito pouco, a separação de Portugal não foi declarada em Santos, como gostaria José Bonifácio.

Na elevação da vila à categoria de cidade, em 1839, foi sugerida a adoção de nomes como Andradina e Bonifácio, mas a denominação acabou mantida.

 

Enhanced by Zemanta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s